Você já ouviu falar em Neuromarketing? Saiba o que é e como ele pode te ajudar nas vendas

Entenda o Neuromarketing, estudo que pode ajudá-lo a alavancar as vendas do seu negócio!

Entender a mente humana é a resposta para muitas perguntas e um dos caminhos para o seu sucesso. E é justamente isso que o Neuromarketing propõe, uma viagem para dentro da cabeça do consumidor.

Em qualquer campanha de marketing é preciso estudar o consumidor, entender suas preferências e moldar estratégias em cima desses resultados. Porém, diferentemente das técnicas convencionais, o neuromarketing vai além das respostas articuladas.

O melhor de tudo é que você também pode utilizar essa técnica para o seu pequeno negócio. Por isso, iremos apresentar aqui o conceito e também algumas dicas básicas que você mesmo pode colocar em prática para melhorar o desempenho da sua loja sem gastar dinheiro! Continue lendo:

O que é o Neuromarketing?

O neuromarketing é a junção da ciência com técnicas de marketing. Basicamente, são os estudos que permitem compreender o que se passa no cérebro do consumidor e suas reações quando uma pessoa é exposta a marcas, produtos e propagandas.

A técnica que identifica áreas do cérebro envolvidas no processo de compra e aceitação de uma marca é a aposta dos especialistas para prever o comportamento do consumidor. A intenção dos profissionais desta área é ir além dos questionários e pesquisas comuns.

Já faz algum tempo que os especialistas em marketing passaram a estudar o lado comportamental dos consumidores. Isso porque nem sempre – praticamente nunca – o ato da compra é baseado na racionalidade. O autor dinamarquês Martin Lindstrom, que estuda profundamente o comportamento do consumidor, afirma que 85% das compras são decididas pelo nosso subconsciente.

Porém, o assunto ainda é pouco abordado, envolto por técnicas e teorias ainda desconhecidas por muitos empresários. É importante saber como utilizá-lo a seu favor para poder potencializar as vendas do seu negócio! Confira as dicas abaixo:

Como o neuromarketing funciona?

Sabemos que, ao tomar uma decisão, podemos ativar três mecanismos do nosso cérebro: a razão, a emoção ou o instinto. O neuromarketing busca entender como cada um dos mecanismos é utilizado durante o processo de decisão de compra.

Algumas maneiras de usar o Neuromarketing para alavancar vendas são:

  • Desenvolver um envolvimento emocional forte com o consumidor, tornando seus amigos e familiares embaixadores da marca;
  • Assegurar que a sua marca represente a imagem do consumidor, suas inspirações;
  • Criar um “marcador somático”, ou seja, algo tão representativo emocionalmente que o consumidor jamais irá esquecer;
  • Lembrar-se que a audição é o sentido mais afetado pela propaganda, e não a visão, como se costuma pensar;
  • Ter em mente que grandes marcas produzem o mesmo sentimento nas pessoas que a própria religião.

Dicas para utilizar o neuromarketing a seu favor

Explore os sentidos

Já falamos aqui sobre o Marketing Sensorial, e ele pode ser uma ótima estratégia para que você decifre e conquiste o cliente no dia a dia. O som do motor de uma Harley Davidson, o barulho de abrir uma latinha, o cheiro do Big Mac são exemplos de como os nossos sentidos são provocados pelas marcas.

Essa estratégia busca explorar todos os sentidos (visão, olfato, audição, tato e paladar) como parte de diferenciação competitiva e posicionamento da marca. Alguns dos recursos mais comuns do marketing sensorial são a música, aromas, vitrines luminosas e degustação.

Libere a dopamina

Muitas decisões se baseiam em experiências positivas passadas. Comprar libera uma substância chamada dopamina, que uma das substâncias mais viciantes e sedutoras. O inconsciente grava essa lembrança e aguarda ansiosamente para uma nova injeção. Quanto melhor for a experiência de compra, mais tentado por comprar novamente de você ele ficará!

Utilize gatilhos mentais

Gatilhos mentais podem ser definidos como técnicas de persuasão, que estão relacionadas com as emoções e percepções sociais que todos nós temos.

Diante de tantas escolhas, nosso cérebro toma algumas decisões no modo “piloto automático” para evitar nosso esgotamento. É como se ele filtrasse quais decisões merecem mais atenção e, com as demais, ele fizesse exatamente o que já foi “educado” a fazer.

Temos também uma matéria em que explicamos tudo sobre os Gatilhos Mentais e cinco deles que você pode utilizar na sua estratégia de Marketing Digital.

Desperte o senso de urgência

Essa também é uma ótima estratégia de neuromarketing que pode ser explorada. Utilizar as frases como “últimas peças da coleção” ou “últimos dias da promoção” são exemplos simples de explorar o senso de urgência e que funcionam muito bem para que os clientes venham até você.

Mas cuidado: não gere o senso de urgência baseado em informações falsas. Isso pode quebrar a confiança do consumidor. Se você colocou um banner em seu site dizendo que a promoção só é válida para aquele dia, certifique-se de que ela seja encerrada ao fim do mesmo dia.


E aí, já sabe como começar a utilizar o neuromarketing para alavancar as vendas do seu negócio? Conhece outras dicas que poderiam ajudar mais empreendedores? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores. Baixe agora mesmo o Manual Completo Para Começar Seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Deixe uma resposta