Abandone os millenials. A geração Z está surpreendendo a indústria!

 em Empreendedorismo

Geração Z: Essa é a geração daqueles que nasceram entre 1992 e 2010, ou seja, após o surgimento da internet, e que desde pequenos já são familiarizados com todas as possibilidades da era tecnológica. É a geração que compreende o funcionamento das ferramentas melhor do que qualquer outra. Os integrantes dessa geração Z nunca viram o mundo sem a presença de computadores, tablets e celulares, e desde muito pequenos já lidão muito bem com esses dispositivos, aprendendo com muita facilidade seu manuseio. Por isso, quando o assunto é tecnologia digital, estão sempre um passo à frente dos mais velhos.

Millenials: Também conhecidos como geração Y, os millenials representam uma faixa demográfica da população mundial. Alguns estudiosos diferem sobre as datas exatas, mas estima-se que essa geração representa os nascidos entre o período da década de 80 até o começo dos anos 2000. Podemos falar que essa nova geração se desenvolveu numa época de grandes avanços tecnológicos e prosperidade econômica. Vivendo em ambientes altamente urbanizados, os millenials presenciaram uma das maiores revoluções na história da humanidade: a Internet.

ESQUEÇA OS MILLENIALS – VEM AÍ A GERAÇÃO Z!

Você pode não ter se dado conta, mas uma pessoa nascida em 1998 já está pronta para entrar na faculdade ou no mercado de trabalho. Ela é a representante mais velha da “geração Z”, também apelidada de “pós-millenials”. Nos Estados Unidos, eles compõem um exército de 70 milhões de pessoas, aproximadamente 22% da população. Os millenials foram acusados de acabar com tantos produtos e setores, como por exemplo táxis, telefones fixos, correio tradicional, que se tornaram um clichê da imprensa. Até que, então, a geração Y ficou como noticia antiga.

Hoje, empresas e profissionais de marketing tentam desesperadamente prever os caprichos assassinos da geração Z. De acordo com um relatório recente do banco Goldman Sachs, entender esta turma é importante – e não é só porque eles já controlam o equivalente a US$ 44 bilhões em poder de compra nos EUA.

Eles também influenciam nas decisões da casa, de acordo com seus pais, e 60% acreditam que ter muito dinheiro é sinal de sucesso. Ainda de acordo com os dados obtidos pelo relatório, criada por seus pais da geração X durante uma época de muito stress econômico, fardos crescentes de dívidas estudantis, tensões socioeconômicas e guerras internacionais, esta juventude tem uma visão menos idealista e mais pragmática do mundo.

Essa geração já possui uma combinação letal de poder econômico e influência nas redes sociais. As celebridades influenciadoras de milhares de pessoas estão aí para ilustrar esse cenário e como um exemplo, podemos citar quando um tweet depreciativo de Kylie Jenner no início deste ano sobre o Snapchat, aplicativo dominado por adolescentes, eliminou US$1,3 bilhão do valor de mercado da marca.

Aqui no Brasil, a geração Z cresceu com novas oportunidades educacionais e tecnológicas, mas agora tem que lidar com o pessimismo generalizado e a piora no mercado de trabalho, da qual são as maiores vítimas.

Imagem que está escrito geração Z, geração essa que vai abalar o futuro do mercado brasileiro

O QUE VEM NO FUTURO?

Essa geração pode acabar com alguns cenários, e para ilustrar, vamos deixar três exemplos: Os shoppings dos EUA estão fechando a um ritmo recorde, porque os membros das gerações Y e Z preferem o comércio eletrônico na hora de comprar, o que, consequentemente, vai abalar o varejo tradicional. As revistas impressas também são um exemplo desse cenário. Todos os tipos de revistas impressas registram um declínio das vendas nas bancas, mas, as revistas adolescentes têm sofrido mais que outras para alcançar o público pretendido. E, por último, foi comprovado que os adolescentes americanos são quatro vezes menos propensos a usar dinheiro em espécie que a população geral e só o utilizam para 6% de suas transações.

As mensagens de texto se tornarão cada vez mais comum entre as empresas. Comunicar-se por imagens será algo presente no nosso dia a dia. Consumo e economia serão compartilhados, pois a tendência é que cada vez mais as pessoas busquem serviços e produtos deste tipo, assim como o consumo de serviços B2B irá aumentar.

Entre todas existentes, segundo dados obtidos por pesquisas, os integrantes da geração Z consultados mostraram a maior motivação pelo dinheiro, embora 74% deles digam que o trabalho deveria ter uma finalidade maior que a de receber um salário.

POR QUE OS EMPREENDEDORES PRECISAM CONTRATAR A GERAÇÃO Z

Muito mais do que jovens que se preocupam apenas com jogos ou compartilhamentos nas redes sociais, essa nova geração foi apontada por um estudo como futuros profissionais cheios de ambição, bem esforçados e muito bem preparados para o mercado de trabalho. Foi observado que, além de bons salários, esses jovens se preocupam com o trabalho que realizam. Portanto, é importante mantê-los engajados na missão que a empresa realiza se quiser continuar com sua mão de obra jovem.

Essa geração possui características empreendedoras, o que significa que se um funcionário com este perfil desistir de seu emprego, são grandes as chances de criarem a sua própria empresa. Além disso, gostam de trabalhar em grupos que conectam projetos diferentes. Dessa forma, um modelo de trabalho em que grupos com expertise se unem por objetivos comuns em projetos específicos e se desmontam e unem novamente a cada demanda, deve ser mais comum no mercado. A geração Z possui um grande senso de imediatismo: são críticos, dinâmicos e carregam muita determinação em suas atitudes, além de já prometerem ser bem exigentes acerca do que esperam de seus empregos.

Para contrata-los, os gestores deverão levar em consideração alguns aspectos diferenciados, já que a geração Z está ligada socialmente por meio dos meios eletrônicos, querem resolver todas as situações de forma rápida, leva inovação às empresas e busca, constantemente, melhores desafios na carreira. Eles prezam por um ambiente dinâmico para trabalhar, com crescimento profissional acelerado e liberdade para falar de igual para igual entre todos de uma equipe, e preferem jornadas flexíveis.

A geração Z pode ser mais enérgica e sedenta em alcançar seus objetivos. Por isso, preparem-se, essa geração vai abalar a indústria brasileira.


E aí, está preparado para receber a geração Z na sua empresa? Já tem algum? Quer comentar sobre a sua experiência com essa geração?  Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Postagens Recentes
Comentários
pingbacks / trackbacks

Deixe uma resposta

Imagem de pessoas em um curso para simular a Casa Nirjan no Rio De Janeiro