Entenda como saber o salário dos colegas de trabalho pode afetar na produtividade da empresa. 

O conhecimento do salário dos colegas de trabalho pode afetar a produtividade do time da sua empresa. Continue lendo para saber mais:

A questão do salário é um tabu por si só. Nos dias atuais, isso se tem diminuído um pouco, mas ainda é uma questão delicada para se lidar. Em países como o nosso em que a desigualdade econômica e consequentemente entre os salários é muito grande, aborda essa questão entre colegas ou mesmo com o chefe é por muitas vezes é dificultoso.

COMO LIDAR COM O CONHECIMENTO DO SALÁRIO DOS COLEGAS DE TRABALHO

Pesquisas da Harvard Business School e da Anderson School of Management, da Califórna, que abordaram aproximadamente 2 mil funcionários de um grande banco asiático, foi considerada pelos pesquisadores como representativa da maioria das empresas em termos de diferença salarial entre níveis e por apresentar pouca transparência nas práticas de remuneração. Conversar sobre salário dentro do ambiente de trabalho, segundo o estudo, ainda é um tabu como dito anteriormente. A maioria dos participantes (80%) disse evitar falar sobre remuneração com os outros colegas, e ao longo de um ano, após essa intervenção, os pesquisadores coletaram métricas de produtividade dos dois grupos e identificaram que os funcionários que os funcionários que descobriram o verdadeiro salário do chefe se esforçaram mais no período. Eles venderam até 4,4% mais do que os colegas que nunca receberam essa informação.

E, para a instituição, esse efeito se á por aspiração, já que os resultados foram bem significativos no caso dos superiores que estão a uma distância de até cinco promoções. Depois da descoberta, os colaboradores que tiveram o conhecimento do salário dos colegas de trabalho se mostraram bem relutantes quando descobriram e identificaram diferenças salariais entre colegas do mesmo nível. Descobrir que um colega ganha mais do que você ou que ele teria imaginado levou os participantes a venderem, em média, 7,3% menos naquele ano. A maioria também não conseguiu acertar o salário dos colegas, embora o palpite tenha sido mais próximo da realidade do que no caso dos chefes.

Não incentive essa prática. Não deixe nenhum colaborador saber o salário dos colegas de trabalho!

Para lidar com tal assunto, é preciso que o empreendedor tenha muito controle e bom senso de como abordar esse tema. É preciso ter cuidado e sempre lembrar dos sentimentos existenciais humanos que poderão ser despertados que poderão ser despertados dependendo do modo que dissermos ou mesmo com o que falarmos e para quem. Encontrar o equilíbrio entre o que é falado, para quem e quando pode servir de grande valia para o clima organizacional da sua empresa.

A insatisfação no trabalho pode estar ligada a vários fatores, sejam eles externos ou internos. Os fatores englobam várias coisas em relação ao ambiente de trabalho e o salário é um deles. Essa insatisfação provoca uma série de prejuízos à organização, sendo elas a grande rotatividade e a diminuição do desempenho e produtividade dos colaboradores.

É importante lembrar que a autopreservação inclui estarmos atentos ao meio e ao que está a nossa volta. Se existe a diferença salarial e se ela está afetando a produtividade da sua empresa, é preciso sentar e conversar com esses colaboradores para entender em qual ponto pode ser achado uma solução. O famoso “empurrar com a barriga” pode ser extremamente prejudicial ao clima da empresa, já que geralmente os funcionários insatisfeitos podem contaminar aqueles que ainda não estão.


E aí, você está preparado para lidar com aqueles que tiveram conhecimento do salário dos colegas de trabalho para não afetar a produtividade da sua empresa? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples. 

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores. Baixe agora mesmo o Manual Completo Para Começar Seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Deixe uma resposta