Skip to content

Guia: Como abrir uma empresa em Maceió?

O que você verá neste artigo:

Para empreender em Maceió, não basta apenas ter força de vontade e uma boa ideia. É necessário ter conhecimento sobre as burocracias da cidade e saber sobre a área na qual você vai empreender. Para isso, continue lendo o artigo e saiba tudo sobre o assunto!

Com disposição para aprender sobre a cidade que você irá empreender, será possível transformar os seus projetos em realidade. E para te ajudar nesta tarefa, o Abertura Simples preparou um artigo com tudo o que você precisa saber para empreender em Maceió e ter sucesso no seu negócio. Confira!

Sobre Maceió

A Capital de Alagoas, Maceió, conta com aproximadamente 1 milhão de habitantes, sendo o município mais populoso do estado. Maceió tem um setor industrial diversificado, com indústrias químicas, açucareiras e de álcool, de cimento e alimentícias. Sua economia conta também com agricultura, pecuária, e extração de gás natural e petróleo. Além disso, possui grande destaque no turismo.

maceió

Você tem o perfil para empreender em Maceió?

Para empreender é preciso imaginação e não apenas possuir a ideia inicial do negócio. É necessário ser organizado e planejado, para evitar riscos e gastos desnecessários.

Um bom empreendedor ainda tem que lidar bem com as pessoas, para ter um bom relacionamento com seus funcionários, colaboradores e clientes.

O mais importante é acreditar em si mesmo, e ter coragem para correr riscos. Dessa forma você alcançará os melhores resultados e terá sucesso no seu negócio.

Para ser um bom empreendedor, é necessário ainda:

Ter uma ideia inovadora

Se você tem alguma coisa específica que goste de fazer e acha que pode se tornar um negócio, você pode investir nisso. Trabalhar com o que ama pode ser uma opção viável para o sucesso. Busque por um diferencial, para se destacar no ramo.

Se não tiver uma ideia de negócio, faça uma lista de coisas que você acha que poderiam ser solucionadas pela sua empresa. No geral, uma empresa atua para resolver algum problema. 

Montar um plano de negócios

Com uma boa ideia para empreender em Maceió, está na hora de montar o seu plano de negócios. Através dele, você conseguirá ter uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida, além de detalhar a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.

Para desenvolver esse planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento, pagamentos de funcionários e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também sobre o público que você deseja atingir, quem serão seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

Resumo dos principais pontos do plano de negócio

Saber como precificar

Você sabe como precificar os serviços que sua empresa vai oferecer? Ele deve cobrir todos os custos de produção e distribuição, os encargos e ainda te proporcionar algum lucro. Para isso, é preciso ter um método de precificação, para te ajudar a ter praticidade no cálculo na hora da venda, e ter uma margem de um possível valor de desconto que pode ser viável oferecer.

Manter-se atualizado

Um empreendedor deve entender tudo sobre o mercado em que seu negócio está inserido. Para isso é preciso aprender e estar sempre atualizado sobre esse ramo. Faça cursos especializados, participe de eventos sobre empreendedorismo, converse com outros empreendedores. O mundo dos negócios está sempre em constante mudanças. Por isso é importante nunca deixar de adquirir conhecimento, dessa forma sua empresa nunca ficará para trás.

Quais são as principais ideias de negócios para abrir empresa em Maceió?

Caso você ainda não tenha uma ideia do tipo de negócio que abrirá, veja, a seguir, algumas ideias que você pode utilizar!

E-commerce

O e-commerce é um setor que vem crescendo ano após ano. Um estudo realizado pela Ebit/Nielsen constatou, por exemplo, que somente no primeiro semestre as vendas online cresceram 12% no Brasil, o que representa um total de R$ 26,4 bilhões.

Neste sentido, o setor pode ser uma ótima opção para quem deseja investir em algo que pode gerar um bom retorno. Lembrando que não basta apenas criar uma loja online e acreditar que isso será o suficiente. O passo a passo de abertura e administração de um e-commerce é o mesmo de uma empresa.

Alimentação

Outro setor que apresenta significativo crescimento é o de alimentação. Contudo, algo interessante que deve ser destacado é que inovar neste setor é essencial.

