Passo a Passo: Como conseguir um investidor para pequenas empresas

Uma das grandes dificuldades e dúvidas dos novos empreendedores é como conseguir um investidor. Muitos acabam recorrendo aos empréstimos bancários, porém os juros advindos desses empréstimos muitas vezes são tão altos que, por não conseguirem arcar com a dívida, esses empreendedores fecham as portas meses depois.

Buscar o auxílio financeiro de um investidor é uma das melhores alternativas, tanto para tirar a ideia do papel como também para fazer a empresa tracionar. Segundo uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (ANBIMA), o ano de 2018 encerrou com 6,2 milhões de novos investidores.

Existem muitas formas de conseguir esses aportes, e no passo a passo abaixo vamos te explicar algumas dicas de como conseguir um investidor! Confira:

Como conseguir um investidor:

Entenda qual tipo de investidor você precisa

Antes de correr para o banco pedindo um empréstimo ou entrando nos aplicativos de investimentos por aí, é necessário entender qual é o tipo de investidor ideal para sua empresa. Existem vários deles, mas os principais são:

  • Investidor Anjo – São pessoas ou grupos que investem como pessoas físicas em startups em fase de início da operação. Geralmente, o anjo possui uma experiência ou conhecimento em determinado mercado, e usa isso para apoiar as empresas destes setores a crescerem.
  • Aceleradora – São fundos que trabalham com startups que estão no momento de identificação da oportunidade de negócio. Elas apoiam os empreendedores não apenas no aporte financeiro, como também na gestão, estruturando e acelerando o crescimento do negócio.
  • Crowdfunding (financiamento coletivo) – Quando um grupo de pessoas se unem para investir em uma ideia, esse investimento segue a dinâmica da vaquinha. As pessoas se juntam para colaborar na realização de algo, e na internet esse modelo tem um potencial bem grande.
  • Incubadoras – Instituições que auxiliam micro e pequenas empresas nascentes ou em operação. O critério dessas instituições é escolher empresas que tenham produtos ou serviços de auto grau de inovação. Oferecem suporte gerencial, técnico e formação complementar para o empreendedor.
  • Venture Capital – Apoiam empresas de pequeno e médio porte, já estabelecidas ou com potencial de crescimento. Esse investimento ocorre por meio de aquisição de ações ou direitos de participação. Geralmente, tem duração de 5 a 7 anos, e os recursos investidos financiam as expansões.

Escreva o seu plano de negócios bem detalhado

O plano de negócios serve para detalhar a empresa e também o mercado em que ela está inserida. No momento de montá-lo, é necessário manter alguns detalhes importantes sobre a empresa, como por exemplo:

  • O que é o negócio;
  • Quais os principais produtos e/ou serviços;
  • Quem serão os seus principais clientes;
  • Onde será localizada a empresa;
  • O montante de capital a ser investido;
  • Qual será o faturamento mensal;
  • Em quanto tempo espera que o capital investido retorne;

Além disso, o plano de negócios também pode detalhar questões de recursos humanos que serão necessários para o desenvolvimento da empresa. Para desenvolvê-lo é necessário juntar todos os investimentos em material, equipamento, maquinário, pagamentos de funcionários e afins.

Tenha o discurso na ponta da língua

Você é capaz de definir o seu negócio em apenas 10 minutos? Se você ainda não está preparado para isso, é melhor começar a estudar. Para garantir a atenção de um investidor, em meio a tantas outras empresas, é necessário definir de forma objetiva o que sua empresa faz, porque o investidor terá vantagem com você e quais serão os retornos do investimento.

O chamado pitch (palavra em inglês para discurso de vendedor) é uma apresentação curta, de no máximo 15 minutos, onde você irá explicar as principais características da sua empresa. O objetivo é captar a atenção para depois explicar melhor, passados esses poucos minutos. Se você conseguir isso e criar um certo engajamento, conseguir um investidor será fácil.

Seja persistente

Mesmo que você encontre um investidor no perfil que você precisa, crie um plano de negócios e uma apresentação bem elaborada, pode ser que ele não aceite investir na sua empresa, por diversas razões.

Porém, é necessário ser persistente e manter sua ideia, enxergando as falhas que tenham feito com que ele não tenha escolhido sua empresa, ou simplesmente ir atrás de outro investidor.

Esteja atento à outras oportunidades participando de eventos e criando uma rede de networking mais forte. Você pode conversar com outros empreendedores do seu ramo de atividade para que eles te passem algumas dicas de como eles conseguiram. Peça indicações de potenciais investidores interessados também por meio de associações profissionais e comerciais.

Visite sites e aplicativos para conseguir um investidor

Ilustração de um homem, escrito "entenda qual tipo de investidor você precisa" representando as formas de como conseguir um investidor

Existem alguns sites e aplicativos que permitem encontrar investidores e também investir, se esse for o seu caso. São diversas estruturas, basta escolher aquele que você enxerga mais oportunidade. Confira abaixo alguns dos principais:

EqSeed

Uma fintech que conecta investidores a startups e empresas em expansão, A EqSeed é uma vitrine de empresas disponíveis para investimentos. Lá, os investidores encontram também informações sobre as organizações e quanto elas desejam receber de aporte.

Nexoos

A Nexoos é uma plataforma online que conecta empresas e investidores no modelo de peer to peer lending. Tudo isso é feito de forma online, segura e sem burocracias nem taxas abusivas.

StartMeUp

Por meio de transferência bancária ou boleto, o investidor pode escolher as empresas que deseja fazer aporte na StartMeUp. A empresa se cadastra no site, com a sua meta de captação, e o valor que o investidor aportar no projeto será proporcional a sua participação na distribuição de resultados.

EuSócio

A plataforma EuSócio oferece startups que estão vendendo participação no negócio. O mínimo para começar é de R$ 1 mil. Quando o investidor demonstra interesse, ele preenche um questionário e já pode começar. Se a empresa obter o valor pretendido, o investidor é notificado.

Biva

Por fim, a Biva permite que pessoas comuns forneçam o empréstimo para as empresas. Para as companhias, o site oferece opções de empréstimos para capital de giro, refinanciamento de dívidas e expansão comercial.


E aí, pronto para buscar aportes para sua empresa? Já sabe onde e como conseguir um investidor? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores. Baixe agora mesmo o Manual Completo Para Começar Seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Deixe uma resposta