Skip to content

Saiba como realizar a avaliação de desempenho econômico da sua empresa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Saber exatamente onde se está é fundamental para que o negócio possa prosperar. Veja, agora, como realizar a avaliação de desempenho econômico da sua empresa!

Para desenvolver uma avaliação de desempenho econômico, o empreendedor precisará de seis informações contábeis e também de quatro cálculos, mas fique tranquilo, pois eles são simples.

As informações que são exigidas podem ser encontradas nos relatórios desenvolvidos pelo contador. Por isso, se você ainda não contratou um, é interessante começar a pensar nisso, já que ele será um aliado do seu negócio.

As primeiras informações necessárias fazem parte do balanço patrimonial (passivos, ativos e patrimônio líquido). Já as segundas informações são da demonstração de resultado de exercício (receita, despesas e lucro).

A partir dos dados coletados, basta que o empreendedor verifique quais são as variações do seu negócio. São elas que demostrarão, por exemplo, se a empresa está em boa, média ou péssima situação financeira.

Os indicadores para avaliação de desempenho econômico

Para realizar os cálculos, mencionados, o empreendedor deve entender os quatro tipos de indicadores de desempenho. Eles são:

Retorno sobre o Investimento (ROI): com esse cálculo, o empresário conseguirá entender se seus investimentos, de fato, estão gerando bons lucros.

Taxa de Retorno dos Capitais de Terceiros (TIN): esse cálculo apresenta os retornos que os credores conquistam com o seu negócio. Para identifica-lo, basta pegar os gastos financeiros e dividir pelo passivo necessário.

Taxa de Retorno do Capital Próprio (TRP): com esse cálculo, o empreendedor saberá quanto os acionistas estão recebendo. Ele éigual ao lucro após os gastos financeiros e deve ser dividido pelo patrimônio líquido.

Grau de Endividamento (GRE): passivo dividido pelo patrimônio líquido. O cálculo mostrará a relação entre capital de terceiros e do capital próprio.

Os resultados dos indicadores

Após realizar os cálculos, é interessante que o empreendedor consiga entender em qual nível está dos resultados. Eles são três:

Excelente: os resultados são positivos e os indicadores estão na seguinte ordem: taxa de retorno sobre o capital próprio > retorno sobre o investimento > taxa de retorno do capital de terceiros > grau de endividamento > 1.

Razoável: a taxa de retorno do capital de terceiros é maior. < 0 taxa de retorno sobre o capital próprio < retorno sobre o investimento < taxa de retorno do capital de terceiros << grau de endividamento > 1.

Péssimo: os indicadores são negativos. A taxa de retorno sobre investimento é < 0 e o grau de endividamento é < 1.

Empresa no negativo, o que fazer?

Ao presenciar uma situação financeira negativa, o mais indicado é contar com a ajuda de um profissional. O contador, por exemplo, poderá ajudar o empreendedor por meio de uma consultoria financeira.

O contador consultor atua como um médico que realiza o diagnóstico da saúde financeira da empresa. Seu trabalho tem início, meio e fim e, como já mencionado, deve ser desenvolvido visando a melhoria financeira da empresa. Diante disso, ele é responsável por:

Identificar o que está prejudicando a empresa

Levando em consideração o contexto da empresa, bem como os indicadores patrimoniais e econômicos, o consultor deve realizar uma análise minuciosa dos indicadores da empresa visando identificar o que está prejudicando o negócio.

Orientar o empreendedor para solucionar problemas financeiros

Após identificar quais indicadores estão negativos, o consultor precisa desenvolver um plano de ação para que a empresa consiga solucionar seus problemas financeiros.

É justamente nesta tarefa que a consultoria acontece de fato, pois o profissional precisará apresentar os dados, o plano de ação e explicar para o empreendedor o que precisa ser feito para solucionar os problemas da empresa.

Analisar se suas orientações foram colocadas em prática

Supondo que um consultor apresentou um plano de ação visando aumentar a lucratividade da empresa X. Ele seguiu todos os passos acima. Em seguida, definiu junto com o empreendedor que faria um acompanhamento mensal dos indicadores durante seis meses.

