6 dicas para fazer email marketing na sua empresa de forma correta

 em Marketing e Inovação

Você está fazendo email marketing na sua empresa de forma correta? Muitas pessoas tendem a pensar que o email marketing já está ultrapassado, mas não apostar nele pode ser um grande erro. O email marketing serve como um canal de contato direto com as pessoas que tem interesse em seus conteúdos e em sua empresa.
Mas, assim como no blog e em todos os outros canais da sua empresa, o conteúdo do email deve ser muito bem pensado. Será necessário fazer um bom planejamento, analisar o que estará no título e no corpo, selecionar as pessoas certas a enviar, qual o melhor modelo…
Para que você possa começar a fazer email marketing na sua empresa da melhor forma possível, daremos algumas dicas essenciais! Continue lendo:

6 dicas para fazer email marketing:

Não compre listas de email

Essa talvez seja a dica mais importante que iremos apresentar. Muitas empresas acabam trocando mailings entre si ou até mesmo comercializando contatos na busca de trazer resultados imediatos.
Porém, coloque-se na seguinte situação: se você começasse a receber constantemente emails não solicitados sobre assuntos que não são do seu interesse, no mínimo você se sentiria incomodado, não é? Caso o email marketing seja feito de forma amadora, com procedimentos inadequados, e sem que as pessoas tenham solicitado, é muito capaz que sua marca cause esse tipo de sentimento.
Comprar listas de email é uma atitude um tanto perigosa, e que pode comprometer a imagem da sua empresa terrivelmente. Ainda assim, é uma atitude muito comum, e até mesmo recomendada por “profissionais” da área. De qualquer forma, seus leads associarão sua empresa à spam e dores de cabeça.
Para ter emails marketing bem sucedidos (recebidos, clicados e lidos) deve-se começar enviando para quem realmente tem interesse no tema e, mais importante, que concorde em receber esse tipo de conteúdo. Vale investir em uma boa captação no seu próprio site, redes sociais ou até mesmo oferecendo algo em troca ao usuário. Por exemplo: ebooks, brindes, descontos, etc.
Essa é a melhor forma de criar listas próprias para sua empresa. Pode ser um trabalho um tanto lento e difícil, mas trará o resultado que sua empresa precisa. Lembre-se: qualidade conta muito mais do que quantidade.

Estabeleça um objetivo

De nada vale enviar emails apenas por mandar. Além de se comunicar com o público, deve-se saber exatamente sobre o que você quer conversar. Por isso, cada email deve ter um objetivo bem determinado, por exemplo: sua intenção é vender? informar? promover um blog? gerar indicações?
Deve-se elaborar um planejamento e algumas estratégias para enviar emails bem segmentados, de acordo com o interesse de cada grupo de suas listas.
Assim que a meta for estabelecida, fica muito mais fácil segmentar a lista, criar o conteúdo e também acompanhar os resultados. Isso é bom para você, como empreendedor, mas também para seu público, que receberá conteúdo focado e especializado para o perfil dele.

Acompanhe as métricas

Se você já possui um bom objetivo, será necessário estabelecer metas. E para conseguir medir os resultados que suas estratégias e disparos estão alcançando, será necessário ficar atento à algumas métricas. Por sorte, boa parte das ferramentas de email marketing oferecem relatórios e dados para que você possa monitorar seus resultados. Algumas das principais métricas são:

  • Taxa de cliques: Número de pessoas que clicaram na sua mensagem, em relação a quantidade de mensagens disparados; serve para calcular a performance de cada email enviado;
  • Taxa de conversão: Número de pessoas que abriram o email, clicaram no link, foram direcionadas para uma landing page e concluíram a ação esperada;
  • Taxa de rejeição: Monitora os emails que não chegaram até o usuário, seja porque o usuário está com a caixa de entrada cheia ou por erro no envio;
  • Taxa de crescimento da base: Acompanha o crescimento da base de contatos, excluindo as pessoas que cancelaram a newsletter e emails que foram rejeitados.

