Guia: tudo o que você precisa saber sobre o Business Model Canvas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Se você quer saber mais sobre o Business Model Canvas e como você pode utilizá-lo em sua empresa, continue lendo este post:

Você já deve ter se perguntado se a sua ideia de negócio é viável, certo? Logo em seguida, começam a surgir dezenas de dúvidas a respeito de quais cuidados você deve ter ao abrir uma empresa. Mas afinal, o que é preciso pensar na hora de planejar o seu negócio?

O Business Model Canvas, mais conhecido como Canvas, é uma ferramenta de planejamento estratégico, que permite desenvolver e esboçar modelos de negócio novos ou existentes. Confira:

GUIA COMPLETO PARA VOCÊ SABER TUDO SOBRE O BUSINESS MODEL CANVAS!

O que é Business Model Canvas?

O Business Model Canvas é uma ferramenta que tem se popularizado bastante entre os empreendedores. Criado por Alexander Osterwalder por meio de pesquisas e testes, este é um ótimo instrumento para a elaboração de modelos de negócio. Mas, mais do que auxiliar a tirar empreendimentos do papel, o Canvas também é ótimo para analisar e organizar aquelas empresas que já estão funcionando.

O Business Model Canvas é um mapa dos principais itens que constituem uma empresa, uma vez que contribui de forma significativa para a construção rápida e visual de novos modelos de negócio. Entre os que utilizam a ferramenta, existem aqueles que defendem o Canvas como um substituto para o Plano de Negócios, como também aqueles que entendem que essa ferramenta é complementar ao mesmo.

A aplicação do Business Model Canvas consiste no uso de um painel dividido em nove blocos, que representam os elementos fundamentais de um modelo de negócio. Abordaremos sobre cada um em específico mais abaixo.

Os blocos se dividem em: segmentos de clientes, proposta de valor, canais, fontes de receita, relacionamentos com clientes, recursos-chave, atividades-chave, parcerias-chave e estrutura de custos.

Quais são os benefícios do Business Model Canvas?

O empreendedor que adota o Business Model Canvas possui diversos benefícios. Mas, o principal deles é o poder de visualização total do negócio, como também organizar graficamente as para cada um. Além disso, é possível:

  • Extrair de forma rápida as propostas de valor que atender e potencializam os principais objetivos desejados, antes de partir de fato para a formatação do produto ou serviço;
  • Identifica “de cara” o modelo de negócio;
  • Ajuda a identificar e eliminar o que não é tão importante no primeiro momento;
  • O painel é mutável e o objetivo é que ele reflita exatamente o que a empresa é naquele momento;
  • Alinha os participantes: Ajuda as pessoas a conhecerem melhor a empresa/projeto e seus objetivos e faz com que as pessoas envolvidas andem todas na mesma direção;
  • Propicia inovação: Como possibilita a discussão de opiniões, acaba criando um entendimento comum entre os envolvidos e gerando indicadores fortes para a inovação estratégica;

Imagem dos 9 blocos do Business Model Canvas

Passo a passo: Conhecendo os blocos do Business Model Canvas

Proposta de valor

O que sua empresa vai oferecer para o mercado que realmente terá valor para os clientes?

Essa área representa as propostas que atendem as necessidades dos clientes em potencial, ou seja, são os produtos e serviços que geram valor para os clientes. Seu objetivo é criar valor para um determinado cliente e se diferenciar da concorrência.

Segmento de clientes

Quais segmentos de clientes serão foco da sua empresa?

A palavra “segmento” possui implícita que se trata da escolha de uma fatia do mercado. Em outras palavras, é necessário que você defina um nicho de clientes. A famosa afirmativa “quem vende para todo mundo, não vende para ninguém” é levada a sério no Business Model Canvas. Um negócio deve ser desenvolvido a partir da perspectiva do cliente.

Canais

Como o cliente compra e recebe seu produto ou serviço?

Os canais descrevem quais os caminhos pelos quais a sua empresa comunica e entrega valor para o cliente. Podemos dizer que pela perspectiva do antigo marketing (os 4 Ps), canais representa o “P” de Praça e o “P” de Promoção.

Os canais podem ser de comunicação, vendas e distribuição do produto. Ou seja, qualquer tipo de interface da empresa com o cliente. Servem para que o segmento definido possa tomar conhecimento e avaliar a proposição de valor do produto, efetuar a compra e uso do mesmo.

Relacionamento com clientes

Como a sua empresa se relacionará com cada segmento de cliente?

O bloco do relacionamento descreve estratégias que evitam que seus clientes corram para o concorrente por questões como “preço mais baixo”. Definir boas estratégias de relacionamento é difícil, porém fundamental para a retenção de clientes.

Atividades-chave

Quais são as atividades essenciais para que seja possível entregar a Proposta de Valor?

De forma complementar ao recursos-chave, as atividades devem tratar das atividades mais importantes que a empresa deve fazer de forma constante para que o negócio funcione corretamente. Se uma empresa possui uma plataforma web como recurso-chave, muito provavelmente terá como atividade-chave a manutenção desta plataforma.

Alguns exemplos de atividades são: Produção de Bens, Resolução de Problemas, Gestão de Plataformas, Vendas Consultivas, Desenvolvimento de Produtos, etc.

Recursos-chave

São os recursos necessários para realizar as atividades-chave.

Os recursos-chave são os ativos fundamentais para fazer o negócio funcionar. Esse bloco deve ser limitado a descrever o que realmente importa dentro dos ativos de sua empresa. Por exemplo: equipes, máquinas, tecnologia, entre outros.

Parcerias-chave

São as atividades-chave realizadas de maneira terceirizada e os recursos principais adquiridos fora da empresa.

“Parceiros-chave” no Business Model Canvas refere-se primordialmente a terceirizações (fornecedores), ou seja, qualquer tipo de tarefa ou matéria-prima essencial fornecida por outra empresa e que garante o funcionamento do negócio deve ser listada neste bloco.

Fontes de receita

São as formas de obter receita por meio de propostas de valor.

O fluxo de receitas é o bloco que determina a maneira como o cliente pagará pelos benefícios recebidos. Representa, portanto, as possibilidades de geração de renda eu a empresa pode ter com cada segmento de clientes. É este bloco que registrará como o modelo em construção pretende gerar receitas.

Estrutura de custos

São os custos relevantes necessários para que a estrutura proposta possa funcionar.

O último bloco do modelo descreve todos os principais custos que têm peso no financeiro e são derivados da operacionalização do negócio.

Eles serão provavelmente oriundos dos blocos de recursos, atividades e parcerias-chave. Porém, também será possível que custos de canais sejam considerados como, por exemplo, comissão de vendedores.


As ideias representadas nos nove blocos formam a conceitualização do seu negócio, ou seja, a forma como você irá operar e gerar valor ao mercado, definindo seus principais fluxos e processos, permitindo uma análise e visualização do seu modelo de atuação no mercado.

E aí, agora que você sabe tudo sobre o Business Model Canvas, o que você está esperando para aplica-lo em seu negócio?

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores. Baixe agora mesmo o Manual Completo Para Começar Seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário