Skip to content

Confira o passo a passo para abrir um coworking!

O que você verá neste artigo:

Você já pensou em abrir um coworking? Então confira o passo a passo a seguir!

O Coworking é um termo que aos poucos vem ganhando cada vez mais espaço no mercado. Devido ao aumento do número de empreendedores, microempreendedores e profissionais que trabalham remotamente, esse modelo de escritório colaborativo vem se tornando muito popular.

Mas para que esse tipo de negócio dê certo, é necessário planejamento, investimento e dedicação! Pensando nisso, o Abertura Simples preparou um artigo com tudo o que você precisa saber para abrir um coworking e se dar bem nos negócios. Confira:

Tudo o que você precisa saber para abrir um coworking:

Mas afinal, o que é coworking?

Basicamente o coworking é um espaço de trabalho compartilhado, onde várias pessoas trabalham e dividem entre si os acessórios disponíveis naquele escritório. Estas pessoas que alugam um coworking para trabalhar podem atuar em empresas ou áreas totalmente diferentes, portanto é um espaço onde muitas pessoas trabalham juntas, mas cada um com seu negócio ou suas atividades para desenvolver.

O coworking oferece espaços de trabalho em salas de diversos tamanhos, salas de reuniões e ambientes de convivência, como os espaços para cafés. Oferece serviços diversos como o endereço fiscal para a empresa, internet, secretária, máquinas de cópias entre outros. Comumente tem design atrativo e inovador, inspirando empresas de diversas áreas.

Este modelo é muito utilizado por profissionais autônomos que não querem optar pelo home office, por considerarem um trabalho muito isolado. Além disso, o coworking é uma ótima forma para aumentar a produtividade e aumentar a rede de networking.

Como é o mercado?

De acordo com o Censo Coworking Brasil 2018, o coworking chegou a todos os 26 estados brasileiros e ao Distrito Federal, somando 1.194 unidades, que juntas atendem cerca de 214 mil pessoas, gerando aproximadamente 7.000 empregos diretos, e movimentando R$ 127.000.000,00. São Paulo é o estado com maior número de coworkings, 465, seguido por Rio de Janeiro com 123 e Belo Horizonte com 99 (Dados de 2018). A maioria desses espaços compartilhados (55%) está localizada na capital dos estados. Em 2018 gerou uma receita anual de R$ 257 mil, sendo 9% maior do que em 2017, com uma lucratividade anual média em 2018 de R$ 86 mil, 4% menor que em 2017.

Várias iniciativas estão surgindo no mercado brasileiro para trazer mais pessoas para esse novo modelo de trabalho. Seja através de eventos ou até mesmo experimentar um dia de trabalho gratuito nesses espaços, muitos empreendedores e empresas estão migrando de escritórios próprios para estes espaços compartilhados, seguindo a tendência do futuro do trabalho.

Existem diversas modalidades de coworking no Brasil, dentre os mais comuns estão os coworking privados, que são mais conhecidos e são a maioria dos espaços de trabalho compartilhados no Brasil, e os coworking públicos, um novo modelo de coworking que surgiu no Brasil em 2017.

Em 2017 houve um crescimento espantoso do números de empresas de coworking, com o mercado mais do que dobrando de tamanho. Em 2018 essa taxa caiu um pouco, como esperado, mas continuou em crescimento.

A maioria das empresas oferece um pacote básico de serviços, que inclui secretária para guardar recados e transferir ligações, endereço para registro no CNPJ e para receber correspondências, além da possibilidade de aluguel de salas de reunião, impressão e fotocópia. Os preços variam de R$ 150 a R$ 700 mensais, para espaços abertos, podendo chegar a R$5.000,00 em salas grandes e equipadas que podem atender a empresas como startups. Por isso é indicado um estudo do mercado no momento da formação de preço de cada espaço e serviço.

O que é e como montar um plano de negócios

O plano de negócios serve para que o empreendedor tenha uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida. No plano de negócios você irá definir assuntos como, os serviços que irá oferecer em seu coworking. Além disso, o plano de negócios também detalha a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.

Para desenvolver o planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também quem serão seus futuros clientes, seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

Resumo dos principais pontos do plano de negócio:

  • O que é o negócio?;
  • Quais os principais produtos e/ou serviços?;
  • Quais serão os seus principais clientes?;
  • Onde será localizada a empresa?;
  • O montante de capital a ser investido?;
  • Qual será o faturamento mensal?;
  • Em quanto tempo espera que o capital investido retorne?

Saiba a importância de ter um plano de negócios em sua empresa

Escolha o local

A localização é um dos fatores que mais influenciam no faturamento. Na hora de fazer essa seleção, é necessário levar em conta alguns aspectos, como o público alvo. Enquanto faz o planejamento para abrir um coworking, você irá definir a faixa etária e os interesses das pessoas que deseja atingir. Com isso em mãos, ficará mais fácil escolher a região em que essas pessoas estão presentes.

O ponto ideal para montar um coworking é um local com grande fluxo de pessoas, boa visualização e fácil acesso para os clientes. Verifique também se o cliente terá facilidade para estacionar. Você pode também optar por montar o seu estúdio na sua residência, porém cumprindo com a estrutura necessária.

