Saiba tudo sobre o nicho de contabilidade para área da saúde

 em Contabilidade

Entenda tudo sobre como funciona o nicho de contabilidade para área da saúde:

Nos dias de hoje, a contabilidade é uma ferramenta indispensável para que a gestão dos negócios seja mais efetiva. Ela pode ajudar um empresário em assuntos tributários e de fins gerenciais assim como ajudar a fornecer informações e auxiliar na tomada de decisões.

Os nichos contábeis geralmente ajudam escritórios a especializar seus serviços, o que pode diferenciar o seu negócio de seus concorrentes e fazer com que seu serviço seja entregue com excelência. Os nichos são definidos após algum tempo de pesquisa e planejamento para chegar a essa decisão de uma maneira efetiva.

O nicho da contabilidade para área da saúde é um serviço especializado para médicos, biomédicos, entre outros profissionais da área da saúde que precisam prestar contas na área garantindo que todas as questões financeiras e tributárias estejam em dia.

Sobre a importância da contabilidade para área da saúde

O contador é fundamental para a maioria das empresas, pois ele é o profissional que garante que a saúde financeira do empreendimento esteja em dia. Ele cuidará dos aspectos fiscais, tributários, trabalhistas e societário para garantir o melhor resultado sempre prezando pela lucratividade e desenvolvimento do negócio.

O profissional contábil ajudará a manter a saúde financeira do empreendimento , sempre prezando pelo controle do fluxo de caixa e por isso a contabilidade para área da saúde é de extrema importância

Tipos de atividade

Para que o profissional possa realizar suas atividades, é necessário que eles cadastrem a pessoa jurídica em seus respectivos Conselhos Regionais:

  • Médicos – CREMESP
  • Fisioterapeutas – CREFITO
  • Psicólogos – CRP
  • Biomédico – CRBM
  • Médico Veterinário – CRMV
  • Dentista – CRO

Natureza Jurídica

Em seguida, é preciso verificar qual o tipo de natureza jurídica de sua empresa. Este, representa o regime jurídico no qual ela se enquadra, isso é, a relação da pessoa jurídica pública ou privada com a fiscalização no determinado empreendimento, junto aos dados cadastrados na administração pública.

Informar a natureza jurídica no momento de formalizar a empresa é uma questão indispensável, logo que cada uma possui formas diferentes de aplicação das normas. Existem diversas espécies de natureza jurídica, mas às entidades empresariais, são atribuídas:

  • Empresário Individual, ou MEI: Uma única pessoa constitui a empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. É a pessoa física titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada: É aquela que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços. Inclui-se toda empresa que contribui com moeda para formação de capital social e realização da constituição empresarial;
  • Sociedade Simples, ou SS: Exploram atividades de prestação de serviços decorrentes de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comercio, e sim desempenhar suas profissões. Exemplo: contadores, advogados, cooperativas e representações comerciais;
  • Sociedade Anônima: Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim divide em ações. Essas ações podem ser transacionadas livremente. Neste caso não é necessário nenhum contrato social ou outro ato oficial como nas sociedades limitadas;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, ou EIRELI: Empresa formada por somente uma pessoa, onde o capital pertence unicamente ao titular. Esse capital deve ser obrigatoriamente integralizado, e não pode ser inferior a 100 vezes o salário mínimo vigente.

Documentos necessários

Para que tudo esteja em dia com a sua empresa, é importante que documentos sejam entregues mensalmente para que o contador tenha total noção do como a empresa está.

Assim, assuntos com fins gerenciais e tributários estarão sempre em dia e o profissional contábil pode ter um controle de tudo que está acontecendo. Entre esses documentos, estão:

  • Recibos de pagamento: Salário, Pró-labore, Férias, Vale Transporte (compra e entrega), outros benefícios e também Atestados Médicos de funcionários;
  • Guias de Impostos ou Contribuições: INSS, FGTS, Contribuição de trabalho e Contribuições Sindicais;
  • Notas Fiscais: De entrada e saída, de serviços prestados, de compra de bens e também de conhecimentos de transporte;
  • Notas Fiscais de Concessionárias: como de Telefonia, Energia Elétrica, etc;
  • Movimentos e recibos de autônomos e Cooperados;
  • Arquivos Eletrônicos: Arquivo na Nota Fiscal Paulista, Redução Z, Arquivos do SPED Fiscal e XML’s das notas fiscais;
  • Recibos e Contratos: de Locação, de honorários, despesas diversas e contratos;
  • Comprovantes de pagamentos dos impostos: como a DAS, DARF, GARE e GNRE;
  • Extratos: Bancários, de Aplicações, Cartões de Crédito, Posição de Empréstimos e Descontos de Duplicatas;
  • Comprovantes diversos: de despesas e de receitas;
  • Controle de Estoque da empresa e livro inventário ao final do período.

Contabilidade

O Abertura Simples é um portal que conecta novos empreendedores a contadores experientes para que eles deem todo o auxílio que você precisa. Caso você esteja buscando por um serviço de contabilidade que possa ajudar você, entre em contato com nossos representantes:

Postagens Recentes

Deixe uma resposta

marketing de relacionamento contábilContabilidade para e-commerce