Como abrir uma empresa de venda e locação de drones? Confira aqui!

drones

Está pensando em abrir uma empresa de drones, mas não sabe por onde começar? Confira todos os passos necessários neste artigo!

Usados para filmagens, monitoramentos em áreas de difícil acesso e até para entregas de encomendas, os drones facilitam uma série de atividades em todo o mundo. No entanto, por conta da ausência de regulamentação no setor, no Brasil seu uso ainda é bastante restrito. Porém, a expectativa é de que em breve sejam anunciadas regras e leis que abram espaço para a criação de pequenos negócios agregados à esta tecnologia.

Este é um mercado que tem uma expectativa de crescimento muito grande para os próximos anos e por isso, pode render ao empreendedor ótimos resultados. E, apesar de ser uma área relativamente nova, já existem as seguintes oportunidades de negócio:

  • Treinamento para pilotos;
  • Comercialização de drones;
  • Manutenção de drones;
  • Venda de peças;
  • Serviços de entrega.

Quer saber mais sobre como iniciar na área? Então continue lendo para saber mais:

Como é o mercado de drones?

Em 2016, o mercado nacional de drones começou o ano com uma estimativa de crescer quase 200 milhões ao longo dos doze meses. Apesar de ficar um pouco abaixo do esperado, o setor se desenvolveu e não parou. No dia 02 de maio de 2017, foi anunciado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) a aprovação da regulamentação para o uso dos drones, o que acabou ocasionando um grande crescimento deste setor.

Os drones, um dos personagens principais do mercado de tecnologia na atualidade ganhou destaque, já que é momento de reduzir custos e aumentar a produtividade, nada como a tecnologia para isto, não é mesmo? Mesmo em um ano difícil o mercado dos drones se comportou de maneira positiva e grandes empresas aderiram à tecnologia, como Raízen, Vale, Syngenta, Basf, Bayer, Coca-Cola, entre outras que se renderam aos robôs voadores.

O que é um plano de negócios e como montar para o meu negócio?

O plano de negócios serve para que o empreendedor tenha uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida. No plano de negócios você irá definir assuntos como por exemplo, os serviços que irá oferecer. Além disso, o plano de negócios também detalha a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.

Para desenvolver o planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento, pagamentos de funcionários e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também o público que irá contratar o seu serviço, quem serão seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

RESUMO DOS PRINCIPAIS PONTOS DO PLANO DE NEGÓCIO:

Saiba a importância de ter um plano de negócios em sua empresa

Escolha uma boa localização

localização é um dos principais pontos de sucesso de um empreendimento. Para abrir uma empresa de drones, é preciso pensar em várias questões, como por exemplo: locais que aliem tanto a facilidade de identificação da empresa pelos clientes, quanto os rápidos deslocamentos para várias regiões que a sua equipe vá fazer.

Qual a estrutura e equipamentos necessários?

A estrutura mínima recomendável para abrir uma empresa de drones dependerá muito da necessidade e do tamanho do empreendimento. Basicamente, o empreendedor deverá buscar locais que consigam comportar os setores de atendimento, escritórios, copa, sanitários e o local para guardar todos os equipamentos.

Alguns dos equipamentos necessários são:

  • Mesas e cadeiras;
  • Computadores;
  • Impressoras;
  • Telefones;
  • Impressora fiscal;
  • Entre outros;

Além disso, é necessário contar com um bom hardware. Independentemente de qual drone você escolher, é necessário ter um hardware para processar as imagens coletadas. Também será necessário possuir um software de processamento. Atualmente, os principais são: Agisoft Metashape Professional e Pix4D Mapper.

Habilitação para operar drones

Para operar drones, já era preciso ter autorização individual da Anac. Segundo a assessoria da agência, já foram emitidas cerca de 400 autorizações, a maioria para órgãos de segurança pública. Entretanto, a falta do regulamento levava a agência a analisar os pedidos caso a caso e a vetar boa parte deles. Com o regulamento, as regras para uso ficam estabelecidas.

O regulamento divide as aeronaves em três categorias: veículos com mais de 150 kg; veículos entre 25 e 150 kg; drones com peso abaixo de 25 kg.

As exigências previstas no regulamento para cada uma delas:

  • Drones com mais de 25 kg: registro na Anac;
  • Veículos com mais de 250 gramas e até 25 kg: cadastrado no site da Anac;
  • Veículos com peso inferior a 250 gramas: não precisam ter qualquer cadastro;

Quem pode pilotar drones?

No caso de drones para uso não recreativo, o piloto deverá ter mais de 18 anos, independente do peso do equipamento. Para os drones de maior porte, acima de 25 quilos, será exigida uma habilitação especial para o piloto com Certificado Médico Aeronáutico e também registro de voo.

Para drones com menos de 25 quilos e que forem voar abaixo de 120 metros, não é preciso fazer registro de voo.

Como abrir uma empresa de drones?

Se você leu o artigo até aqui, é porque está certo sobre a abertura de uma empresa de drone, mas não sabe por onde começar. Mas, para te ajudar, separamos os principais pontos que você precisa saber na hora de abrir um negócio, além de toda a documentação necessária para a formalização desse tipo de negócio. Confira a seguir!

1 – Escolha o tipo de atividade

O primeiro passo para abrir uma empresa de drones é definir qual o segmento da atividade que você deseja empreender. Para designar isso, existem três distinções:

  • Serviço: trabalho realizado a título de mão de obra física ou intelectual;
  • Indústria: atividade econômica que visa transformar matéria-prima em materiais comercializáveis;
  • Comércio: direcionado ao consumidor final.

2 – Escolha a Natureza Jurídica

Informar a natureza jurídica no ato de formalização da empresa de drones é indispensável, afinal, cada uma delas possui diferentes formas de aplicação das normas. Existem diversas naturezas jurídicas, mas às empresas, são atribuídas:

  • Empresário Individual (EI): Uma única pessoa constitui uma empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. É a pessoa física titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada (LTDA): É aquela que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços. Inclui-se toda a empresa que contribui com moeda para a formação de capital social e realização da constituição empresarial;
  • Sociedade Simples (SS): Exploram atividade de prestação de serviços decorrente de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comércio, e sim exercem suas profissões. Exemplo: contadores, advogados, cooperativas e representações comerciais;
  • Sociedade Anônima (SA): Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim se dividem em ações. Essas ações podem ser transacionadas e eliminadas. Neste caso não é necessário nenhum contrato social ou outro ato oficial como nas sociedades limitadas;

3 – Defina o porte da empresa de drones

Após a definição da natureza jurídica da sua empresa de drones, chegou a hora de saber qual o porte do seu negócio. As opções devem ser escolhidas a partir do seu faturamento.

  • Microempreendedor Individual (MEI): Modalidade em que o faturamento máximo deve ser de R$81 mil por ano e não permite com que o parceiro participe como sócio ou titular de outra empresa;
  • Microempresa (ME): É permitido empresário individual e sócios. O teto de faturamento anual é de R$360 mil.
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): Modalidade em que a faixa de faturamento anual começa em R$360 mil e vai até R$4,8 milhões.

4 – Reúna a documentação necessária

Durante a abertura de uma empresa de drones, é preciso apresentar alguns documentos obrigatórios. Alguns documentos possuem prazos determinados para serem cumpridos, já que possuem data de validade. Por isso, essa etapa requer a ajuda de um contador especializado em abrir dedetizadoras. Nós podemos te ajudar!

Confira a seguir alguns dos documentos para abrir uma empresa de drones:

Para os sócios

Caso você decida abrir uma empresa de drones com sócios, é obrigatória a apresentação dos seguintes documentos de cada um deles:

  • 1 cópia simples do comprovante de residência;
  • Certidão de casamento (se casado);
  • 2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada (A Carteira Nacional de Habilitação também é válida);
  • 1 cópia de folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.

Para a empresa

  • CNPJ;
  • 2 cópias simples do IPTU do imóvel;
  • 2 cópias do Contrato de Locação ou Compra e Venda.

Contrato Social

O contrato social é um documento importante e que deve ser assinado por todos os sócios da empresa, a fim de firmar a sociedade. Nele, devem estar devendo a cada participação de cada um dos sócios da empresa, bem como suas cotas, investimentos e participação nos lucros.

Realize o registro na Junta Comercial

O registro é considerado uma certidão de nascimento da empresa e deve ser feito antes de obter o CNPJ. Sua empresa de drones só funcionará legalmente se você realizar o seu registro na Junta Comercial ou no Cartório de Pessoas Jurídicas do seu Estado.

5 – Abra um CNPJ

O processo de abertura de um CNPJ para uma empresa de drones é simples. Após o registro na Junta Comercial, você receberá o Número de Identificação do Registro de Empresa (NIRE). Ele será solicitado para entrar no site da Receita Federal para abrir o CNPJ. No site, você irá fazer o download do Documento Básico de Entrada e em seguida, realizar a impressão. Depois é só enviar à Receita Federal pelos Correios ou pessoalmente.

6 – Solicite o Alvará de Funcionamento

Alvará de Funcionamento é o documento que indica se a sua empresa de drones poderá exercer as funções no local que você deseja instalar.

Na maior parte dos Estados brasileiros o empreendedor pode solicitar o Alvará gratuitamente pela internet. O documento é emitido pela Prefeitura Municipal ou Órgão Governamental Municipal.

Cada atividade requer um certo tipo de Alvará e, por isso, é necessário estar atento se a atividade escolhida está representada no registro por um código CNAE de atividades protegidas.

Os documentos necessários para solicitar o Alvará de Funcionamento são:

  • Planta do imóvel onde você abrir seu negócio;
  • Cópia do recibo do IPTU pago;
  • CPF e RG, originais ou cópias, da pessoa responsável pelo negócio;
  • Cadastro do Contribuinte Mobiliário, ou CCM, na Secretaria das Finanças;
  • O Setor, Quadra e Lote – também chamado de SQL – do imóvel;
  • Declaração de atividade: para que você usará o imóvel e qual área será destinada aos consumidores;
  • Certificado de conclusão de imóvel recém-construído.

7 – Regulamentação do setor

Atualmente, as atividades relacionadas a drones e VANTs (Veículo Aéreo Não Tripulado) são regulamentadas por três órgãos diferentes:

  • Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo);
  • Anac (Agência Nacional de Aviação Civil);
  • Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Saber e buscar se manter regular com o que exige esses três órgãos vai te ajudar a ficar longe de problemas, principalmente relacionados a multas.

Abertura Simples

Ficou com alguma dúvida? O Abertura Simples está aqui para te ajudar! Nossa equipe está à disposição para atender e responder a todos os seus questionamentos.

Entre as diversas vantagens do Abertura Simples estão o atendimento humanizado, serviço de entrega e recolhimento de documentos e o preço justo.

Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como Alvará de Funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.

Baixe o e-book “Como abrir uma empresa”

Vai abrir uma empresa, mas não sabe por onde começar? Saiba que esse é um processo bem burocrático. São exigidos o cumprimento de diversas exigências. Mas, não desanime, o Abertura Simples desburocratiza o processo para você! Faça o download grátis do e-book “Como abrir uma empresa? Manual Completo” e tenha acesso exclusivo ao passo a passo de como abrir uma empresa. Baixe agora mesmo, é grátis!