É necessário também, ficar atento aos aspectos legais e regularizações de acordo com as licenças exigidas. Antes de fechar o contrato, deve-se consultar a Prefeitura para confirmar se o seu coworking poderá funcionar naquele endereço escolhido. Verifique quais são as restrições da prefeitura para os planos da Lei de Zoneamento e do Plano Diretor da cidade.

Confira aqui 7 dicas para escolher o ponto comercial ideal para sua empresa

Qual a estrutura e equipamentos necessários?

Quanto à estrutura, um espaço medindo cerca de 300 m² já será possível montar um coworking de médio porte, contando assim com duas salas grandes para trabalho, uma sala de reunião, banheiros, uma recepção e um pequeno refeitório. Ter estacionamento no local também é algo que vai facilitar a vida dos seus clientes.

Escritórios são locais onde as pessoas passam um tempo considerável, sendo assim, é importante investir em móveis de qualidade. Se possível, opte por modelos ergonômicos que ofereçam conforto e segurança aos profissionais que irão utilizá-los.

Além disso, as cores e iluminação provocam diferentes sensações nas pessoas . Por isso, também influenciam no ambiente de trabalho. Esteja atento à essa escolha para que elas tragam estímulos positivos ao espaço.

Escritórios e recepção

  • Mesas para escritório e recepção;
  • Cadeiras;
  • Aparelhos de telefone;
  • Computador para recepção;
  • Impressora multifuncional para recepção;
  • Armários.

Sala de Reuniões

  • Mesa oval;
  • Cadeiras;
  • Projetor de imagens;
  • Computador;
  • Projetor multimídia.

Copa

  • Microondas;
  • Louças variadas;
  • Jogo de talheres;
  • Copos;
  • Armários;
  • Máquina de café expresso;
  • Geladeira.

Também é preciso investir um pouco mais em tecnologia em um coworking. Os computadores devem ser equipados com boas placas de vídeo e memória e uma impressora de boa qualidade.

Como abrir um coworking?

Este é um segmento em expansão e tem alcançado bons resultados, tanto em situações de crise, quando as empresas procuram diminuir custos, quanto em fases de crescimento econômico devido aos benefícios do network.

Você se interessou pelo coworking e quer saber como abrir um? Confira abaixo!

1 – Identifique o tipo de atividade 

Definir o tipo de atividade que o seu coworking terá é uma das primeiras decisões que devem ser tomadas, antes mesmo de decidir quaisquer outras questões fiscais ou tributárias. Existem três diferentes designações. Porém, a que melhor se encaixa para o setor é o de prestação de serviços, já que o coworking é um prestador de serviços para autônomos.

  • Indústria: É caracterizado pela transformação de matéria-prima em produtos a serem comercializados posteriormente;
  • Comércio: Já o comércio é o responsável pela venda dos produtos;
  • Serviços: O terceiro ramo de atividade é a prestação de serviços.

2 – Escolha a natureza jurídica

A natureza jurídica do seu coworking ajudará a definir o regime jurídico que melhor se enquadra com o seu tipo de negócio.

Informar a natureza jurídica no ato de formalização do seu negócio é indispensável, uma vez que cada uma dessas possui diferentes formas de aplicação das normas. Confira a seguir alguns tipos de naturezas jurídicas para empresas:

  • Empresário Individual (EI): Uma única pessoa constitui a empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. A pessoa física é titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada (LTDA): Modelo que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços;
  • Sociedade Simples (SS): Exploram atividades de prestação de serviços decorrentes de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comércio, e sim desempenhar suas profissões;
  • Sociedade Anônima (SA): Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim se dividem em ações. Essas ações podem ser transacionadas livremente;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI): Empresa formada por somente uma pessoa, onde o capital pertence unicamente ao titular.

3 – Defina o porte da sua empresa

O porte de uma empresa é definido a partir do seu faturamento. As opções e exigências são:

  • Microempreendedor Individual (MEI): Modalidade em que o faturamento máximo deve ser de R$81 mil por ano e não permite com que o parceiro participe como sócio ou titular de outra empresa;
  • Microempresa (ME): É permitido empresário individual e sócios. O teto de faturamento anual é de R$360 mil.
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): Modalidade em que a faixa de faturamento anual começa em R$360 mil e vai até R$4,8 milhões.

Abra a sua empresa com quem é referência no Brasil. Abra a sua empresa no Abertura Simples! Saiba mais!

4 – Separe os documentos necessários para abrir um coworking

Para abrir um coworking é obrigatório a apresentação de documentos importantes. Alguns desses documentos possuem data de validade e, por isso, contam com prazos determinados para serem entregues.

Os documentos necessários para abrir uma empresa são:

  • CNPJ;
  • Cópia autenticada do RG e CPF;
  • Folha espelho do IRPF;
  • IPTU do imóvel;
  • Contrato Social;
  • Cópia do Contrato de Locação ou Compra e Venda;
  • Alvará de funcionamento;
  • Entre outros documentos específicos da cidade ou da área de atuação.

Com esses documentos em mãos, o empreendedor deve levar os documentos até a Junta Comercial do Estado para que eles possam ser protocolados. Assim, sua empresa será registrada perante os órgãos oficiais.

Também é importante ressaltar que para solicitar o Alvará de Funcionamento será preciso apresentar alguns outros documentos, que são:

  • Planta do imóvel onde você pretende abrir seu negócio;
  • Cópia do recibo do IPTU pago;
  • CPF e RG, originais ou cópias, da pessoa responsável pelo negócio;
  • Cadastro do Contribuinte Mobiliário, ou CCM, obtido na Secretaria das Finanças;
  • O Setor, Quadra e Lote – também chamado de SQL – do imóvel;
  • Declaração de atividade: para que você usará o imóvel e qual área será destinada aos consumidores;
  • Certificado de conclusão de imóvel recém-construído.
  • O alvará de funcionamento pode ser solicitado gratuitamente pela internet e este documento será emitido pela Prefeitura Municipal ou Órgão Governamental Municipal.

5 – Abra um CNPJ para o coworking

Abrir um CNPJ para um coworking é muito simples. Ao registrar a empresa na Junta Comercial, o empreendedor receberá o Número de Identificação do Registro de Empresa (NIRE). Ele será solicitado ao entrar no site da Receita Federal no ato de abertura do CNPJ.

Dentro do site, faça o download do Programa Básico de Entrada, imprima, preencha o documento e o envio pelos Correios para a Receita Federal. O empreendedor também pode levar o documento pessoalmente.

Clique aqui e saiba o que você precisa para obter um CNPJ para sua empresa.

Confira todos os passos, documentos e equipamentos necessários para que você consiga abrir um coworking bem estruturado e ter sucesso nos negócios!

Como montar um coworking com sócios?

Caso você queira abrir um coworking com sócios, além dos documentos já citados, será necessário apresentar alguns outros de cada sócio. São eles:

  • 1 cópia simples do comprovante de residência;
  • Certidão de casamento (se casado);
  • 2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada (Carteira Nacional de Habilitação também é válida);
  • 1 cópia de folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.

Há diversos tipos societários que o empreendedor pode escolher. O ideal é avaliar o momento e as condições da empresa antes de realizar essa escolha

Como solicitar o Alvará de Funcionamento?

O Alvará de Funcionamento é um documento que indica que o seu coworking pode exercer as funções no local em que você a instala.

O documento é emitido pela Prefeitura Municipal ou por algum outro Órgão Governamental Municipal, e pode ser solicitado gratuitamente pela internet, na maioria dos Estados.

Por isso, é necessário estar atento se a atividade escolhida está representada no registro por um código CNAE de atividades econômica, pois cada atividade necessita de um tipo de Alvará diferente

Alguns dos documentos necessários para solicitar o Alvará de Funcionamento são:

  • Planta do imóvel onde você pretende abrir seu negócio;
  • Cópia do recibo do IPTU pago;
  • CPF e RG, originais ou cópias, da pessoa responsável pelo negócio;
  • Cadastro do Contribuinte Mobiliário, ou CCM, obtido na Secretaria das Finanças;
  • O Setor, Quadra e Lote – também chamado de SQL – do imóvel;
  • Declaração de atividade: para que você usará o imóvel e qual área será destinada aos consumidores;
  • Certificado de conclusão de imóvel recém-construído.

É necessário destacar que a documentação exigida pode variar de acordo com as exigências de cada Município ou com as atividades exercidas.

Como divulgar meu coworking?

A divulgação do seu coworking é de extrema importância para o sucesso do seu negócio. O meio de divulgação varia de acordo com a localização e o público alvo escolhido. Não deixe de investir na divulgação online, esse é o principal meio de busca de serviços e produtos.

Nesse ramo, o Marketing Digital é essencial para fazer seu coworking crescer. Utilize técnicas de SEO no próprio site, crie um blog, produza conteúdo de qualidade, administre bem as redes sociais e aplique todo o conhecimento que possuir para obter um bom posicionamento no Google.

Se você investir em um planejamento detalhado, estratégia de negócios e dedicação, pode apostar que o seu coworking terá sucesso.

Baixe o e-book completo “Como abrir uma empresa?”

Como vimos, abrir uma empresa não é nada fácil. Mas o Abertura Simples tem a missão de desburocratizar esse processo! Baixe o e-book “Como abrir uma empresa? Manual completo” e tenha acesso ao conteúdo exclusivo com o passo a passo para abrir seu próprio negócio. O material é disponibilizado gratuitamente. Baixe agora mesmo!

ABERTURA SIMPLES

Nós do Abertura Simples realizamos todo o processo para que o seu coworking seja aberto de forma rápida, simples e segura, sem dores de cabeça. Além disso, oferecemos diversos serviços adicionais aos parceiros que decidem abrir qualquer empresa conosco.

Entre as diversas vantagens do Abertura Simples estão o atendimento humanizado, serviço de entrega e recolhimento de documentos e o preço justo. Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento e muito mais.

Entre em contato com nossos representantes e inicie seu projeto com o Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo:

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!