Por proporcionar um bom lucro, muitos empreendedores acabam criando negócios que são mais do mesmo. Diante disso, investir em algo diferente é um passo que pode proporcionar muito mais resultados.

Mercado Pet

Um dos segmentos que mais crescem no Brasil é o mercado pet. Este setor obteve um faturamento de R$ 20 bilhões em 2018. E por conta dos ótimos resultados, o mercado brasileiro de pet se tornou o segundo maior do mundo.

Além do faturamento, o Brasil alcançou este posicionamento, pois atualmente há mais animais de estimação nos lares brasileiros do que crianças, segundo o IBGE. Sendo assim, pode ser interessante investir e abrir um negócio direcionado para pets.

 Infoprodutos

Os infoprodutos são materiais educativos e que proporcionam conhecimentos valiosos para resolver problemas dos usuários. Atualmente, é comum que o cliente procure por soluções de problemas no site de buscadores.

Só que nem sempre há uma resposta que realmente auxilie. É por isso que muitos empreendedores estão investindo no desenvolvimento de infoprodutos. Eles são excelentes, pois ajudam o consumidor a obter novos conhecimento e resolver problemas.

Como desenvolver um bom planejamento para abrir empresa em Maceió com segurança?

Um relatório do Sebrae, de 2014, constatou que um dos principais motivos para a falência das empresas é a falta de planejamento prévio.

“Ao abrir a empresa, parte dos empreendedores não levantou informações importantes sobre o mercado”, explica o relatório. “Mais da metade não realizou o planejamento de itens básicos antes do início das atividades da empresa”.

Diante disso, é fundamental que o empreendedor se dedique ao planejamento do seu negócio. Por isso, decidimos explicar alguns pontos interessantes. Veja a seguir!

Análise de mercado

A análise permite determinar o quanto é atrativo um mercado para a atuação da empresa. Isso pode ser feito por meio da análise SWOT, técnica que possibilita definir as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças que a empresa irá enfrentar.

A partir dessas informações, o empreendedor conseguirá compreender se o seu negócio, de fato, pode prosperar no mercado em que deseja atuar.

Viabilidade

Imagine que você tem uma ideia realmente interessante, só que quando aplicada a realidade não faz nenhum sucesso. Ou então, você poderia ter uma boa ideia só que para colocar em prática seria necessário investir um recurso muito alto, e que você talvez não tenha atualmente.

Nesse sentido, a viabilidade é essencial, pois permite testar sua ideia e aperfeiçoar o produto/serviço.

Nome

O nome da sua empresa precisa refletir o produto ou serviço com que ela trabalha e o seu propósito no mercado.

Além disso, é importante que seja memorizado com simplicidade e tenha impacto no público-alvo.

Algumas dicas interessantes para escolher o bom nome são: faça uma lista de todas as ideias de nome, escolha as opções mais interessantes, questione seu público se o nome realmente é bom e avalie com sua equipe.

Planejamento estratégico

Quando conceituamos um termo, nada melhor do que contar com a ajuda de especialistas. Peter Drucker, autor do livro Introdução à Administração, define que planejamento estratégico é um processo contínuo e que permite o maior conhecimento possível do futuro.

“[Para] tomar decisões atuais que envolvam riscos; organizar sistematicamente as atividades necessárias à execução destas decisões e, através de uma retroalimentação organizada e sistemática, medir o resultado dessas decisões em confronto com as expectativas alimentadas”, explica.

Recursos necessários

Após desenvolver o planejamento, é hora de colocar no papel o valor do investimento inicial. Avalie quanto você tem e o quanto será necessário. É essencial fazer um planejamento detalhado, ou seja, especificar todo material, máquinas, custos com contratação de colaboração etc.

Localização

O local determinará, em grande parte, o sucesso do negócio. Diante disso, a escolha deve ser estratégica. Algumas questões fundamentais para pensar são: movimentação, se o público-alvo está na região, segurança etc.

Plano de marketing

Criar um plano de marketing é realmente algo benéfico para empresas que querem crescer, mensurar resultados e atuar de forma estratégica. O documento permite aumentar as vendas, melhorar o posicionamento da marca e ainda fidelizar os clientes.

