Skip to content

E-commerce para empreendedores: revolucione o seu negócio vendendo online

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

E-commerce para empreendedores é a solução que você precisa para vender mais. Confira tudo sobre o assunto!

A pandemia de covid-19 fez que com que muitos empreendedores precisassem de reinventar no mercado. O fechamento de comércios não essenciais, durante o lockdown, fez com que muitas empresas migrassem para o online para seguir lucrando.

O cliente também mudou sua forma de consumo e acabou investindo nas compras online. Prova disso é que somente no primeiro semestre de 2020, o e-commerce brasileiro registrou crescimento de 47%, a maior alta em 20 anos, segundo a 42ª edição do Webshoppers, pesquisa da Ebit.

Diante disso, o e-commerce para empreendedores é uma solução interessante tanto para quem deseja seguir lucrando em tempos de pandemia quanto para quem deseja revolucionar sua empresa. Por isso, neste artigo, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

Afinal, por que investir em e-commerce para empreendedores?

Enquanto uma loja física possui um horário de funcionamento e pouquíssimas contam com a possibilidade de funcionamento 24 horas por dia, o e-commerce possibilita que alguém faça sua aquisição durante uma madrugada, por exemplo. Em outras palavras, você fatura enquanto dorme sem ter gastos como colaboradores em horário laboral ou energia elétrica.

Expansão geográfica

Você pode morar em uma cidade pequena do interior, mas alcançar um público que mora em qualquer lugar do Brasil com o e-commerce para empreendedores. Para isso, é necessária fazer uma boa análise de possibilidades de frete. Você pode prospectar parcerias com transportadoras das mais variadas, além dos Correios, bem como utilizar formas de pagamento universais, como o PayPal.

Economia

É cada vez mais barato abrir um e-commerce para empreendedores e mantê-lo em funcionamento. Para quem já possui um espaço físico, o investimento é ainda melhor, uma vez que já pode utilizar parte de sua estrutura.

Além disso, este empreendedor já tem os registros juntos aos órgãos competentes, como a Receita Federal e a Junta Comercial.

Como montar um e-commerce para a sua empresa: passo a passo

O primeiro passo para começar qualquer empreendimento é planejar. Sem isso, nada vai para a frente. Você deve analisar e responder três perguntas essenciais para abrir o seu e-commerce para empreendedores.

O planejamento deve ser de forma escrita, envolvendo todas as questões do negócio. O documento levará informações como logística, estoque, público-alvo, tipo de produto que será posto à venda, mercado potencial, investimentos, área de atuação e muito mais.

Leve em consideração também as tendências do mercado e os dados econômicos. Os fatores externos influenciam diretamente no seu negócio. E é claro, não se esqueça de analisar os concorrentes e o que você fará para se destacar vendendo produtos semelhantes.

Identidade Visual

Em uma loja física, a estrutura e aparência são pontos muito importantes na captação de clientes. Isso acontece também nas lojas virtuais. O seu site teve ter uma identidade visual bem estruturada, organizada e atrativa, para que as pessoas consigam encontrar o que querem de forma fácil.

Mas afinal, o que é identidade visual? É o conjunto de imagens, cores, símbolos, logotipos, fontes e padrões visuais que representarão graficamente a sua instituição. Por isso, a identidade visual do seu site deve ter a cara do seu negócio. É interessante que ela passe credibilidade, modernidade, e que também seja fácil de navegar.

É indispensável que esse trabalho seja feito por profissionais experientes e atualizados sobre as principais tendencias. Durante esse processo, deve ser definido o padrão visual, as cores, disposição de fotos, e muito mais. A criatividade deve ser bem explorada, mas de forma consciente. Um site com muitas informações ficará poluído, e de difícil compreensão.

Domínio

Agora é a hora de escolher o nome da sua loja. Porém, além disso, saber se ele está disponível na internet. O domínio do site será o endereço que levará as pessoas até sua loja virtual, e não precisa necessariamente ter o mesmo nome, mas o ideal é que seja, para que o cliente possa assimilar com mais facilidade.

Além disso, se o endereço for um nome mais curto e simples, ela será mais fácil de ser lembrada e pronunciada. Tudo para que o cliente não tenha problemas na hora de digitar o site.

Pense que quanto melhor o domínio escolhido, menos você terá de gastar com divulgação, pois a memorização do nome já garante que muitas pessoas se lembrem de uma ou outra empresa. Além disso, ter um bom domínio pode garantir também um posicionamento melhor no Google e em outros sites de busca.

Plataforma

A escolha da plataforma ideal é talvez o passo mais importante na abertura de um e-commerce do zero, pois é ela quem vai determinar o futuro da sua loja virtual. A plataforma é como uma casa, ao mesmo passo que o domínio é o endereço.

Uma plataforma flexível e sujeita a mudanças é essencial para que você possa adaptá-la às suas necessidades e preferências. Vale lembrar também que as plataformas gratuitas são mais limitadas a isso, podendo atrapalhar o crescimento do seu negócio.

Basicamente existem duas opções de plataformas recomendadas: Open Source e as plataformas alugadas.

A primeira opção é de código aberto, permitindo que você customize a sua escolha na hora de montar o seu e-commerce. Dessa forma, é possível mudar o layout e as funções à sua escolha, porém não são a melhor opção para quem quer começar com algo simples e de baixo custo, pois exige que você tenha conhecimento em programação ou contratação de alguém que entenda.

Já nas plataformas alugas você apenas paga um valor (geralmente mensal) e não precisa se preocupar com o código do seu site. Basta alugar e já começar a cadastrar os produtos para começar a vender. De certo modo isso é eficiente para quem deseja começar um e-commerce com pouco dinheiro, porém limita as opções de deixar o seu site com a cara do seu negócio.

Site respansivo

Hoje em dia ter um site responsivo já passou de um diferencial, e se tornou uma necessidade. Os smartphones, tablets e até mesmo as Smart TVs fazem parte do dia a dia das pessoas, e muitas optam por fazer compras pelo próprio aparelho. É nesse momento que surge a responsividade.

E você deve estar se perguntando, o que são sites responsivos? São aqueles que, independentemente da plataforma em que estejam sendo acessados, adaptam seu layout ao tamanho e resolução de cada uma. É inviável criar um site diferente para cada dispositivo, por isso fica evidente a importância da responsividade no sucesso de um negócio.

Além disso, ter um site responsivo também ajuda a ter uma posição melhor nos sites de busca. Quem já se adaptou a esse modelo fica um passo à frente daqueles que ainda não se atualizaram. Dependendo da plataforma que você escolher para o seu site, é possível que ela já ofereça essa opção.

Segurança para e-commerce para empreendedores

A importância de um sistema seguro para sua loja virtual não deve ser deixada de lado. Não só pela segurança das transações eletrônicas, mas também pela experiência de compras de seus clientes. Afinal, ninguém quer passar suas informações de cartão de crédito em um ambiente que não transparece segurança.

Empresas que trabalham com dados pessoais de clientes devem ter um Certificado Digital (SSL) que proteja essas informações. O certificado criptografa as mensagens entre empresa-cliente e cliente-empresa.

A informação só é descriptografada assim que é recebida pelo destinatário. Dessa forma, mesmo que haja interceptação entre a transmissão, não é possível acessar o conteúdo.

Se a empresa não investir na segurança do site, os riscos são prejudiciais para ambos os lados. Os programas conhecidos como “malwares” podem se infiltrar no seu servidor e acessar o banco de dados da sua loja virtual. Entre os riscos que uma loja virtual está sujeita estão:

  • Invasão do site para modificar a estrutura do site
  • Invasão para uso de recursos do sistema
  • Invasão para o roubo de informações do banco de dados de pagamento
  • Invasão para roubo de outros tipos de dados, como mailing da loja

Formas de pagamento

Ao mesmo passo em que você define os preços dos seus produtos por meio de uma análise do público-alvo e dos concorrentes, é necessário também escolher quais serão as formas de pagamento disponíveis no seu site.

Algumas plataformas oferecem a opção de pagamento através do próprio site, sem a necessidade de um intermediário. Mas é possível também efetuar o pagamento por outro meio, como o PayPal, por exemplo.

É importante que você ofereça diversas opções de pagamento para seus clientes, além do cartão de crédito. Muitas pessoas, principalmente por medo de oferecer seus dados, optam pelo boleto. Isso muitas vezes é um diferencial que pode levar os clientes a optarem pela sua loja e não por outra.

Marketing

Perfeito, o seu e-commerce já está ativo. Mas se você não o anunciar, as pessoas nunca saberão que ele existe. Você deve investir na divulgação de seu negócio, seja por meio de redes sociais, e-mail marketing, anúncios, links patrocinados ou por outras diversas ferramentas, para que o seu negócio chegue até as pessoas certas.

Os consumidores procuram muito pela internet para buscar mais informações e comparar os produtos. Por isso, a importância de manter o seu marketing digital bem ajustado.

