Skip to content

Tudo o que você precisa saber sobre como abrir uma franquia da Casa de Bolos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O sonho de muitas pessoas é ter o próprio negócio, mas muitas delas querem investir em algo seguro. Diante disso, muitos querem saber como abrir uma franquia da Casa de Bolos. Se este é o seu caso, confira este guia!

O mercado de franquias no Brasil é um dos que continua crescendo mesmo diante de crise econômicas e política. De 2018 a 2019, por exemplo, o setor obteve um crescimento de 6,8%, de acordo com os dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o que representa um faturamento de mais de 186 milhões em 2019.

Um dos segmentos com maior crescimento é o de alimentação. Por isso, muitas pessoas que querem empreender têm interesse neste segmento. Se você chegou até aqui, você é uma dessas pessoas, e tem interesse em saber como abrir uma franquia da Casa de Bolos.  Saiba que neste guia você entenderá:

Vantagens de abrir uma franquia

Sobre a Casa de Bolos

Investimento para abrir uma franquia da Casa de Bolos

Faturamento médio de uma franquia da Casa de Bolos

Previsão de retorno financeira de uma franquia da Casa de Bolos

Como abrir uma franquia da Casa de Bolos

Conclusão

Boa leitura!

Vantagens de abrir uma franquia

No livro “Franchise Your Business”, o autor Mark Siebert compartilha com os leitores as vantagens de abrir uma franquia. Algumas delas são:

Gerenciamento mais seguro

Uma peça-chave para um negócio é a gerência. Todavia, encontrar um profissional qualificado nem sempre é fácil e ainda exige meses de treinamento. Uma vantagem da franquia neste tópico é que o proprietário pode atuar como gerente do seu negócio – algo que pode ser compreendido por muitos como mais seguro.

“Ninguém está mais motivado do que alguém que investe materialmente no sucesso da operação. Seu franqueado será proprietário – geralmente com as economias de sua vida investidas no negócio. E sua compensação virá em grande parte na forma de lucros”, explica Mark.

O autor ainda explica que quando o proprietário é o gerente há alguns ganhos para a franquia, como: melhor qualidade operacional, inovação e segurança.

Velocidade de crescimento

O especialista revela que a franquia permite alcançar uma liderança no mercado muito mais rápida. “O franchising não apenas permite alavancagem financeira do franqueador, mas também permite alavancar recursos humanos. O franchising permite que as empresas concorram com empresas muito maiores, para que possam saturar os mercados antes que essas empresas possam responder”, explica.

Maior lucratividade

Para Mark, a alavancagem da equipe e a facilidade de supervisão permitem que as organizações de franquia operem de maneira altamente lucrativa.

“Como os franqueadores podem depender de seus franqueados para realizar a seleção do local, negociação de leasing, marketing local, contratação, treinamento, contabilidade, folha de pagamento e outras funções de recursos humanos (apenas para citar alguns), a organização do franqueador é geralmente muito mais enxuta (e geralmente aproveita fora da organização que já existe para apoiar as operações da empresa). Portanto, o resultado líquido é que uma organização de franquia pode ser mais lucrativa”, comenta.

Avaliações Aprimoradas

“A combinação de crescimento mais rápido, maior lucratividade e maior alavancagem organizacional ajuda a explicar o fato de que os franqueadores costumam ser avaliados em um múltiplo maior do que outros negócios. Portanto, quando chega a hora de vender sua empresa, o fato de você ser um franqueador de sucesso que estabeleceu um modelo de crescimento escalável certamente pode ser uma vantagem”, explica Mark.

Risco reduzido

Este certamente é o ponto mais atrativo para o empreender e o autor comenta que “por sua própria natureza, o franchising também reduz o risco para o franqueador”.

“A menos que você opte por estruturá-lo de forma diferente (e poucos o fazem), o franqueado tem toda a responsabilidade pelo investimento na operação de franquia, pagando por qualquer construção, comprando qualquer inventário, contratando funcionários e assumindo a responsabilidade por qualquer capital de giro necessário para estabelecer o negócio”.

Sobre a Casa de Bolos

Foto de bolos, representando como abrir loja de bolos - Abertura Simples
Foto de bolos

“A CASA DE BOLOS surgiu da necessidade de se ter um negócio próprio, que tivesse um investimento atrativo, que envolvesse a família e que fosse prazeroso. Como já era tradição na família reunir-se a mesa para o café da tarde e sempre ter um bolo quentinho saindo do forno, os irmãos viram que poderiam transformar esses momentos tão especiais em um negócio lucrativo.

E assim, contrastando com a complexidade dos dias atuais e a vida agitada do mundo moderno, que a simplicidade do bolo caseiro tem conquistado cada dia mais seu espaço, possibilitando aos nossos clientes momentos especiais com alguém querido, resgatando laços e estreitando relacionamentos”, explica a rede em seu site.

Investimento para abrir uma franquia da Casa de Bolos

A Casa de Bolos funciona com dois modelos de franquias, uma para cidade com mais de 80 mil habitantes e outra para com menos de 80 mil habitantes.

Modelo com mais de 80 mil habitantes

  • Taxa de Franquia: R$ 61.000,00
  • Implantação: R$ 70.000,00
  • Estoque inicial: R$ 15.000,00
  • Royalties: R$ 1.500,00
  • Taxa de Marketing: R$ 180,00 fixos

Modelo com menos de 80 mil habitantes

  • Taxa de Franquia: R$ 61.000,00
  • Implantação: R$ 55.000,00
  • Estoque inicial: R$ 10.000,00
  • Royalties: R$ 1.300,00
  • Taxa de Marketing: R$ 120,00 fixos

Faturamento médio de uma franquia da Casa de Bolos

Segundo matéria publicada no G1, o faturamento médio, no início do negócio, gira entre R$ 15 mil e R$ 20 mil.  

Previsão de retorno financeira de uma franquia da Casa de Bolos

A marca explica que a estimativa para o retorno financeira da franquia seja de 24 meses.

Como abrir uma franquia da Casa de Bolos com CNPJ?

O primeiro passo é preencher o cadastro de pré-qualificação no site da Casa de Bolos. Após a aprovação, o empreendedor deverá receber todas as informações da franquia.

Em seguida, os passos são:

Planejamento

Escolha um dos tipos de atividade

Escolha a Natureza Jurídica

Desenvolva um contrato social

Vá até uma Junta Comercial

Tire seu CNPJ

Guia definitivo para abrir empresa - Abertura Simples
Guia sobre abrir empresa

Planejamento

O primeiro passo, e talvez o mais importante para abrir uma empresa de sucesso, é planejar. Muitas vezes, o empreendedor se precipita pensando em abrir uma empresa, conseguir um CNPJ, tirar as licenças, e acaba esquecendo dessa etapa.

Para fugir das estatísticas (de acordo com o IBGE, seis de cada dez empresas não sobrevivem aos primeiros cinco anos de atividade), é necessário fazer um bom planejamento. Esse é o ponto de partida para determinar o público alvo do seu negócio, estudar a concorrência, o mercado etc.

A depender desses fatores, pode interferir diretamente na estrutura da sua empresa, na forma de atender os clientes, no seu produto ou serviço.

Escolha um dos tipos de atividade

Antes mesmo de decidir abrir empresa, é necessário identificar qual o segmento de atividade que deseja. Existem três distinções:

  • Prestação de Serviços: trabalho realizado a título de mão de obra física ou intelectual;
  • Industria: atividade econômica que visa transformar matéria-prima em materiais comercializáveis;
  • Comércio atacadista: direcionado para lojistas e Comercio Varejista, direcionado ao consumidor final.

Escolha a Natureza Jurídica

Em seguida, é preciso verificar qual o tipo de natureza jurídica de sua empresa. Este, representa o regime jurídico no qual ela se enquadra, isso é, a relação da pessoa jurídica pública ou privada com a fiscalização no determinado empreendimento, junto aos dados cadastrados na administração pública.

