Conheça o Kanban, método que irá melhorar a gestão de produção da sua empresa!

 em Gestão e Produtividade

O método Kanban consiste em organizar a gestão de produção da sua empresa de forma visual!

Para gerenciar uma empresa, é necessário ter responsabilidade e atenção para lidar com o quadro de funcionários e de clientes. Porém, sabemos que isso não é nada fácil. Um dos maiores desafios nas empresas é manter a comunicação alinhada com todos e ainda acompanhar o andamento dos processos.
Se não houver uma metodologia que integre as tarefas e facilite a comunicação entre todos os departamentos, os retrabalhos e riscos de atrasos podem ser cada vez maiores.
Para ajudar nesse aspecto, diversos empreendimentos estão adotando o sistema Kanban. Este pode ser muito eficaz para melhorar os processos e resultados oferecidos. Continue lendo para entender o que é esse método e como ele pode te ajudar na gestão de produção da sua empresa:

O que é Kanban?

Esse termo japonês, que significa literalmente cartão, utiliza justamente desse sistema visual para acompanhar o fluxo de demanda, fabricação e estoque em todas as etapas de produção. Sua principal vantagem é que pode ser adaptada a qualquer empresa que possua trabalhos em equipe e deseja tornar seus processos mais ágeis e a rotina mais dinâmica.
Esse sistema pode ser conhecido também como Gestão Visual, ou Sistema Just in Time. O método surgiu na Toyota Motor Company, na década de 70, com o principio de manter o ritmo e o nível da produção das peças sempre elevadas.
Seu objetivo não é substituir a colaboração ou comunicação entre os funcionários, mas sim organizar o processo, fazendo com que tudo consiga fluir mais rapidamente. Além disso, o controle visual é instantâneo: logo que se bate o olho nos cartões, é possível saber o andamento das coisas.

Como o Kanban funciona?

Basicamente, o sistema possui três campos fundamentais: To do (para fazer), Doing (em execução) e Done (finalizado), mas novos itens podem ser criados de acordo com as necessidades da empresa. Assim, é possível acompanhar o status de cada lote de produtos a serem fabricados, os que estão em andamento e o que já foi feito.
Cada campo é abastecido com cartões coloridos, informando sobre a atividade a ser executada, o nome da pessoa responsável e o horário em que foi feita a solicitação. É essencial que cada cartão contenha apenas uma tarefa.
A execução do Kanban pode ser feita da forma que melhor se adequa a rotina da empresa. Pode ser desenvolvido um software online, uma planilha ou até mesmo usar um quadro de post-its.
As cores dos cartões também são muito importantes para o quadro, e podem seguir os mesmos princípios de um semáforo. Os cartões verdes indicam que o fluxo de produção está fluindo bem, o amarelo significa atenção às demandas, e o vermelho mostra que a situação está critica. Como já dissemos, é possível adaptá-lo as necessidades da empresa, adicionar cores ou mudar o sentido para cada uma.

Benefícios do Kanban

O método Kanban pode ser aplicado em qualquer área de sua vida que precise ser organizada. Porém, seus benefícios variam de acordo com seu objetivo. Os seguintes aspectos são as principais vantagens na utilização desse sistema:

  • Aumento da capacidade produtiva
  • Sincronização e alinhamento da produção e do abastecimento entre os departamentos
  • Flexibilidade de programação
  • Redução de inutilizações e outras perdas
  • Previsão de problemas precoces de qualidade
  • Percepção de gargalos de produção ou de abastecimento

Você já utiliza o método Kanban na sua empresa? Conhecia esse sistema? Possui alguma dúvida sobre o tema? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Postagens Recentes
Mostrando 2 comentários
  • Jeferson Andrade
    Responder

    Kanban juntamente com SCRUM, é um dos métodos na atualidade para a gestão de projetos. Muito bacana este post que desmitifica e democratiza esta ferramenta muito útil.

pingbacks / trackbacks

Deixe uma resposta

Rapaz mexendo no computador trabalhando e ouvindo música no trabalhoFoto de uma carteira de trabalho, representando a escolha entre CLT ou PJ