Para isso, será necessário desenvolver uma estratégia e desembolsar um certo investimento. Você pode contar com uma agência especializada em marketing digital, ou fazê-lo você mesmo. Mas não se esqueça de que esse trabalho deve ser constante, não apenas para anunciar mas também para manter um bom relacionamento com seus clientes.

Logística

Assim que sua loja online começar a realizar vendas, ela irá se defrontar com um ponto crítico desse setor: o transporte das mercadorias a todos os clientes, em suas mais diversas localidades, com o menor custo.

Nesse momento, a logística tem o papel de planejar, executar e controlar o transporte, frete e embalagem dentro e fora da empresa. O dono de um e-commerce precisa considerar também o atendimento a distância para pedidos de produto ou dúvidas, seja por telefone, e-mail ou até mesmo pelo Whatsapp.

Além de proporcionar uma vantagem competitiva, ter uma boa logística fará que você agrade uma grande fatia de mercado. Ter um e-commerce do zero e não se preocupar com a estrutura logística é o mesmo que não esperar retorno, e pode muitas vezes dar diversos prejuízos.

Legislação

Assim como qualquer loja física, o e-commerce também possui leis, que são compostas basicamente pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC) e pelo Decreto nº 7.962/2013, mais conhecido como Lei do E-commerce.

O primeiro foi criado muito antes do comércio eletrônico existir, portanto não possui elementos específicos para esse modelo de negócio. Já o segundo foi instaurado para completar as lacunas que faltavam no CDC, tornando-se o principal regulamentador de e-commerce no país.

As três frentes prioritárias da Lei do e-commerce são:

  • Informações claras e visíveis
  • Atendimento ágil e eficaz
  • Direito de arrependimento

Os principais erros no e-commerce para empreendedores que você deve evitar

Fernando Rizzatti, sócio-diretor na Neotix Transformação Digital, listou os setes erros no e-commerce que você não deve cometer. Confira!

Falha no cadastro

“Aplicativos para compra em supermercados com modalidade de entrega estão salvando a vida de muita gente, principalmente de quem é considerado um grupo de risco e precisa evitar sair ao máximo. Mas o que fazer quando você passa horas escolhendo todos os produtos, fazendo a compra do mês, e quando você vai efetivar a compra, a ferramenta apresenta falhas para cadastrar o usuário? Imperdoável”, explica o especialista.

Adeus ao produto dos sonhos

“Novas lojas online não param de surgir. Eis que você encontra o produto que estava procurando a um preço interessante em uma delas, por meio de um anúncio, e na hora de fechar o pedido, seu cadastro não é aceito ou o site nem mesmo tem essa funcionalidade, imprescindível para a venda do produto. É mais uma venda que o lojista perdeu por falta de planejamento…”, comenta.

Erro de logística

“Depois de descobrir um produto por anúncio e informar todos os seus dados no cadastro, inclusive seu endereço, o site pede que você informe o CEP na finalização da compra. Somente aí, diz que não atendem sua região. Há maneiras de programar o site e avisar o consumidor de que sua localização não faz parte da área de entrega, sem que ele tenha que passar por todo esse desgaste”, ensina o especialista.

Falta de organização na entrega

“O que dizer de um aplicativo de entrega de compras de restaurantes que não orienta ou não exige que os restaurantes credenciados possuam embalagens específicas para o transporte dos alimentos e ao receber a sua refeição tão desejada a encontra parecendo que alguém a comeu antes de você?”.

Falta de transparência para o cliente

“É uma prática comum de muitas lojas famosas revender os produtos de um lojista parceiro. Porém, isso precisa ficar claro para o consumidor, para que ele possa decidir de quem prefere comprar”, comenta.

Venda de produto em falta no estoque

“Esse erro deve ser o mais frustrante para os consumidores. Imagine comprar um produto pela internet e nada dele chegar a sua casa. Então, quando você decide abrir um chamado no SAC da loja, recebe como resposta que o que você comprou está em falta no estoque? O conflito é enorme”

Falta de clareza nas informações

“O que dizer de uma loja virtual de um famoso supermercado que só te informa o prazo de 20 dias para entrega das compras no fechamento do carrinho? Todo mundo sabe que a pandemia vem atrasando diversas entregas, mas é preciso deixar isso claro desde o início”, finaliza.

Agora que você já sabe tudo sobre e-commerce para empreendedores, é hora de entender como administrá-lo financeiramente. Um contador será fundamental para a sua jornada no online. Leia nosso artigo e confira as “dicas para encontrar um bom contador para e-commerce”.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

utilizamos cookies e respeitamos suas privacidade.