Ambientes de descontração colaboram para a produtividade dos colaboradores? Saiba aqui!

 em Gestão e Produtividade

Roupas esportivas, bermudas e chinelos, sinucas, pufes, happy hours, videogame, salas para descanso. Esses são apenas alguns exemplos de elementos que cada vez mais se tornam comum dentro das empresas. Mas, a pergunta que fica é: será que esses ambientes descontraídos colaboram para a produtividade dos colaboradores?

Para responder essa pergunta, resolvemos fazer uma matéria para explicar como esses ambientes podem afetar no dia a dia dos seus funcionários, além de dar algumas dicas de como implementa-los em seu negócio. Continue lendo para saber mais sobre o assunto!

AMBIENTES DESCONTRAÍDOS: ELES AFETAM OU NÃO NA PRODUTIVIDADE DOS COLABORADORES?

Os ambientes descontraídos ajudam na produtividade dos colaboradores?

A rotina de trabalho pode ser exaustiva e desgastante, já que por dia são realizadas muitas tarefas em poucas horas. Por isso, é extremamente fundamental que os empreendedores comecem a implementar em suas empresas ambientes descontraídos e acolhedores para manter a produtividade dos funcionários e fazer com que eles se sintam à vontade e possam integrar-se com outros setores.

Um ambiente de trabalho descontraído contribui sim para melhorar a qualidade de vida do empregado e junto com ele, os resultados da empresa. É com essa crença que o mundo dos negócios tem adotado escritórios com projetos arrojados, que contemplam espaços de relaxamento para esses trabalhadores ou atividades fora da rotina diária vivida por eles.

Essas mudanças ajudam a elevar a produtividade de 30% a 50%, segundo relatos de empresários ouvidos pelo Estado de Minas. Segundo pesquisa realizada pela Sociedade Americana de Designers de Interiores, o ambiente de trabalho considerado satisfatório e ideal foi apontado como a terceira maior preocupação dos funcionários, com 21%, depois de benefícios sociais (22%) e claro, de bons salários (62%).

Como exemplo podemos citar a startup cashback Méliuz, que começou a investir em mais benefícios e, consequentemente, na produtividade dos seus 150 colaboradores em outubro do ano passado.  Criando uma equipe especializada em bem-estar dos funcionários, a palavra de ordem da empresa se tornou “descontração”: os empregados não possuem dress code, fazem horários flexíveis e podem ouvir música durante o expediente. Segundo a Renata Martins, coordenadora de bem-estar da startup, “as pessoas passam boa parte do tempo no trabalham e contas as horas para poder saírem e se divertirem. Quisemos inverter essa lógica”.

Imagem de uma mesa de ping-pong para remeter ao empreendedor que deseja implementar os ambientes descontraídos na empresa

5 EMPRESAS PRA SE INSPIRAR E IMPLEMENTAR OS AMBIENTES DESCONTRAÍDOS NO SEU EMPREENDIMENTO

Netshoes

Sendo a maior varejista virtual de esportes da América Latina. Com mais de 2 mil funcionários, os ambientes de descontração e lazer são partes indispensáveis da estrutura dessa empresa. Além de ter espaços com pufes, ela ainda oferece cursos de especialização, graduação e pós-graduação para os colaboradores.

Nubank

Com mais de mil funcionários, o Nubank não possui mais as proporções de uma startup – mas espera que sua equipe seja tão eficiente quanto no início do negócio de cartões de crédito sem anuidade e 100% online. A falta de dress code e a possibilidade de levar seu bichinho de estimação ao trabalho existem desde que o Nubank ocupava um sobrado, em 2013.

Chaordic

A Chaordic é um exemplo de empresa que conta com uma sala de descanso, mesa de sinuca, mesa de poker, videogame e um pub inglês dentro da empresa.

Groupon

A empresa Groupon oferece como ambientes descontraídos as salas de descompressão e além disso, frutas, lanches e às sextas-feiras, depois das 17h tem cerveja à vontade.

Facebook

A maior rede social do mundo não poderia ter menos do que um escritório descontraído. Além da sala de descontração, o escritório possui um refeitório com receitas deliciosas todas as horas.

A decoração também pode elevar a produtividade!

Decoração não é apenas pensar na disposição dos móveis. Essa é uma prática que também compõem outros elementos, como por exemplo: iluminação, tratamento acústico, cores e objetos decorativos.

Pensar em todos esses detalhes são fundamentais para quebrar os paradigmas de escritórios parados, chatos e que não oferecem nenhum tipo de acolhimento ao seu funcionário.

Para alguns especialistas, a efetividade desses ambientes descontraídos no trabalho depende também, de uma mudança na cultura e não apenas na instalação de jogos. O empreendedor deve entender também o valor desse momento, e não cobrar que seus funcionários compensem cada minuto longe da mesa.


E aí, a sua empresa já possui ambientes descontraídos? Quer compartilhar conosco? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Postagens Recentes

Deixe uma resposta

Imagem de uma sala de reunião com alguns colaboradores para implementar a gestão de conflitos na empresa