5 coisas que você precisa saber sobre o IRPJ

 em Contabilidade

O IRPJ é a sigla para Imposto de Renda para Pessoa Jurídica e nada mais é do que o imposto devido por pessoas jurídicas para a Receita Federal. Apesar disso, ele não é igual ao Imposto de Renda para Pessoa Física e muitos empreendedores acabam ficando na dúvida de como fazer a declaração corretamente. Com isso, saber mais sobre o IRPJ é indispensável inclusive para quem está prestes a abrir sua empresa. A seguir, confira cinco coisas que você precisa saber sobre o IRPJ e tire suas dúvidas.

Quais são as formas de tributação do IRPJ?

Basicamente, ele pode ser apurado seguindo quatro modelos principais de tributação: lucro real, lucro presumido, lucro apurado e Simples Nacional. O valor da apuração também varia a cada caso e, muitas vezes, as alíquotas são diferentes dependendo do ramo de atividade da empresa.

Também é importante notar que nem todas as empresas podem adotar todos os regimes de tributação: no Simples Nacional, por exemplo, empresas que exercem determinadas atividades ficam vetadas de participar do Simples ainda que atendam aos outros requisitos.

Quais empresas são obrigadas a declarar o IRPJ?

Numa visão mais geral, todas as pessoas jurídicas são obrigadas a declarar o IRPJ em maior ou menor grau. Algumas empresas, entretanto, não precisam fazer a declaração completa, mas a necessidade se torna cada vez maior quanto maior for a empresa.

Quanto aos microempreendedores individuais, embora eles sejam pessoas jurídicas a declaração de Imposto de Renda mantém-se pela declaração para pessoas físicas. Isso se deve ao fato de que o MEI já prevê que todos os impostos devidos sejam pagos em uma única guia ao longo do ano, eximindo os empreendedores da necessidade de fazer uma declaração de IRPJ.

Qual o período de apuração do IRPJ?

Enquanto o IRPF, para pessoas físicas, é apurado no período de um ano, o IRPJ deve ser apurado trimestralmente. Isso significa que a cada 3 meses é preciso que seja realizado um processo de apuração completo para que a Receita Federal seja informada de todos os resultados.

Visando a facilitar esse processo o Sped Fiscal surge como uma possibilidade para a declaração de IRPJ. Com isso, a empresa passa a ter todas as informações centralizadas e consegue realizar a declaração de maneira simplificada.

Quais os riscos de não fazer a declaração corretamente?

O maior risco de não fazer a declaração de IRPJ é sofrer punições, processos ou investigações por parte do Fisco. Se a declaração não for feita corretamente os dados não serão condizentes com outros dados tributários enviados ao longo do período, dando margem para uma interpretação de sonegação fiscal.

Com isso, a empresa passa a possuir uma situação fiscal irregular e pode encarar multas e mesmo perda de oportunidades de negócio, já que ela não pode concorrer a licitações, por exemplo.

Como garantir que a declaração de IRPJ seja feita adequadamente?

O melhor jeito de garantir que a declaração de IRPJ seja feita corretamente é contar com uma contabilidade altamente preparada e especializada de modo a garantir que todos os dados estejam de acordo.

Ao investir em uma boa contabilidade sua empresa também consegue identificar qual o melhor e mais barato regime de tributação de maneira personalizada, melhorando os resultados organizacionais de maneira geral.

Conhecer mais sobre o IRPJ é indispensável para garantir que a empresa mantenha-se sempre com uma situação regular. Nesse sentido, inclusive, contar com uma contabilidade de qualidade é altamente benéfico para garantir mais segurança.

Aproveite para comentar quais são suas outras dúvidas sobre esse assunto.

 

Postagens Recentes

Deixe uma resposta

Foto de uma mão feminina anotando em um papel as contas que faz em uma calculadora, representando o financiamento com consultoria jurídicaFoto de um rapaz digitando em um notebook e visualizando em uma tela de computador