Simples Nacional: entenda as vantagens e como fazer parte

 em Contabilidade

O Simples Nacional é o regime de arrecadação tributária que é ideal para micro, pequenas e médias empresas. A arrecadação é efetuada em uma única alíquota que agloba todos os tributos federais e estaduais. Isso facilita e muito a vida dos empresários, especialmente para a gestão dos tributos e dos impostos que incidem sobre a folha de pagamento dos funcionários. Que tal conhecer mais sobre ele?

Para que serve o Simples Nacional?

Esta contribuição unificada é feita por meio da emissão do documento de arrecadação do Simples Nacional, ou DAS e assim, efetuar o pagamento de todos os impostos contemplados pelo Simples Nacional, que são:

  • Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica;
  • Imposto sobre Produtos Industrializados;
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido;
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
  • Contribuição para o PIS/Pasep;
  • Contribuição Patronal Previdenciária;
  • Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS);
  • Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).

Quem é elegível ao Simples Nacional?

O regime do Simples Nacional é elegível para micro, pequenos e médios empresários  com faturamento anual de até R$360.000 reais e empresas de pequeno porte com faturamento anual que vai de R$360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais) até R$3.600.000,00 (três milhões e seiscentos mil reais). O único impeditivo para não participar do Simples Nacional é ter um faturamento superior a R$3.600.000,00 de reais.

Quais são as vantagens?

As vantagens de adesão ao Simples Nacional é a menor tributação comparado aos outros regimes é uma carga tributária menor e a unificação de todos os tributos em um só, facilitando na hora de realizar os pagamentos e cálculos. Além disso, existe uma vantagem com relação a folha de pagamento dos funcionários, com uma contribuição menor nos custos trabalhistas.

Como aderir ao Simples Nacional?

Para aderir a esse regime tributário, basta estar enquadrado na categoria e estar de acordo com a legislação. É preciso também, formalizar a sua opção pelo Simples Nacional junto com o seu contador ou empresa de contabilidade que faz a gestão dos seus tributos.

Vale a pena contar com suporte profissional ao aderir a esse regime?

Ao optar por ser um empreendedor, você precisa da consultoria de uma empresa de contabilidade para te esclarecer sobre as principais dúvidas sobre impostos, tributos, legislação e outras questões necessárias para que a sua empresa fique dentro da legalidade e possa atuar da melhor forma para atender os consumidores, fornecedores e também, para garantir a sua própria integridade e a de seus funcionários, especialmente no que diz respeito a seguridade social de cada um deles e sua própria.
Busque já a consultoria ideal e adequada para você ficar tranquilo quanto a abertura e manutenção do seu negócio. Assim você fica mais seguro para tomar decisões, cuidar do que é realmente importante e do seu crescimento empresarial. Invista em uma empresa de renome no mercado e com o conhecimento necessário para te ajudar a dar os primeiros passos como empreendedor.
Você já faz parte ou quer fazer do Simples Nacional? Conte para a gente!
 

Postagens Recentes

Deixe uma resposta

Mão masculina digitando em uma calculadora, representando a Simples Nacional 2016Mão de um homem escrevendo com uma caneta