Todavia, os benefícios só poderão ser observados se o plano for desenvolvido com qualidade.

Algumas questões que não devem faltar são: análise do ambiente, público-alvo, definição da marca, posicionamento da marca no mercado, objetivos e metas, estratégias, implementação das estratégias, mensuração dos resultados.

Quais são os principais passos burocráticos para abrir empresa em Maceió?

Após colocar em prática todas as recomendações de planejamento para abrir seu negócio, chegou o momento de tirar o seu sonho do papel.

Nesta etapa, você terá que lidar com os processos burocráticos para que sua empresa atue de forma legal. Vamos lá?

Escolha a natureza jurídica do seu negócio

Para escolher a natureza jurídica do seu negócio será necessário conversar com um contador. Por meio de uma análise da perspectiva de faturamento mensal, a atividade que a empresa exercerá e se terá sócios, ele definirá a melhor natureza para a empresa.

É fundamental enquadrar sua empresa de forma adequada, pois isso impactará nos tipos e valores de tributos que você pagará. Veja abaixo algumas opções:

  • Microempreendedor individual (MEI): É uma empresa constituída por uma pessoa que deseja se formalizar como pequeno empresário trabalhando por conta própria. O regime surgiu com a Lei Complementar nº 128/08 e sua proposta é de formalizar trabalhadores autônomos e empreendedores individuais. Para se formalizar como MEI, é necessário ter um faturamento máximo de até R$ 81 mil por ano;
  • Empresário Individual: Uma única pessoa constitui a empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. É a pessoa física titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome. O faturamento anual do empresário individual pode chegar até R$360 mil.
  • Sociedade Limitada Unipessoal: Por meio dessa modalidade, o empresário pode abrir uma empresa sem sócio. Além disso, não precisa de um capital mínimo e não terá seu patrimônio pessoal comprometido em caso de prejuízo da empresa.
  • Sociedade Limitada: É aquela que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços. Inclui-se toda empresa que contribui com moeda para formação de capital social e realização da constituição empresarial. A Sociedade Limitada também possui separação jurídica dos bens.
  • Sociedade Anônima: Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim se dividem em ações. Essas ações podem ser transacionadas livremente. Neste caso, não é necessário nenhum contrato social ou outro ato oficial como nas sociedades limitadas.
  • Sociedade Simples (SS): Exploram atividades de prestação de serviços decorrentes de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comércio, e sim desempenhar suas profissões. Exemplo: contadores, advogados, cooperativas e representações comerciais.

Defina o regime tributário ideal para o negócio

No Brasil, há três regimes tributários disponíveis. A escolha deverá ser feita com uma consulta com um contador, pois ele saberá definir o regime mais adequado para determinado tipo de empresa. As opções disponíveis são:

  • Simples Nacional: Regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicável às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, previsto na Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006”. O Simples Nacional conta com uma porcentagem de imposto de 4%;
  • Lucro Presumido: É uma forma de tributação simplificada para determinação da base de cálculo do Imposto de Renda – IRPJ, e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido – CSLL das pessoas jurídicas”. O regime conta com uma porcentagem de arrecadação de imposto de 16%;
  • Lucro Real: Regra geral para a apuração do Imposto de Renda (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) da pessoa jurídica. Ao mesmo tempo em que é o “regime geral” também é o mais complexo. Neste regime, o imposto de renda é determinado a partir do lucro contábil, apurado pela pessoa jurídica, acrescido de ajustes (positivos e negativos) requeridos pela legislação fiscal”, explica o portal tributário.

Defina o nome da sua empresa

Após escolher o nome da empresa, o empreendedor irá à Junta Comercial para realizar uma pesquisa e verificar se, de fato, o nome está disponível.

A solicitação é feita por meio de um formulário fornecido pela Junta no qual o empreendedor poderá verificar a disponibilidade de três nomes.

