Entenda as principais diferenças entre preço e valor!

 em Planejamento e Finanças

Você sabe a diferença entre preço e valor? Geralmente, ao entrar em uma loja, umas das coisas que mais nos atentamos é o preço do produto. Ele pode parecer caro ou barato para nós, mas para outra pessoa ter outro valor. Parece complicado? Não se complique…
Basicamente, preço é o que o cliente paga, e valor é o que o cliente leva para casa. A realidade é que as pessoas não desejam apenas comprar um produto, mas sim um artigo que represente valores. Quem compra uma televisão não quer apenas um aparelho com entradas eletrônicas. Quer também a satisfação do seu lar, com som e imagem de alta qualidade com sua programação preferida passando.
A definição desses termos pode parecer um tanto obvia e fácil. Porém, saber diferenciar cada um é extremamente importante para a organização financeira e sucesso do seu negócio. Confira a comparação entre preço e valor e como isso pode impactar na sua empresa!

Diferença de preço e valor:

Preço

O preço representa efetivamente a quantidade de dinheiro que o consumidor irá investir na hora de adquirir um novo bem ou serviço. Logo, é um dado “palpável” e que pode ser quantificado. A elaboração do preço envolve o custo de produção da mercadoria, a margem de lucro que deseja-se adquirir da venda do mesmo, a demanda, os preços dos concorrentes e, é claro, o perfil e poder de compra do público alvo.
Geralmente, não é o preço que determina a escolha de compra. Quando o cliente se depara com produtos ou serviços com preços similares, ele vai optar por aqueles de maior valor. Por isso é essencial trabalhar a percepção e diferencial de valor de sua marca.

Valor

Já o valor é o grau de satisfação entre expectativas e necessidades atendidas por um produto ou serviço junto ao cliente. O valor não é próprio do produto, mas sim algo dado a ele pelo consumidor, que vai avaliar o grau de necessidade, qualidades e atributos. Só quando o cliente consegue enxergar esse valor é que ele terá a sensação de que a aquisição, independente do preço investido, foi um negócio vantajoso. Para algumas pessoas, esse sentimento é mais forte ou necessário do que para outras.
Por exemplo: para um rapaz que joga futebol, comprar chuteiras novas com a assinatura de um jogador famoso tem um valor muito maior do que para sua esposa, e se passar um pouco do valor que ela imagina, pode considerar a chuteira cara. Para ela, o valor de um par de sapatos novos é ainda mais importante, e o mesmo será igualmente classificado como caro para o marido.
Estabelecer o valor de uma marca é muito mais complicado, porque ele é intangível, é uma percepção que pode variar dependendo do ponto de vista. O valor que você enxerga no seu produto, o valor que o seu cliente vê – que define o quanto ele está disposto a pagar -, e o valor que o mercado vê são completamente diferentes.

Importância do valor da marca

Nesse momento surge a enorme importância de melhorar a relação com o cliente e identificar suas necessidades, para que a percepção de valor seja maior que a proporção do preço que ele irá pagar.
Ouvir e identificar as necessidades do consumidor é fundamental para a venda, pois a demanda pode ser grande, mas ele acaba não adquirindo o produto por achá-lo muito caro. Vendedores e líderes de equipe são essenciais nesse processo para criar um bom atendimento e relacionamento com o consumidor.
Muitas empresas acreditam que o preço baixo, por si só, é garantia de venda, mas não é. Se você espera comercializar mais, construa um real valor para seu negócio; as chances de fidelizar seus clientes serão muito maiores.


Possui alguma outra dúvida sobre a diferenciação de preço e valor? Comente e participe para melhorar, cada vez mais, os artigos do Abertura Simples.

Postagens Recentes

Deixe uma resposta

6 dicas para a gestão financeira da sua empresa | Abertura SimplesFoto de uma mão montando uma parede com pequenos blocos, representando o planejamento a longo prazo