Durante o acompanhamento, o consultor deverá analisar se suas orientações foram colocadas em prática e os resultados do seu plano de ação. Caso não haja resultados positivos, é dever dele iniciar o ciclo de trabalho novamente com o objetivo de solucionar os problemas encontrados.

Saiba como encontrar um contador para desenvolver uma consultoria financeira para o seu negócio

Sabemos que colocar a vida financeira do seu negócio nas mãos de outra pessoa não é uma tarefa simples e que exige muito cuidado. Pensando nisso, abaixo listamos algumas dicas para que a procura seja mais rápida e segura.

Especialização

Um profissional especializado na área de atuação do seu negócio, terá mais conhecimento técnico e isso impacta na qualidade da consultoria. Sendo assim, a recomendação é que você procure por contadores especializados.

Atendimento

Com toda a tecnologia que temos disponível atualmente, as respostas devem ser cada dia mais rápidas e precisas. O consultor que você escolher deve estar pronto para atendê-lo a qualquer momento.

A recomendação é que você avalie todos os canais de comunicação do escritório como e-mail, site, redes sociais e telefones. A velocidade, disponibilidade, cordialidade e atendimento devem ser fatores significativos antes de fechar negócio.

Dizem que a escolha de um contador para uma empresa é como escolher um médico para sua família. Ou seja, é necessário estabelecer um laço de confiança de longa duração. Por isso, é essencial que seu escritório também ofereça uma boa relação com os profissionais.

Infraestrutura

É importante analisar se o escritório do consultor oferece a infraestrutura necessária para atender a sua demanda. Isso diz respeito tanto a tecnologia do escritório, quanto a quantidade de funcionários que eles podem oferecer.

Existem desde escritórios com apenas um contabilista responsável até gigantescas firmas com dezenas de empregados. Você pode avaliar a organização do espaço, o clima organizacional, a relação dos funcionários. Assim, é possível entender qual a melhor opção para sua empresa.

Competência técnica

É fundamental ser atendido por profissionais capacitados e experientes, que se mantenham frequentemente atualizados principalmente a respeito das legislações. Além disso, é essencial que essa competência esteja ligada a capacidade de resolução de problemas e definição de conceitos (e como aplicá-los).

O cliente não precisa ser especializado em assuntos específicos, mas o contador sim. Sendo assim, ele deve simplificar os conceitos e os termos para melhor compreensão do cliente.

Para ter certeza da competência técnica de um escritório, você pode entrar em contato com o profissional e ter uma conversa sobre as principais dificuldades do empreendimento. A partir disso, peça também atualizações periódicas e matérias sobre seu segmento, medindo a profundidade de conhecimento desse profissional.

Custo x benefício

Peça um orçamento e avalie a qualidade das atividades executadas na proporção do preço pelo qual o serviço é cobrado. É importante ressaltar que os profissionais com maior competência e conhecimentos específicos podem cobrar mais por seus serviços, mesmo que tenham uma estrutura menor. Isso porque a segmentação e especialização em nichos faz com que o escritório apresente soluções eficazes para determinados problemas.

Da mesma forma que uma empresa pode cobrar mais barato por um produto, como é o caso dos escritórios de contabilidade que prestam serviços básicos, como pagamento de impostos em dia etc.

Localização

O ideal é que o escritório esteja numa localização próxima e de fácil acesso da empresa. Quando o escritório atua na mesma cidade, fica muito mais fácil realizar reuniões e visitas pessoais para verificar sua estrutura funcional, seus representantes e a dinâmica.

Dessa forma, é possível economizar tempo e manter uma boa frequência de reuniões, que se aconselha que seja no mínimo mensal. Não só pelo deslocamento, é importante ter um escritório na mesma cidade também pelo fato de que a legislação contábil e as obrigações tributárias podem ser diferentes de uma cidade para outra.

Agora que você já sabe como realizar uma avaliação de desempenho econômico do seu negócio, e escolher um contador para realizar sua consultoria financeira, que tal receber um orçamento de um escritório contábil?

Abertura Simples é um portal que conecta empreendedores com contadores experientes. Entre em contato com um dos consultores e receba a indicação de um escritório especializado em atender o seu segmento!

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores. Baixe agora mesmo o Manual Completo Para Começar Seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário