Skip to content

7 dicas para fazer o planejamento tributário

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Quando você consegue fazer o planejamento tributário corretamente, acaba evitando gastos desnecessários

Você sabe fazer o planejamento tributário da sua empresa da melhor maneira possível? Essa é uma missão que pode não ser nem um pouco fácil, mas quando acertada, traz resultados significativos para seu negócio.

Em outras palavras, um bom planejamento tributário alcança resultados que significam economia para sua empresa. Primordialmente, é necessário entender de impostos e incentivos fiscais. No entanto, saber sobre a diminuição do pró-labore é outra dica fundamental. Acompanhe as dicas que selecionamos para o seu negócio prosperar.

Conhecendo os impostos

Em primeiro lugar, você deve conhecer muito bem os impostos que são cobrados nas operações que envolvem o seu negócio. São muitos os impostos que podem aparecer quando você emite uma nota fiscal: ICMS, IPI, COFINS, ISS, IRPJ, CSLL, dentre outros.

Não confunda sonegação com elisão

É muito importante que você entenda que a sonegação fiscal significa ocultar recolhimento de tributos. Isso é crime, passível de prisão. No entanto, é perfeitamente possível possível adotar a elisão fiscal, possibilidade legal de diminuir os encargos públicos.

Regime de tributação

Fazer um planejamento tributário estratégico inclui também traçar o melhor regime tributário que contemple o seu negócio. Dentre as opções elencadas, estão Simples Nacional, Lucro Presumido, Lucro Real e o MEI para os casos de Microempreendedores Individuais.

Você vai precisar de alguns detalhes como a região em que sua empresa está situada, bem como sua estrutura e as análises de mercado, para conseguir realizar a melhor escolha. Isso também pode estar associado à margem de lucro e à remuneração dos colaboradores: com essa informação, por exemplo, você poderá fazer um comparativo mais acentuado dentro de cada regime tributário.

Diminuição do pró-labore

Quando você faz uma alta retirada ao mês, isso significa alta alíquota do imposto de renda. Em outras palavras, se você fizer uma retirada de R$ 10 mil, precisará pagar 40% em INSS e IR.

Para evitar esse tipo de problema, você pode diminuir o valor do seu pró-labore e distribuir o que sobrar em forma de lucro, já que isso não é tributado.

Sudivisão

No caso da empresa ofertar mais de uma área de atuação profissional, como um setor de vendas e o outro de serviços, você deve considerar a ideia de realizar uma subdivisão na empresa.

Em seguida, você poderá optar por diferenciar os regimes de tributação para cada área, elegendo a maneira mais vantajosa para cada setor.

Terceirize

Quando você terceiriza, tem como consequência a dedução de tributos em cálculos de PIS e COFINS. Isso evita, por exemplo, os pagamentos de impostos pelo aumento no quadro de colaboradores.

Você também pode terceirizar algumas atividades, como na área contábil, de recursos humanos ou marketing digital, por exemplo.

Isenções e incentivos fiscais

Uma vez que o seu empreendimento apresente um enquadramento tributário adequado, considere verificar se existem incentivos ou isenções fisicais referentes à atividade que ela apresenta.

Recomendamos simular os cenários de tributação para confirmar se há casos de compensação de créditos fiscais. Ou ainda, você pode descobrir se existe a chance de se enquadrar em modalidades de incentivo.

Se interessou pelas maneiras de como realizar o seu planejamento tributário de forma mais rentável para o seu negócio? Dentre outras possibilidades, você pode considerar a terceirização de um escritório contábil. Clicando aqui, você pode consultar um dos nossos contadores e verificar as condições de parceria.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário