fbpx

Como funciona a contabilidade para e-commerce – Tudo o que você precisa saber

 em Contabilidade

Entenda tudo sobre como funciona o nicho de contabilidade para e-commerce:

Nos dias de hoje, a contabilidade é uma ferramenta indispensável para que a gestão dos negócios seja mais efetiva. Ela pode ajudar um empresário em assuntos tributários e de fins gerenciais assim como ajudar a fornecer informações e auxiliar na tomada de decisões.

Os nichos contábeis geralmente ajudam escritórios a especializar seus serviços, o que pode diferenciar o seu negócio de seus concorrentes e fazer com que seu serviço seja entregue com excelência. Os nichos são definidos após algum tempo de pesquisa e planejamento para chegar a essa decisão de uma maneira efetiva.

O nicho de contabilidade para e-commerce é um nicho em expansão e que merece mais atenção por ser um mercado que está conquistando um espaço cada vez maior.

Sobre a importância da contabilidade para e-commerce

O e-commerce, conhecido também como comércio eletrônico, está conquistando um espaço cada vez maior no mercado. Mesmo que seja um empreendimento online, ele ainda funciona como uma empresa offline, que necessita do cumprimento de algumas obrigações legais, fiscais e tributárias.

O contador é o profissional que o empreendedor pode contar desde o momento da abertura de sua empresa, no momento de cadastro do CNPJ. Além disso, ele ajudará na emissão de notas fiscais e até a comprar produtos diretamente com fornecedores, de maneira facilitada.

Para que seu negócio funcione de maneira efetiva, é necessário saber quais impostos devem ser pagos como ICMS, ISS e IPI, por isso, um contador pode auxiliar para manter tudo isso em dia e garantir a saúde financeira da empresa, garantindo que a contabilidade para e-commerce seja efetiva.

Tipos de atividade

Para que seu segmento seja funcional, é importante que você deixe claro para seus clientes o nicho que você está atendendo. O CNAE – Classificação Nacional de Atividades Econômicas ajuda você a compreender exatamente qual o tipo de serviço que você está lidando. Por Exemplo:

4781-4/00 – Comércio de Vestuário e Acessórios

4756-3/00 – Comércio de Instrumentos Musicais e Acessórios

4761-0/02 – Comércio de jornais e revistas

Mulher mexendo em seu notebook representando a contabilidade para e-commerce

Natureza Jurídica

Em seguida, é preciso verificar qual o tipo de natureza jurídica de sua empresa. Este, representa o regime jurídico no qual ela se enquadra, isso é, a relação da pessoa jurídica pública ou privada com a fiscalização no determinado empreendimento, junto aos dados cadastrados na administração pública.

Informar a natureza jurídica no momento de formalizar a empresa é uma questão indispensável, logo que cada uma possui formas diferentes de aplicação das normas. Existem diversas espécies de natureza jurídica, mas às entidades empresariais, são atribuídas:

  • Empresário Individual, ou MEI: Uma única pessoa constitui a empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. É a pessoa física titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada: É aquela que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços. Inclui-se toda empresa que contribui com moeda para formação de capital social e realização da constituição empresarial;
  • Sociedade Simples, ou SS: Exploram atividades de prestação de serviços decorrentes de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comercio, e sim desempenhar suas profissões. Exemplo: contadores, advogados, cooperativas e representações comerciais;
  • Sociedade Anônima: Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim divide em ações. Essas ações podem ser transacionadas livremente. Neste caso não é necessário nenhum contrato social ou outro ato oficial como nas sociedades limitadas;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, ou EIRELI: Empresa formada por somente uma pessoa, onde o capital pertence unicamente ao titular. Esse capital deve ser obrigatoriamente integralizado, e não pode ser inferior a 100 vezes o salário mínimo vigente.

Documentos necessários

Para que tudo esteja em dia com a sua empresa, é importante que documentos sejam entregues mensalmente para que o contador tenha total noção do como a empresa está.

Assim, assuntos com fins gerenciais e tributários estarão sempre em dia e o profissional contábil pode ter um controle de tudo que está acontecendo. Entre esses documentos, estão:

  • Recibos de pagamento: Salário, Pró-labore, Férias, Vale Transporte (compra e entrega), outros benefícios e também Atestados Médicos de funcionários;
  • Guias de Impostos ou Contribuições: INSS, FGTS, Contribuição de trabalho e Contribuições Sindicais;
  • Notas Fiscais: De entrada e saída, de serviços prestados, de compra de bens e também de conhecimentos de transporte;
  • Notas Fiscais de Concessionárias: como de Telefonia, Energia Elétrica, etc;
  • Movimentos e recibos de autônomos e Cooperados;
  • Arquivos Eletrônicos: Arquivo na Nota Fiscal Paulista, Redução Z, Arquivos do SPED Fiscal e XML’s das notas fiscais;
  • Recibos e Contratos: de Locação, de honorários, despesas diversas e contratos;
  • Comprovantes de pagamentos dos impostos: como a DAS, DARF, GARE e GNRE;
  • Extratos: Bancários, de Aplicações, Cartões de Crédito, Posição de Empréstimos e Descontos de Duplicatas;
  • Comprovantes diversos: de despesas e de receitas;
  • Controle de Estoque da empresa e livro inventário ao final do período.

Contabilidade

O Abertura Simples é um portal que conecta novos empreendedores a contadores experientes para que eles deem todo o auxílio que você precisa. Caso você esteja buscando por um serviço de contabilidade que possa ajudar você, entre em contato com nossos representantes:

Postagens Recentes

Deixe uma resposta

Foto de um médico segurando um estetoscópio representando a contabilidade para área da saúde