Caso um esteja disponível, será necessário realizar o registro da marca no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

É relevante destacar que, dependendo do tipo jurídico da empresa, o nome comercial poderá ser registrado de três maneiras:

  • Firma individual: nome comercial é o mesmo nome do proprietário e pode ser, ou não, a especificação da atividade. Exemplo: Luan Dias Engenharia.
  • Denominação: nome da empresa que consta a atividade e o tipo jurídico. Exemplo: Luan Dias Engenharia LTDA.
  • Razão social: utilização dos nomes dos sócios. Exemplo: Silva e Dias LTDA.
  • Viabilidade com a prefeitura

Antes de emitir o CNPJ, será necessário fazer a viabilidade com a prefeitura. Isso significa que será necessário informar a atividade que será realizada, apresentar o IPTU do local onde a atividade será exercida. Com isso, é possível verificar se o local tem condições para receber as atividades da empresa.

abra a sua empresa

Desenvolva e registre o contrato social

O contrato social é como uma certidão de nascimento da empresa. É o item mais importante no processo de abertura de um negócio. Ele definirá todas as obrigações e direitos da empresa.

Diante disso, segundo o Código Civil, o empreendedor precisará definir no desenvolvimento do contrato social os seguintes itens: interesse das partes, finalidade e objetivo do negócio, descrição do tipo de sociedade e como serão definidas as cotas.

Além disso, o contrato deverá conter a assinatura de um advogado para que tenha validade. Após o desenvolvimento do documento, será necessário ir à Junta Comercial para registrar o mesmo. Será necessário ainda apresentar alguns documentos, como:

  • Contrato Social ou Declaração de Empresa Individual – assinado em três vias;  
  • cópia autenticada do RG e CPF dos sócios;      
  • Requerimento Padrão (Capa da Junta) em uma via; cópia autenticada do RG do elaborador do contrato; 
  • cópia autenticada da OAB, quando necessário; 
  • pagamento das guias através de GRP e DARF.

Após o registro na Junta Comercial, o empreendedor terá o número de identificação de registro da empresa (NIRE) que deverá ser fixada no contrato. Além disso, também já terá o CNPJ.

Abrir uma conta bancária jurídica

O empreendedor precisará obrigatoriamente abrir uma conta bancária jurídica. O declarado deverá ser depositado nesta conta. É importante destacar que ele só poderá ser utilizado para uso da empresa.

Inscrição municipal

A inscrição municipal será necessária para conquistar o Cadastro de Contribuintes Mobiliários (CCM) e senha web. Eles são ideias para liberar emissão de nota.

Cadastro na Caixa economia

Este passo é obrigatório para todas as empresas. Isso porque a empresa precisará depositar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviços (FGTS) sobre a remuneração paga aos seus empregados.

Faça o cadastro na previdência social

A previdência social define que “todas as pessoas físicas ou jurídicas, consideradas ou equiparadas como empresas pela legislação previdenciária, estão obrigadas a matrícula, que se caracteriza como o ato de cadastramento para identificação do contribuinte na SRP (Secretaria da Receita Previdenciária)”.

Diante disso, o empreendedor precisará cadastrar sua empresa. O processo pode ser feito pela internet ou nas agências da previdência social. Isso deve ser feito em um prazo de até 30 dias após a emissão do CNPJ.

Faça a inscrição estadual

Empresas que exercem atividades de indústria ou comércio precisam emitir a inscrição estadual. O processo é realizado na Secretaria de Fazenda do Estado e permite que a empresa se cadastre como contribuinte do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS).

É preciso mencionar que em muitas cidades a inscrição pode ser feita junto com a do alvará de funcionamento. Caso não seja o caso da sua cidade, você precisará reunir os seguintes documentos para emitir a inscrição:

  • Comprovante de endereços dos sócios, cópia autenticada ou original;
  • Certidão de casamento e cópia autenticada do RG e CPF do cônjuge e filhos menores;
  • Cópia autenticada do contrato de locação do imóvel ou escritura pública do imóvel; – quando for o caso;
  • RG e CPF dos sócios;
  • Cópia do alvará de licença;
  • Cópia do contrato social; Cópia do CNPJ.

Obtenha o alvará de funcionamento

O alvará de funcionamento é o documento que permite que uma empresa desempenhe suas atividades em determinado local.

