Skip to content

Entenda como funciona a PLR – Participação nos Lucros e Resultados

O que você verá neste artigo:

Entenda a Participação nos Lucros e Resultados e saiba como utilizar esse programa na sua empresa

Reter bons funcionários é um desafio árduo nas empresas, que vivem em busca de novas estratégias para impedir que os melhores talentos abandonem a organização na primeira oportunidade.
Um dos estímulos utilizados para garantir a permanência dos empregados e garantir que eles se mantenham motivados no ambiente de trabalho é a Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

O que é a Participação nos Lucros e Resultados?

A PLR é um bônus pago aos funcionários de natureza não salarial, e seu valor é negociado com o auxílio de uma Comissão de Trabalhadores da Empresa a partir do lucro gerado naquele ano.
O pagamento da PLR está condicionado a esse acordo entre patrão e empregador, supervisionando pelo sindicado da classe, onde também são estabelecidas regras para sua oferta.
Não existem regras rígidas para a aplicação da Participação de Lucros e Resultados, por isso seu critério varia de empresa para empresa. Pode tanto ser resultado da divisão do lucro em partes iguais ou pagamento diferenciado.

PLR nas empresas

Existem duas formas de implementar o programa de Participação nos Lucros e Resultados nas empresas. Uma delas é estabelecendo uma meta de lucro a ser atingida ao final do ano. Caso essa seja alcançada, um percentual do resultado é dividido entre os funcionários, e caso contrário, ninguém recebe por isso. 
 
A outra maneira é por meio da criação de metas individuais. Observando indicadores estabelecidos em cada área, o funcionário deve atingir metas que são determinadas pela atividade exercida por ele. Se a meta for atingida integralmente, sua PLR também será integral. Caso seja atingida apenas 80%, por exemplo, o valor será proporcional.

Vantagem da PLR

Para muitos empreendedores isso pode parecer um pouco incoerente, logo que terá de dividir uma parte de seu lucro com seus funcionários. Porém, em muitas empresas, isso funciona como uma recompensa de reconhecimento pela boa produtividade e desempenho.
Afinal de contas, o trabalho é uma troca, onde o profissional oferece dedicação e talento, e recebe o seu salário. Se os resultados estão sendo extraordinários, recompensar os funcionários por seu empenho pode ser uma motivação e tanto. Isso acaba se tornando uma forma de reter e conquistar os funcionários também, logo que muitas pessoas possuem o desejo de crescer junto com a instituição em que trabalham.

Legislação

O programa de Participação nos Lucros e Resultados de empresas privadas é uma forma de remuneração prevista por lei, por isso contém certos parâmetros a serem observados. A lei 10.101/2000 regulamentou a Participação nos Lucros e Resultados, mas ela já havia sido citada na Consolidação das Leis Trabalhistas, de 1946 e na Constituição Federal de 1988. A legislação afirma que a empresa pode implementar o programa com o objetivo de recompensar o funcionário pelos resultados obtidos pela mesma. 
É essencial, por exemplo, a obrigação de que o programa seja aplicado a todos os funcionários da organização. Caso contrário, ele será considerado ilegal. Porém, não significa que a porcentagem da participação dos lucros deva ser igual para todos.
Para isso, a organização deve ouvir representantes dos funcionários e também o sindicado da determinada categoria. 

Você já conhecia o programa de Participação nos Lucros e Resultados? Já utiliza esse programa em sua empresa? Possui alguma dúvida sobre o PLR? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!