Skip to content

Saiba como abrir uma marcenaria de sucesso!

O que você verá neste artigo:

Está pensando em abrir uma marcenaria, mas não sabe por onde começar? Veja aqui o passo a passo!

O trabalho com madeira e em madeira é muito antigo. Em um passado não tão remoto assim o profissional que fazia trabalho em madeira, fosse construindo móveis ou outras peças era conhecido como “carpinteiro”, mas com o passar do tempo e com os avanços na execução do trabalho com madeira surge então o “marceneiro”.

O trabalho realizado em uma marcenaria é o de transformar madeira em móveis ou outros produtos, em objetos de utilidade e ainda funcionar com decoração de ambientes. Trabalhar a madeira requer arte e delicadeza para que ela ganhe forma e se torne útil ao homem, mesmo que como obra de arte. Essa é a função do marceneiro. Continue lendo:

SAIBA COMO VOCÊ PODE ABRIR UMA MARCENARIA E TENHA MUITO SUCESSO EM SEU EMPREENDIMENTO. CONFIRA ESSAS DICAS!

O que é uma marcenaria?

Marcenaria é a oficina onde trabalha o marceneiro, um profissional do setor da movelaria, especialista em trabalhos artístico e artesanal de transformar peças de madeira em um objeto útil ou decorativo, cortando, encaixando e entalhando peças e objetos de modo delicado e paciente.

Marcenaria é um setor onde artesãos são capazes de transformar madeira em móveis ou em objetos de arte. O serviço de um marceneiro requer qualificação no manejo da madeira, paciência e criatividade, para que ela ganhe forma e se torne útil, mesmo como obra de arte.

A marcenaria evoluiu da carpintaria, profissional especialista em trabalhos com madeira em estado bruto ou maciço, com a função de transformar a madeira em peças para uso em construções. O marceneiro utiliza laminados industrializados de madeira, como: compensado, aglomerado, MDF, fórmica, folhas de madeira.

A marcenaria abrange o fabrico de móveis, mas está mais ligada ao trabalho artesanal do que ao industrial. Apesar de o marceneiro moderno fazer uso de máquinas em grande parte do trabalho, ele ainda é um artesão. O profissional que produz exclusivamente móveis sob encomenda ou sob medida para determinados ambientes, principalmente com chapas como o MDF e o aglomerado pela grande indústria, designa-se antes como setor moveleiro.

Como é o mercado?

O mercado de marcenaria tem seu crescimento vinculado ao setor de habitação e construção e sua variação oscila conforme o setor ou segmento específico onde atua. Se há maior demanda no segmento de habitações populares ou de baixa renda, este segmento pode apresentar crescimento maior do que outros que dependem de uma demanda comercial ou industrial, por exemplo. A urbanização também é um fator que tende a provocar um incremento de mercado, pois dá origem a uma maior na procura por fabricação de móveis em geral sob medida para suas residências. Segundo o IBGE do ano de 2015, o Brasil tem cerca de 68, 2 milhões de residências particulares, com uma média de quase 3 pessoas por domicílio, isso dá uma ideia do tamanho do mercado e sua importância para o setor de marcenaria.

Esse crescimento por serviços especializados de marcenaria tem ocorrido principalmente pela forma com que os imóveis são construídos, já que nem sempre é possível encontrar nas lojas especializadas o mobiliário que se adeque exatamente no formato de sua residência. Por isso, a melhor solução ou, pelo menos, a que mais tem sido utilizada é a contratação dos serviços de uma marcenaria para fabricar os móveis residenciais de forma projetada, com a finalidade de aproveitar todos os espaços disponíveis em apartamentos ou casas.

O mercado de trabalho para o profissional que deseja abrir uma marcenaria é amplo, pois tem a possibilidade de abrir sua própria oficina em qualquer lugar que ofereça espaço adequado e para o tipo de negócio pretendido, naturalmente que o código de posturas municipal e a legislação local e estadual, com suas limitações e proibições deve ser consultada antes desse processo. Essa facilidade faz com que muitos profissionais optem por abrir um negócio, embora, atualmente, as fábricas de móveis e artigos decorativos empregam cada vez mais profissionais, abrindo o campo de trabalho.

O serviço de um marceneiro requer qualificação no manejo da madeira, paciência e criatividade, para que os projetos a serem materializados sejam executados com maestria e atenda ao que fora idealizado/projetado; traduzindo-se, assim, em um móvel ou objeto de pleno uso e satisfação de quem o encomendou, atendendo também, satisfatoriamente, a produção de móveis ou objetos de uso doméstico ou comercial, com produção em escala industrial sem perder sua essência e principalmente qualidade.

Apesar de o marceneiro usar máquinas para grande parte de seu trabalho, ele ainda é considerado um artesão, cabendo a ele a construção de móveis e outros utensílios, podendo, em casos específicos, ajudar na construção civil. Na realidade a marcenaria apresenta uma evolução em seu escopo, sendo comum verificar-se a marcenaria decorativa, a marcenaria utilitária e a segmentação cada vez maior, com marcenarias especializadas em cozinhas, em lojas, em quartos infantis e diversas outras possibilidades.

O que é e como desenvolver um bom plano de negócios?

O Plano de Negócios é um documento de planejamento que irá descrever seu negócio, os objetivos dele e os passos que devem ser dados para alcançá-los. Este relatório serve para que o empreendedor tenha uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida. 

Nesse documento, são incluídos planejamentos específicos para várias áreas do negócio, como finanças, marketing, comercial e logística, além de detalhar a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.

Para desenvolver o planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento, pagamentos de funcionários e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também o público que irá contratar o seu serviço, quem serão seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

Ao fazer um plano bem feito usando uma boa metodologia, são reduzidos os riscos de negócios enfrentarem problemas e aumentadas as suas chances de sucesso. No entanto, vale destacar que esse planejamento não elimina os riscos, mas evita que erros sejam cometidos pela falta de análise, diminuindo as incertezas do seu negócio.

RESUMO DOS PRINCIPAIS PONTOS DO PLANO DE NEGÓCIO:

  • O que é o negócio?;
  • Quais os principais produtos e/ou serviços?;
  • Quais serão os seus principais clientes?;
  • Onde será localizada a empresa?;
  • O montante de capital a ser investido?;
  • Qual será o faturamento mensal?;
  • Em quanto tempo espera que o capital investido retorne?;

Escolha uma boa localização

A localização é um dos principais fatores que influenciam diretamente no sucesso do empreendimento. O profissional que deseja abrir uma marcenaria precisa estar localizado em uma região, de preferência, que possua indústria ou áreas comerciais, devendo ficar dentro da faixa de distância regulamentar da zona residencial. Isto porque esse tipo de empresa emite muitos ruídos e resíduos, que poderá ser um problema para o empreendedor perante os moradores da região.

A loja em si, denominada showroom, onde os produtos ficarão expostos para que você possa efetuar as vendas, precisa estar localizado em áreas que possuam alta visibilidade e acessibilidade (estar próximo a estacionamento, ponto de ônibus, metrô, etc).

Caso você já tenha ideia do ponto, procure o órgão específico da Prefeitura Municipal visando levantar a possibilidade de instalar esse tipo de empresa na localidade escolhida.

Colaboradores

A quantidade de colaboradores para abrir uma marcenaria dependerá muito do tamanho e da necessidade do empreendedor. Normalmente, são necessários: vendedores, recepcionista, auxiliares de marcenaria e marceneiros e o proprietário poderá ficar incumbido de cuidar das questões administrativas da empresa.

Qual a estrutura e os equipamentos necessários?

A estrutura mínima recomendável para abrir uma marcenaria para a loja seria de 70m², idealizado para que o empreendedor utilize o espaço para transmitir a ideia de uma residência, onde expõe seus produtos. Já para o espaço destinado a produção dos móveis, é recomendável um espaço de 300m², para que possam ser instalados todos os maquinários, matéria prima, entre outros.

Alguns dos equipamentos necessários são:

Produtos para a produção, como por exemplo:

  • Serra fixa de mesa;
  • Serra portátil;
  • Serra tico-tico;
  • Lixadeira;
  • Desempenadeira;
  • Paina;
  • Martelo;
  • Graminho;
  • Entre outros.

