10 dicas para falar (e ouvir) melhor para conquistar qualquer um!

Confira dez dicas que são essenciais para ouvir e falar melhor com qualquer pessoa, em qualquer situação!

Falar bem é uma arte, e assim como todas as outras, exige treino. Dizemos que pessoas que são capazes de se expressar, convencer e persuadir são pessoas eloquentes, pois sabem bem como demonstrar seu ponto de vista de forma clara, concisa e expressiva.

Se você não “nasceu” com o dom da eloquência, saiba que a oratória pode (e deve) ser treinada constantemente. Só assim você poderá melhorar cada vez mais sua comunicação. Por isso, selecionamos a seguir cinco dicas para que você consiga ouvir e falar melhor em qualquer situação. Seja em um palestra, conversando com seus amigos ou com seu chefe. Uma comunicação assertiva é sempre útil! Continue lendo:

10 dicas para ouvir e falar melhor:

Quando for falar…

Mantenha seus pensamentos organizados

Muitas pessoas tem a mania de falar antes de pensar, e a fala acaba se embaralhando. Esse é um erro muito comum na construção de um discurso, mas quando você não elabora antes as frases no cérebro, a boca reflete a confusão na fala.

Para poder defender suas ideias melhor, e também para transmitir mais confiança, é necessário organizar melhor seus pensamentos. Claro que você não precisa levar cinco minutos para formular meia duzia de palavras. Mas ainda assim, praticar o exercício simples de pensar antes de falar pode ser muito útil em diversas áreas da sua vida.

Fale por imagens

Se for o caso de fazer uma apresentação, busque imagens que sejam referências da ideia que você quer passar. Ou mesmo quando for apenas uma conversa, visualize seus conceitos transformando-os em uma imagem na sua mente. Esse é um truque da psicologia que ajuda muito a falar melhor e comunicar uma mensagem.

Diga exatamente o que você quer dizer

Essa dica pode parecer um pouco obvia, mas muitas pessoas acabam se enrolando e sendo mal compreendidas por mudarem muito uma frase que, em sua mente parece de um jeito, mas na fala sai de outro. Não tente usar palavras difíceis e nem dar muitas voltas na mente antes de dizer algo, isso pode embaralhar muito sua comunicação.
Porém, se você estiver dando sua opinião sobre algo no trabalho, por exemplo, é necessário ter um pouco de cuidado com as palavras utilizadas. Evite girias, vícios de linguagem e palavrões.

Seja você mesmo

Todos nós temos uma personalidade única, formada por caraterísticas, maneirismos e padrões de pensamento que nos ajudam a traçar uma comunicação clara. E para estimular essa clareza, seja natural!

Não se preocupe tanto em mudar sua personalidade para se encaixar nos padrões. Quanto mais confortável você estiver consigo mesmo, mais convincente sua fala será e, consequentemente, você também se sentirá mais confiante.

Seja objetivo

Se você quer que alguém faça algo, diga exatamente o que você precisa que seja feito. Comunicações efetivas não abrem espaço para enrolações. Muita informação valiosa pode se perder porque as pessoas não são objetivas e claras na hora de dizerem o que sentem e pensam.

Quando for ouvir…

Demonstre seu real interesse

Ouvir, assim como falar, requer atenção e interesse genuíno. Do contrário, não é possível captar ao certo o que a outra pessoa está falando, nem se lembrar dos pontos que são chave na fala de alguém.

A maioria de nós retém apenas 25% do que ouvimos, por isso, se você puder aumentar a compreensão das informações e retê-las, o diálogo será muito mais efeito.

Atente-se aos sinais não verbais

Comunicar-se com alguém não significa apenas falar e ouvir. A linguagem corporal também tem um poder muito grande no diálogo, e é importante prestar atenção à alguns detalhes para entender o que a pessoa realmente está transmitindo.

Por exemplo, bater os pés no chão pode indicar uma relativa impaciência. Já quando a pessoa não estabelece contato visual, provavelmente sua auto estima está baixa, ou ela está contando alguma mentira. Por fim, se você perceber que a pessoa está esfregando os dedos enquanto fala, pode significar que ela está escondendo algo ou deixando de dizer alguma coisa.

Escute com olhos

Como dissemos, a linguagem corporal é importante, assim como o movimento do rosto e as expressões também podem ter significados que vão além da fala. Um simples gesto pode dizer “é doloroso contar isso” ou mesmo “estou feliz em compartilhar isso com você”.

Preste atenção em cada informação da mensagem, pois os olhos podem captar algo que os ouvidos não se atentam.

Facilite o diálogo

Muitas vezes, a falta de clareza em uma conversa não se dá a quem está falando, mas sim a quem está ouvindo. Aqueles que não são bons ouvintes costumam deixar a outra pessoa desconfortável, pois não facilitam a conversa.
Bons ouvintes deixam claro que estão interessados no assunto, são receptíveis e abertos. Não ficam cortando a fala do outro e nem tentando desmerecer o que está sendo conversado.


E aí, gostou dessas dicas para ouvir e falar melhor? Conhece outras que poderiam ajudar mais empreendedores? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores. Baixe agora mesmo o Manual Completo Para Começar Seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Deixe uma resposta