fbpx

Será que a economia compartilhada está no nosso futuro ou já a vivenciamos?

 em Planejamento e Finanças

Você sabe o que é economia compartilhada? Se a sua resposta foi não, continue lendo e entenda mais sobre o assunto e veja se ela está no nosso presente ou futuro:

Não compra mais DVD? É usuário ativo de plataformas de Streaming como Spotify? Netflix? Now? Deixou o carro na garagem e agora só anda com Uber ou 99Táxis?

Tudo isso possui ligação com a economia compartilhada e se você não sabe o que significa e respondeu sim para as perguntas anteriores, você só não sabia de fato, mas já a vivia. Para entender melhor de como ela impacta a nossa sociedade, vamos entender o que ela é.

ECONOMIA COMPARTILHADA: PRESENTE OU FUTURO?

O que é economia compartilhada?

Também conhecida como economia colaborativa ou rede, a economia compartilhada é um movimento que está indo contra a ideia de consumo desenfreado. Como o próprio nome diz, a proposta é compartilhar produtos e serviços, sem focar tanto no lucro em si. Essa é uma nova maneira de comercializar e consumir, onde o cliente não adquire a posse dos bens, mas sim o seu acesso.

A economia compartilhada surgiu com a ideia de ter o benefício de um produto sem ser dono dele. E, como dito anteriormente, isso não é uma coisa nova, até porque já podíamos alugar roupas sociais por um fim de semana, não é mesmo?

Depois da crise de 2008 o mercado começou a ver que o sistema consumista não iria se sustentar por muito tempo, e as startups surgiram e entraram no mercado para resolver pequenos problemas do dia a dia, criando confiança entre as pessoas e disponibilizando produtos e serviços inovadores. Com isso, o mercado acabou criando uma nova tendência, o consumo colaborativo. A partir de então, começaram a surgir muitos aplicativos para suprir serviços e consumos de bens temporários. Agora da para vender, alugar e fazer troca entre pessoas.

Com esse novo sistema, pessoas começaram a confiar em outras pessoas que elas não conheciam. Vamos refletir: há 10 anos você não viajaria e deixaria seu cachorro com um desconhecido, não é mesmo? Se você parar para analisar, hoje isso é muito comum. A economia compartilhada tem desafiado os modelos tradicionais de negócios, onde de uma hora para outra temos muitos concorrentes, preços competitivos e qualidade de serviço.

PRINCÍPIOS DA ECONOMIA COMPARTILHADA

A economia compartilhada é fruto da união de três pontos de sucesso que fazem o conceito cada vez mais atrativo a partir da evolução ampla da sociedade:

  • Compartilhamento de serviços: Quando você coloca em destaque a sua necessidade e não a compra do produto para satisfazê-la. Existem meios de solucionar o seu problema sem que você precise adquirir mais um produto.
  • Redistribuição de mercado: É quando um produto que deixou de ser necessário é transferido para um meio onde ele possa ser novamente. O princípio é o dos 4R’s: reutilização, reciclagem, redução de consumo e redistribuição.
  • Estilo de vida colaborativo: Baseia-se no compartilhamento de habilidades, serviços e recursos;

Imagem ilustrativa que representa o assunto retratado no post que é a economia compartilhada

Como é a rotina desse novo sistema?

A medida que esse sistema amplia, as pessoas consequentemente começam a criar comunidades de compartilhamento. Você já ouviu falar sobre o Free Your Stuff? Ele era um grupo do Facebook na Alemanha e acabou se expandindo pelo mundo para as pessoas doarem ou trocarem coisas que não usam mais. Dessa ideia, surgiram startups inovadores como por exemplo, o “Tem Açúcar?”, onde você consegue coisas emprestadas entre vizinhos.

A grande sacada desses sistemas são: momentos oportunos baseados nas necessidades não atendidas da sociedade.

Economia compartilhada: futuro ou presente?

O título deste post nos trás a pergunta: a economia compartilhada é nosso futuro ou ela já é vivida no nosso presente? E a resposta final é que SIM, ela está presente no nosso dia a dia e a medida que as necessidades vão surgindo, empreendedores inovadores surgem com ideias para atender os problemas dos consumidores.

A economia compartilhada ou colaborativa está mudando não só o modo como entendemos oferta e demanda, mas também nossas relações pessoas e da sociedade como todo. Já começamos a dividir carros, caronas e até tempo, e as pessoas começaram a enxergar possibilidades que não tinham: a oportunidade de ganhar dinheiro sem precisar abrir uma empresa, de poder viajar para lugares que não conseguiam antes de formar fácil e simples.

Abaixo, deixaremos alguns exemplos de empresas que já adquiriram essa metodologia e que estão presentes no nosso mercado atualmente. Veja:

Yellow Bike

A Yellow Bike começou operar em São Paulo, mas já é comum em cidades da Europa, Estados Unidos e China. Com 20 mil bikes na rua até o final deste ano, é um exemplo de mobilidade urbana levada a outro nível que por meio de um aplicativo, você aluga uma bicicleta por R$1,00 a cada 15 minutos. Além disso, a empresa pretende começar a testar patinetes elétricos.

Airbnb

A Airbnb é um sistema de aluguel de acomodações como hotel, hostel, casas e quartos, que funcionam em mais de 190 países. Ele é a maior rede de hotéis do mundo que não possui nenhum quarto de hotel e está avaliada em 30 bilhões de dólares, superando a maior rede de hotéis do mundo, a Hilton, avaliada de 23 bilhões de dólares.

Aplicativos de Transporte Compartilhado

Esse conceito ganhou muita visibilidade com a empresa Uber, que revolucionou o transporte de passageiros. Nele, o cliente solicita no aplicativo para que um motorista vá diretamente até ele. O motorista sabe exatamente para onde ir e o pagamento é totalmente eletrônico.

Hoje já existem outras alternativas como o 99Pop, Bynd, Caronetas, Blablacar, Mobiag, Carona Direta e muitos outros. Mas o importante é a conexão de diversos passageiros a um serviço de motorista particular. De quebra, ainda se economiza na compra do carro, gasolina, gastos com manutenção e também na preservação da camada de ozônio.


E aí, você já sabia sobre a economia compartilhada? Tem mais alguma experiência que deseja compartilhar conosco? Entre em contato, comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Postagens Recentes
Comentários
pingbacks / trackbacks

Deixe uma resposta

Imagem que aparecem alguns homens apertando a mão uns dos outros com a frase tipos de investidoresImagem de um homem no meio do dinheiro para remeter a independência financeira