3 histórias de empreendedores que vão te inspirar a abrir a sua própria empresa

 em Sem Categoria

O exemplo de outras pessoas é edificante em qualquer área. O ramo dos negócios está repleto de exemplos de grandes homens que obtiveram sucesso em seus empreendimentos, sendo que boa parte deles realmente saiu da pobreza para a riqueza. Leia a seguir a história de três grandes empreendedores que poderão influenciar suas atitudes ao abrir sua própria empresa de agora em diante!

Confira a história de 3 empreendedores de sucesso:

Alexandre Costa

Esse paulista é fundador e dono da famosa Cacau Show, rede de chocolates artesanais que tem mais de 1.000 lojas no Brasil e cinco fábricas. Com a lista de contatos dos pais, ele conseguiu um pedido de 2.000 ovos da Páscoa de 50 g. Contudo, não conseguiu fornecedores até encontrar dona Cleusa, que fazia ovos da Páscoa caseiros.  Foram 18 horas diárias de trabalho durante três dias e eles conseguiram um lucro de U$ 500,00.

Ele resolveu, então, explorar mais o mercado de chocolates – da cozinha de 12 m2 de dona Cleusa, passaram para uma sala na empresa dos pais, criaram um catálogo de vendas, contrataram funcionários e Alexandre fez seu primeiro curso específico na Bélgica. Alexandre aplicou três qualidades principais na hora de abrir sua própria empresa:

  •        Insistência;
  •        Disciplina;
  •        Diferenciação.

King Camp Gillete

Gillete, além de sinônimo de lâmina de barbear, é a 26ª marca mais valiosa do mundo. Seu mais famoso fundador nasceu em 1855 em Wisconsin (EUA). Cedo se mudou para Chicago, onde seu pai perdeu tudo no incêndio que atingiu a cidade, no ano de 1871. King Camp Gillete trabalhou como caixeiro-viajante para diferentes companhias; era socialista e gostava (muito) de inventar. Gostava tanto, que decidiu inventar uma lâmina de barbear que fosse descartável e mais segura.

Em 1899, apresentou a patente de um aparelho a uma empresa. A princípio, a ideia não foi bem aceita, mas ao lado de William E. Nickerson (inventor do MIT) desenvolveu um projeto que, em 1903, atingiu alto número de vendas: 90.000 aparelhos e mais de 12.000.000 lâminas. Tornou-se um dos homens mais conhecidos dos EUA, tendo sua imagem estampada nas embalagens de seus produtos.

Samuel Klein

Fundador das Casas Bahia, o maior império do varejo brasileiro, com mais de 600 lojas espalhadas por diferentes estados. Nasceu na Polônia em 1923, de família judia e, desde cedo, teve que trabalhar para sobreviver. Aos 19 anos, foi enviado, com seu pai, ao campo de concentração de Maidanek. Em 1944, fugiu do campo para a Alemanha, onde passou a comercializar vodca e cigarros. Fugindo de uma Europa devastada pela guerra, chegou a São Paulo, onde começou a vender roupa de cama, mesa e banho para os migrantes de outras regiões, principalmente os baianos.

Hábil em negócios, conseguiu abrir sua própria empresa, a Casa Bahia em 1957, homenageando seus principais clientes. Na loja, Samuel continuou vendendo a prestação e foi capaz de vislumbrar e aplicar um segredo que só viria a se tornar realidade muitos anos depois: o crédito à classe C. As Casas Bahia passaram a vender também móveis, colchões, eletrodomésticos e outros artigos para o lar.

Samuel foi um homem do povo e soube valorizar sua condição. Para ele: “… Quanto mais pobre uma pessoa, mais honesta ela é” e “A riqueza do pobre é o nome”.

E você, já conhecia a história desses empreendedores? Tem outro exemplo de uma biografia empreendedora em especial que lhe insipirou a a abrir sua própria empresa? Comente abaixo. Sua opinião é muito importante!

Postagens Recentes

Deixe uma resposta

Imagem de dois homens apertando as mãosImagem de algumas pessoas em uma mesa em uma reunião formal