Skip to content

Saiba como proteger suas contas após vazamentos de dados

Com um mundo cada vez mais digital, seja pelas relações sociais ou pelas transações financeiras, o risco de vazamento de dados é crescente. Cartões de crédito, endereços residenciais, números de documentos, todo dado é potencialmente viável de um vazamento.

E o que fazer nessa situação? O primeiro passo é manter a calma, o segundo é ler a íntegra desse artigo em que explicamos com todos os pormenores como proceder caso alguma de suas informações seja exposta.

Como descobrir se houve vazamento dos meus dados?

Há quem tenha a infelicidade de descobrir apenas quando seu banco entra em contato avisando que compras foram feitas utilizando seu cartão de crédito. Se esse não é o seu caso, existem alguns sites em que você consegue descobrir se a segurança de suas informações foi corrompida.

Um deles, o “Minha Senha”, mostra se a sua senha foi alvo de exposição por conta de ação de hackers. Quem utiliza o navegador Firefox, a Mozilla oferece uma ferramenta chamada “Firefox Monitor” que checa para você se a segurança dos seus dados foi violada.

O site “Have I Been Pwned” é uma das ferramentas mais antigas para aferir a proteção de suas informações. Utilizando seu e-mail, ele permite realizar pesquisas em bancos de dados de mais de 300 sites.

O Banco Central oferecia uma ferramenta chamada “Registrato”, que monitora a segurança do seu CPF, mostrando se ele foi utilizado inadvertidamente. Ele exige uma conta no sistema .GOV, mas está, momentaneamente, sendo utilizado para a ferramenta de Valores a Receber do Governo Federal.

O que faço se houver vazamento das minhas informações?

Visitou algum dos sites que sugerimos acima e descobriu que suas informações foram comprometidas? O que você deve fazer vai depender do que vazou. Por exemplo, se encontrar seu e-mail ou senha sinalizados como tendo sido expostos, você tem dois caminhos a seguir:

  • Troque imediatamente a senha, sem esquecer de utilizar uma combinação segura, que envolva letras, números e caracteres especiais; é altamente recomendado o uso de métodos de verificação em duas etapas;
  • Nunca abra e-mails com conteúdos suspeitos, especialmente links e anexos recebidos de remetentes desconhecidos; caso o material suspeito seja de alguém conhecido, exclua-o sem abrir e tente contato com a pessoa por outro método para confirmar a veracidade das informações;
  • Pessoas com informações expostas também ficam mais suscetíveis a serem vítimas de golpes. Por essa razão, também é indicado que comunique a parentes, amigos e colegas de trabalho que seus dados podem vir a ser usados. Deixá-las cientes pode impedir que elas também sejam vítimas de golpes e estelionatários.

Pensando nisso, especialistas em segurança também sugerem que informações de aplicativos de mensagens como WhatsApp não sejam públicas, como sua foto. Outra dica é evitar compartilhar sua localização de modo público. Privacidade vale ouro.

Confira dicas importantes para sua proteção digital e evitar vazamento de dados

Crie senhas seguras

Já dissemos acima a importância de criar senhas complexas, intercalando letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais. Alguns sistemas, sites e aplicativos oferecem uma ferramenta de geração de senhas que seguem essas regras. Também sugerimos gerenciadores de senhas.

Não use a mesma senha em lugares diferentes

Numa era em que precisamos registrar muitas informações, utilizar a mesma senha em sites e aplicativos diferentes pode parecer tentador. Entretanto, especialistas alertam para o risco de seguir essa prática. Em caso de comprometimento, se utiliza senhas diferentes nos aplicativos e sites, você fica menos exposto.

Ative verificação em duas etapas

É consenso: a verificação em duas etapas não vai impedir que suas senhas sejam expostas, mas vai dificultar bastante a atuação de criminosos. A maioria das redes sociais, aplicativos de comunicação e servidores de e-mail já oferecem o mecanismo.

Comunique as autoridades

Já falamos sobre comunicar seu círculo de contatos, mas outra medida importante é comunicar as autoridades. Você pode registrar um Boletim de Ocorrência on-line. Muitos estados já oferecem o serviço.

Basta acessar o site da Polícia Civil ou a Delegacia Virtual do seu estado e verificar a possibilidade de efetuar a comunicação através da opção “Outras Ocorrências”. É uma maneira eficaz de prevenir que seus dados sejam utilizados em fraudes.

Fique atento a conteúdo suspeito

E-mail com propostas milagrosas, mensagens de WhatsApp oferecendo dinheiro fácil. Essas são apenas algumas das formas de conteúdo suspeito chegar até você.

Evite clicar em links recebidos de pessoas desconhecidas, também não faça cadastros em sites que não utilizem criptografia ou métodos de segurança como o SSL. Muito menos aceitem instalar aplicativos ou programas baixados de locais suspeitos.

Procure a justiça se for prejudicado

A morosidade da justiça pode levar as pessoas a não se interessarem em entrar na Justiça para ressarcimento de eventuais prejuízos. Especialistas apontam a importância de que, caso sinta-se prejudicado, procure o Procon.

Você também pode reportar o caso na plataforma Consumidor.gov. Por último, existe a possibilidade de entrar com uma ação judicial em Juizados Especiais Cíveis.

Fonte: Tecmundo

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!