Para a área administrativa e vendas, serão necessários:

  • Mesa;
  • Cadeiras;
  • Computador;
  • Telefone;
  • Impressora;
  • Calculadoras.

Como abrir uma marcenaria?

Como é possível notar, o mercado de marcenaria tem espaço para receber novas empresas, mas apenas terá possibilidade de crescimento e permanência no mercado àquelas empresas constituídas de profissionais altamente qualificados. Desta forma, é possível se sobressair aos profissionais que não cumprem seus compromissos e que realizam serviços sem qualidade, e que acabam por sujar todo um segmento comercial.

Então, caso você esteja pensando em abrir uma marcenaria, confira o passo a passo abaixo!

1 – Escolha o tipo de atividade

O primeiro passo para abrir uma marcenaria é identificar qual o segmento da atividade que você deseja. Para designar isso, existem três distinções:

  • Serviço: trabalho realizado a título de mão de obra física ou intelectual;
  • Indústria: atividade econômica que visa transformar matéria-prima em materiais comercializáveis;
  • Comércio: direcionado para lojistas e Comércio Varejista, direcionado ao consumidor final.

2 – Escolha a Natureza Jurídica

Após identificar qual o segmento de atividade, é necessário verificar qual o tipo de natureza jurídica da sua empresa. Isso ajudará a definir o regime jurídico no qual ela se enquadra.

Informar a natureza jurídica no ato de formalização da empresa é indispensável, já que cada uma delas possui diferentes formas de aplicação das normas. Existem diversas naturezas jurídicas, mas às empresas, são atribuídas:

  • Empresário Individual (EI): Uma única pessoa constitui uma empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. É a pessoa física titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada (LTDA): É aquela que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços. Inclui-se toda a empresa que contribui com moeda para a formação de capital social e realização da constituição empresarial;
  • Sociedade Simples (SS): Exploram atividade de prestação de serviços decorrente de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comércio, e sim exercem suas profissões. Exemplo: contadores, advogados, cooperativas e representações comerciais;
  • Sociedade Anônima (SA): Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim se dividem em ações. Essas ações podem ser transacionadas e eliminadas. Neste caso não é necessário nenhum contrato social ou outro ato oficial como nas sociedades limitadas;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI): Empresa formada por somente uma pessoa, onde o capital pertence unicamente ao titular. Esse capital deve ser obrigatoriamente integralizado, e não pode ser inferior a 100 vezes o salário-mínimo vigente.

3 – Defina o porte da marcenaria

Depois de definir a natureza jurídica da sua marcenaria, chegou a hora de saber qual o porte dele. As opções devem ser escolhidas a partir do seu faturamento.

  • Microempreendedor Individual (MEI): Modalidade em que o faturamento máximo deve ser de R$81 mil por ano e não permite com que o parceiro participe como sócio ou titular de outra empresa;
  • Microempresa (ME): É permitido empresário individual e sócios. O teto de faturamento anual é de R$360 mil.
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): Modalidade em que a faixa de faturamento anual começa em R$360 mil e vai até R$4,8 milhões.

4 – Reúna os documentos para abrir uma marcenaria

É obrigatório a apresentação de documentos importantes na hora de abrir uma marcenaria. Alguns documentos possuem prazos determinados para serem cumpridos, já que possuem data de validade. Por isso, essa etapa requer a ajuda de um contador especializado em abrir uma marcenaria. Nós podemos te ajudar!

Confira a seguir alguns dos documentos para montar uma marcenaria:

Para os sócios

Se você for abrir uma marcenaria com sócios, será necessário seguir os documentos de cada um deles:

  • 1 cópia simples do comprovante de residência;
  • Certidão de casamento (se casado);
  • 2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada (Carteira Nacional de Habilitação também é válida);
  • 1 cópia de folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.

Para a empresa

  • CNPJ;
  • 2 cópias simples do IPTU do imóvel;
  • 2 cópias do Contrato de Locação ou Compra e Venda.

Contrato Social

O contrato social é um documento importante e que deve ser assinado por todos os sócios da empresa, a fim de firmar a sociedade. Nele, devem estar devendo a cada participação de cada um dos sócios da marcenaria, bem como suas cotas, investimentos e participação nos lucros.

Realize o registro na Junta Comercial

O registro é considerado uma certidão de nascimento da empresa e deve ser feito antes de obter o CNPJ. Sua borracharia só funcionará legalmente se você realizar o seu registro na Junta Comercial ou no Cartório de Pessoas Jurídicas do seu Estado.

5 – Abra um CNPJ

O processo de abertura de um CNPJ para abrir uma marcenaria é muito simples. Após o registro na Junta Comercial, você receberá o Número de Identificação do Registro de Empresa (NIRE). Ele será solicitado para entrar no site da Receita Federal para abrir o CNPJ. No site,você irá fazer o download do Programa Básico de Entrada e em seguida, realizar a impressão. Depois é só enviar à Receita Federal pelos Correios ou pessoalmente.

6 – Solicite o Alvará de Funcionamento

O Alvará de Funcionamento é o documento que indica se a sua marcenaria pode exercer as suas funções no local que você deseja instalar.

Na maior parte dos Estados brasileiros o empreendedor pode solicitar o Alvará gratuitamente pela internet. O documento é emitido pela Prefeitura Municipal ou Órgão Governamental Municipal.

Cada atividade requer um certo tipo de Alvará e, por isso, é necessário estar atento se a atividade escolhida está representada no registro por um código CNAE de atividades protegidas.

Os documentos necessários para solicitar o Alvará de Funcionamento são:

  • Planta do imóvel onde você abrir seu negócio;
  • Cópia do recibo do IPTU pago;
  • CPF e RG, originais ou cópias, da pessoa responsável pelo negócio;
  • Cadastro do Contribuinte Mobiliário, ou CCM, na Secretaria das Finanças;
  • O Setor, Quadra e Lote – também chamado de SQL – do imóvel;
  • Declaração de atividade: para que você usará o imóvel e qual área será destinada aos consumidores;
  • Certificado de conclusão de imóvel recém-construído.

Como divulgar minha marcenaria?

Divulgar uma marcenaria não é uma tarefa fácil, e o empreendedor deverá procurar sair ao máximo dos meios de comunicação tradicionais. Embora possam ser utilizados o outdoor ou folder, o que tradicionalmente funciona neste setor é a propaganda boca-a-boca. Além disso, as redes sociais e o marketing digital devem ser suas companhias nesta tarefa. É importantíssimo possuir um portfólio online e manter as redes sociais atualizadas com imagens de móveis e objetos feitos por você.

A participação em eventos comerciais como feiras, encontros e rodadas de negócios também deve fazer parte da rotina de trabalho dos profissionais da cadeia de valor da marcenaria. Os eventos de melhor representação setorial normalmente tem missões organizadas pelas entidades de classe, associações e instituições de apoio. 

Outra forma de divulgação é o fornecimento de peças produzidas pela marcenaria, dentro de projetos bem estruturados, na condição de cessão, sem custos, para decoração de ambientes comerciais, imóveis em exposição, feiras de decoração e, principalmente aqueles que forem direcionados para o seu público-alvo. 

Baixe o e-book “Como abrir uma empresa”

Abrir uma empresa não é nada fácil e muito menos simples. São exigidos o cumprimento de exigências e muitas burocracias. Mas, não desanime, o Abertura Simples desburocratiza o processo para você! Faça o download grátis do e-book “Como abrir uma empresa? Manual Completo” e tenha acesso exclusivo ao passo a passo de como abrir uma empresa. Baixe agora mesmo, é grátis!

ABERTURA SIMPLES

Nós, do Abertura Simples, realizamos todo o processo para que sua marcenaria seja aberta de forma rápida, simples e segura, sem dores de cabeça. Além disso, oferecemos diversos serviços adicionais aos parceiros que decidem abrir qualquer empresa conosco.

Entre as diversas vantagens do Abertura Simples estão o atendimento humanizado, serviço de entrega e recolhimento de documentos e o preço justo. Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.

Entre em contato com nossos representantes e inicie seu projeto com o Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo:

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on twitter
Share on whatsapp
Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!

Faça parte da maior comunidade de empreendedores do Brasil, sempre munidos com as últimas e mais relevantes notícias e artigos do mundo do empreendedorismo.