Skip to content

Conheça três exemplos de empreendedorismo social

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Não sabe como funciona um negócio social? Selecionamos, neste artigo, alguns exemplos de empreendedorismo social

O empreendedorismo social cresce cada vez mais no Brasil visando combater as desigualdades em setores que há uma ausência governamental. Por conta disso, empresas neste segmentos estão se expandindo no Brasil. Um levantando realizado pelo Sebrae, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), constatou que há cerca de 800 empreendimentos sociais espalhados pelo Brasil.

O empreendedor social desenvolve uma ideia inovadora para um problema na sociedade com o propósito de impactar positivamente a vida das pessoas. Ele, além de gerar empregos e desenvolvimento da região no qual está inserido, pode desenvolver esta ideia, por exemplo, para combater a fome, preconceitos, problemas com a segurança etc.

Só que, neste artigo, queremos ir além do conceito de empreendedorismo social. Por isso, decidimos compartilhar alguns exemplos de sucesso. Confira!

1. GRAACC

O Grupo de Apoio à Criança e ao Adolescente com Câncer (GRAACC) desenvolve um trabalho social relevante na área de saúde ao ajudar crianças e adolescentes com câncer. Fundado por Antonio Sergio Petrilli, médico oncologista pediátrico, o grupo atende mais de 5 mil pacientes e conquista 70% de cura.

O GRAACC conquista bons resultados, pois atua em parceria com pesquisadores de universidades, sociedade civil e iniciativas privadas. Por conta do seu sucesso e impacto social, o grupo é considerado um dos melhores exemplos do empreendedorismo social brasileiro.

2. Solar Ear

A Solar Ear é um exemplo de como a inovação é essencial para promover mudanças. A empresa desenvolve aparelhos auditivos de baixo custo recarregáveis por energia solar. Além disso, os aparelhos são produzidos por jovens surdos. Ou seja, além de ajudar desenvolver aparelhos de baixo custo, a emprega ainda emprega jovens com deficiência.

3. Nina Smith e a GoodWeave Internacional

Fundado por nada menos que Nina Smith, a GoodWeave Internacional é uma empresa social visa a conscientização e distribuição de selos de qualidade, atestando a não utilização de mão de obra infantil na produção de carpetes. Segundo os dados, a empresa conseguiu reduzir o índice de trabalho infantil internacional no setor de fabricação de carpetes em mais de 80%.

Agora que você já conhece os exemplos do empreendedorismo social, nossa recomendação é que você se aprofunde no assunto com o nosso artigo sobre “as principais características do empreendedorismo social”.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

1 Comment

  1. Muio bom! Amei as explicações e exemplos


Faça um Comentário

utilizamos cookies e respeitamos suas privacidade.