Informar a natureza jurídica no momento de formalizar a empresa é uma questão indispensável, logo que cada uma possui formas diferentes de aplicação das normas. Existem diversas espécies de natureza jurídica, mas às entidades empresariais, são atribuídas:

  • Empresário Individual, ou MEI: Uma única pessoa constitui a empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. É a pessoa física titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada: É aquela que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços. Inclui-se toda empresa que contribui com moeda para formação de capital social e realização da constituição empresarial;
  • Sociedade Simples, ou SS: Exploram atividades de prestação de serviços decorrentes de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comercio, e sim desempenhar suas profissões. Exemplo: contadores, advogados, cooperativas e representações comerciais;
  • Sociedade Anônima: Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim divide em ações. Essas ações podem ser transacionadas livremente. Neste caso não é necessário nenhum contrato social ou outro ato oficial como nas sociedades limitadas;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, ou EIRELI: Empresa formada por somente uma pessoa, onde o capital pertence unicamente ao titular. Esse capital deve ser obrigatoriamente integralizado, e não pode ser inferior a 100 vezes o salário mínimo vigente.

Desenvolva um contrato social

Será necessário realizar um contrato social para definir a participação de cada um dos sócios, as atividades realizadas pela empresa, o nome etc.

Vá até uma Junta Comercial

Em seguida, você deverá ir até um cartório jurídico ou na junta comercial da cidade a para registrar sua empresa. É relevante destacar que, antes registrar o contrato, você deve verificar se o nome definido para a empresa está disponível.

Tire seu CNPJ

Após o registro na Junta Comercial, você receberá um Número de Identificação do Registro de Empresa (NIRE). Ele será necessário para entrar no site da Receita Federal e tirar o CNPJ.

No site, faça o download do Programa Básico de Entrada. Em seguida, realize a impressão, preencha e envie pelos correios para a Receita Federal ou leve pessoalmente.

Os principais documentos para abrir empresa uma franquia com CNPJ

Os documentos necessários para dar início ao processo de abrir empresa são simples.

  • Para os sócios, basta apresentar:
  • 1 cópia simples do comprovante de residência de cada um,
  • 2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada,
  • 1 cópia da folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.
  • Já para a empresa em si, é preciso apresentar apenas:
  • 2 cópias simples do IPTU do Imóvel,
  • 2 cópias do Contrato de Locação ou Compra e Venda.

Quanto tempo leva para abrir uma franquia?

Assim que toda a documentação for acertada, as informações são enviadas para a Receita Federal e a Junta Comercial e é iniciado o processo de abertura. A aprovação leva de 3 a 5 dias úteis após o envio, significando que você já terá o número do CNPJ. Porém, para emitir notas, é necessário realizar um cadastro na Rede Simples.

Porém, para abrir empresa é necessário também realizar a Análise Prévia da Viabilidade de Localização. Essa análise é feita para determinar se a empresa pode ou não utilizar determinado imóvel para determinado comércio.

Algumas pessoas escolhem um local que desejam se instalar, investem nesse imóvel, e só depois descobrem que não podem atuar ali. É muito tempo e dinheiro perdido, sendo que se contassem com o apoio de um profissional ligado nessa área, evitariam esse transtorno. Por isso, não se esqueça de fazer o pedido de Análise Prévia de Viabilidade do local.

Preciso de contador para abrir uma franquia?

Sim. O profissional será responsável por realizar todo o processo de forma rápida e segura. Nós, da Abertura Simples, realizamos todo esse processo por você, para que sua empresa seja aberta de forma rápida, simples e segura, sem dores de cabeça. Nossa equipe está à disposição para atender a todos as etapas da abertura de empresa.

Além disso, oferecemos diversos serviços adicionais aos parceiros que decidem abrir uma franquia conosco. Entre as diversas vantagens da Abertura Simples estão o atendimento humanizado, serviço de entrega e recolhimento de documentos e o preço justo.

Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais. Entre em contato com nossos representantes e saiba como abrir uma franquia da Casa de Bolos com CNPJ com a Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário