Mais de 7 milhões de reais já foram concedidos a MEIS paulistas com o Programa Juro Zero Empreendedor.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Mais de 7 milhões de reais já foram concedidos aos microempreendedores individuais – MEIS paulistas, sem nenhum juro atrelado a proposta, graças ao Programa Juro Zero Empreendedor, realizado pelo Sebrae/SP, Agência de Desenvolvimento Paulista. Juntos, eles liberaram créditos para 528 MEIs do Estado de São Paulo.

É MEI PAULISTA E ESTÁ PRECISANDO DE CRÉTIO? CONFIRA O PROGRAMA JURO ZERO EMPREENDEDOR QUE ESTÁ AJUDANDO CENTENAS DE PAULISTAS NOS SEUS EMPREENDIMENTO!

Os empréstimos que vão de mil a R$20 mil reais, são voltados à ampliação e modernização das empresas criadas por microempreendedores individuais. Essa ajuda engloba desde o capital de giro em si, como também a compra de ferramentas, hardwares, máquinas e equipamentos, materiais de construção, softwares e veículos utilitários.

Além do grande benefício da isenção das temidas taxas de juros, o Programa Juro Zero Empreendedor viabiliza ao empresário prazos de até 36 meses para a quitação do débito, incluindo seis meses de carência para começar a pagar.

A quem se destina?

O Programa Juro Zero Empreendedor destina-se ao microempreendedor paulista, que possui faturamento anual de até R$81 mil, independentemente do prazo de formalização, e certificados pelo programa SUPER MEI do Sebrar-SP. Além disso, não deve possuir restrições cadastrais.

Perfil

Os créditos começaram a ser concedidos no mês de agosto de 2017, e bateram a marca de sete milhões de reais já financiados a esses MEIs. Segundo a Desenvolve SP, 55% dos beneficiados pelo programa no estado foram mulheres. Para a agência, a estatística reflete uma tendência apontada pela pesquisa Global Entrepreneurship Monitor 2017/18, que revela o crescimento de 15,4% do empreendedorismo feminino no período, enquanto que o masculino ficou em 12%,6%.

Ainda de acordo com os dados, 68,9% dos recursos foram demandados por MEIs do interior paulista, enquanto o restante foi destinado para empreendedores da região metropolitana da cidade. Falando sobre setores, os destaques são os ramos de:

  • Alimentação;
  • Vestuário;
  • Coureiro calçadista;
  • Móveis;
  • Plástico;
  • Metal mecânico;
  • Construção civil.

O principal destino do crédito foi para máquinas e equipamentos, com 34,2% e capital de giro com 30,6%.

Condições de crédito

Os valores do Programa Juro Zero Empreendedor variam entre o mínimo de mil reais e o máximo de vinte mil reais. O prazo, como dito anteriormente, pode ser parcelado em até 36 vezes, tendo uma carência de até seis meses para iniciar o pagamento.

Os documentos exigidos do MEI para a concessão do programa é:

  • Cópias simples do cartão CNPJ;
  • Certificado da condição de MEI;
  • Certificado de conclusão no programa SUPER MEI;
  • E última declaração anual (DANS SIMEI), se houver.

Já os documentos pessoais são:

  • Cópias autenticadas do RG, CPF e comprovante de endereço (conta de água/luz/telefone, boletos bancários).

E aí, você sabia sobre o Programa Juro Zero Empreendedor e que eles já tinham beneficiados tantos paulistas? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Fonte: Exame.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores. Baixe agora mesmo o Manual Completo Para Começar Seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário