Skip to content

Taxa de desemprego diminui, mas renda média do trabalhador também cai

Governo federal informou que foram criados 277 mil empregos formais em maio deste ano, mas renda caiu 5,6%

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) , do Ministério do Trabalho e Previdência apontaram que houve uma queda de 5,6% no salário médio de contratação no país, em comparação com o mesmo período do ano passado. O estudo avalia as admissões de empregos com carteira assinada.

No mês de maio deste ano, o salário médio real de admissão foi de R$ 1.898, em abril, o valor era de R$ 1.916. A diferença fica ainda maior se comparados com maior de 2021 que acumulava um salário médio de R$ 2.010, quando corrigido pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Ainda de acordo com o levantamento, o valor registrado em maio foi menor que o salário de admissão de dezembro de 2021. Apesar disso, segundo o governo federal, no mesmo período foram criados 277 mil empregos com carteira assinada, o que resulta em 1,05 milhão de vagas formais a mais no acumulado do ano.

O crescimento das vagas de emprego, atrelado a queda no salário médio equivale ao poder de compra sendo corroído pela inflação que impedem a melhora na renda do brasileiro. De acordo com o estudo do Caged, os setores que empregaram trabalhadores com os melhores salários foram: o setor de organismos internacionais e outras instituições extraterritoriais, com salário inicial médio de R$ 5.682; eletricidade e gás, com remuneração de R$ 3.944 e, o setor de finanças, seguros e serviços relacionados, com uma média salarial de R$ 3.940.

Fonte: IG

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!