Atente-se ao layout

Pense bem, a primeira coisa que uma pessoa verá ao abrir um email marketing será a estrutura do email. Ele deve ser no mínimo apresentável para os seus contatos. O ideal é que você não copie e cole o texto de qualquer forma, pois deixará o seu email bem menos atrativo. Mas também não aposte em apenas “jogar” uma imagem no corpo do email, pois muitos provedores não identificam o conteúdo da mensagem dessa forma, fazendo com que acabe indo parar na caixa de spam.
Por isso, uma dica que podemos te dar é: use templates. O equilíbrio entre imagem e texto deve ser perfeito, basta editar bem o HTML. Dessa forma, sua mensagem terá muito mais relevância, será mais atrativa aos contatos e também fica mais leve.
Se você souber como fazê-lo ou têm um profissional que disponha desse conhecimento, perfeito. Se não, não se preocupe, existem diversas ferramentas para desenvolver um bom template.
Por exemplo, o MailChimp, um site que compila diversos recursos, entre eles os templates de email. Todos eles são responsivos ou seja, se adequam aos diferentes formados de cada plataforma, como smartphones. Além disso, são desenvolvidos seguindo as boas práticas de email marketing. Isso significa que seus emails têm mais chances de cairem na caixa de entrada, e não no spam. E o melhor de tudo, ele é gratuito.
Existe também o Mailee, que oferece diversos templates para email customizáveis. Você pode editar os modelos que estão disponíveis, ou criar o seu próprio, incluindo o seu conteúdo nos espaços editáveis. Seus templates também são responsivos.

Saída da lista e limpeza do mailing

Da mesma forma que você não deve comprar listas de emails, enviando para pessoas desinteressadas, é necessário também respeitar as pessoas que se inscreveram na sua lista, mas já não têm interesse em receber suas informações. Não adianta tentar forçar alguém a ser cliente, por isso, permita que o usuário tire seu nome da lista de emails. Do contrário, você passará uma péssima impressão da sua empresa.
Você pode disponibilizar essa exclusão de diversas formas, seja por contato em redes sociais ou telefone, ou também por um link dentro do próprio email (muitas ferramentas de disparo tem por obrigatoriedade esse recurso).
Vale lembrar também que, com o tempo, uma parte dos usuários vai perdendo o interesse, e novos contatos vão entrando. Pode ser o caso de o email ter ficado inativo, ou simplesmente não abre o email por falta de interesse, etc. Então de que vale continuar enviando mensagens para usuários que não existem ou não ligam para seu material?
Nesse momento você tem duas opções: segmentação, separando a base mais engajada dos demais, ou apenas excluindo aqueles que nem ao menos abrem os emails. Porém não basta excluí-los, é necessário também estudar os fatores responsáveis pela diminuição desse engajamento. A partir disso, você poderá criar novas e melhores estratégias ou objetivos.

Frequência certa

As vezes, menos é mais! O excesso de emails incomoda, sendo uma das principais razões pelo qual as pessoas se descadastram ou ignoram a newsletter. Por isso evite disparar emails a todo momento, para que as pessoas não comecem a achar que você está apenas falando palavras ao vento.
Porém, a falta também pode não gerar nenhuma proximidade e até estranheza quando alguma mensagem aparecer na caixa de entrada. O ideal é enviar emails apenas quando forem necessários, com conteúdo que seja relevante para seus leitores.
O ideal é ter uma distância de três a quatro dias entre um email e outro. Mas se você achar que não é possível manter essa frequência, busque ter ao menos um envio ao mês. Para isso, faça um calendário para poder se programar, certificando-se de que os disparos estão sendo bem distribuídos. E não se esqueça de sempre analisar e monitorar.


Não pense que o email marketing não é eficiente porque as pessoas não acessam. Talvez a sua estratégia não seja a melhor. Se você já trabalha com email marketing, mas não está tendo os melhores resultados, basta seguir essas dicas que apresentamos.
Gostou dessas dicas? Conhece outras que possam ajudar outros empreendedores a começar a fazer email marketing nas empresas? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Postagens Recentes
Mostrando 3 comentários
pingbacks / trackbacks

Deixe uma resposta

Migrar para HTTPS - Abertura SimplesVetor de quatro mãos, cada uma mexendo em um dispositivo diferente, representando o marketing para PMEs