O alvará é emitido pela Prefeitura, Administração Regional ou Secretaria Municipal da Fazenda. Os documentos necessários para obter o alvará de funcionamento são: 

  • Planta do imóvel onde você pretende abrir seu negócio;
  • Cópia do recibo do IPTU pago;
  • CPF e RG, originais ou cópias, da pessoa responsável pelo negócio;
  • Cadastro do Contribuinte Mobiliário, ou CCM, obtido na Secretaria das Finanças;
  • O Setor, Quadra e Lote – também chamado de SQL – do imóvel;
  • Declaração de atividade: para que você usará o imóvel e qual área será destinada aos consumidores;
  • Certificado de conclusão de imóvel recém-construído.

Emita o alvará sanitário

Toda empresa que produz, manipula, comercializa ou transporta produtos e serviços que tenham influência na saúde humana, precisam do alvará sanitário.

O documento tem como objetivo determinar que uma empresa atue atendendo todas as exigências da Agência Nacional de Vigilância e Saúde (ANVISA).

O alvará sanitário deve ser solicitado na Secretaria Municipal de Saúde. Para isso, será necessário reunir os seguintes documentos: cópia do contrato social, cópia do CNPJ e cópia do atestado de viabilidade (aprovado na consulta comercial).

As principais dúvidas sobre abrir empresa em Maceió

Agora que você já conhece todo o processo necessário para abrir empresa, é possível que tenham surgido algumas dúvidas. Diante disso, decidimos responder as mais comuns:

Quanto tempo demora para abrir empresa em Maceió?

Assim que toda a documentação for acertada, as informações são enviadas para a Receita Federal e a Junta Comercial e é iniciado o processo de abertura.

A aprovação leva de 3 a 5 dias úteis após o envio, significando que você já terá o número do CNPJ. Porém, para emitir notas, é necessário realizar um cadastro na Rede Simples.

Porém, para abrir empresa, é necessário também realizar a Análise Prévia da Viabilidade de Localização. Essa análise é feita para determinar se a empresa pode ou não utilizar determinado imóvel para determinado comércio.

Algumas pessoas escolhem um local que desejam se instalar, investem neste imóvel, e só depois descobrem que não podem atuar ali.

É muito tempo e dinheiro perdido, sendo que se contassem com o apoio de um profissional ligado nessa área, evitariam esse transtorno. Por isso, não se esqueça de fazer o pedido de Análise Prévia de Viabilidade do local.

Quanto custa abrir empresa em Maceió?

Saiba que o valor dependerá muito do escritório de contabilidade e da cidade na qual está localizado. No entanto, é interessante destacar que o valor pode variar de zero a R$1.200.

Quais são os documentos para abrir empresa em Maceió?

Os documentos necessários para dar início ao processo de abrir empresa são simples. Veja a seguir!

Para os sócios

1 cópia simples do comprovante de residência de cada um; 

2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada; e 

1 cópia da folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.

Para a empresa

2 cópias simples do IPTU do Imóvel; e 

2 cópias do Contrato de Locação ou Compra e Venda.

Preciso de contador para abrir empresa em Maceió?

Sim. O profissional será responsável por realizar todo o processo de forma rápida e segura. No entanto, é importante encontrar um bom escritório. Abaixo listamos algumas dicas.

Bom atendimento

Com toda a tecnologia que temos disponível atualmente, as respostas devem ser cada dia mais rápidas e precisas. Por isso, o escritório que você escolher deve estar pronto para atendê-lo a qualquer momento.

A recomendação é que você avalie todos os canais de comunicação do escritório como e-mail, site, redes sociais e telefones. A velocidade, disponibilidade, cordialidade e atendimento devem ser fatores significativos antes de fechar negócio.

Dizem que a escolha de um contador para uma empresa é como escolher um médico para sua família. Ou seja, é necessário estabelecer um laço de confiança de longa duração. Por isso, é essencial que seu escritório também ofereça uma boa relação com os profissionais.

Infraestrutura

É importante analisar se o escritório de contabilidade está oferecendo a infraestrutura necessária para atender a sua demanda. Isso diz respeito tanto a tecnologia do escritório, quanto a quantidade de funcionários que eles podem oferecer.

Existem desde escritórios com apenas um contabilista responsável até gigantescas firmas com dezenas de empregados. Você pode avaliar a organização do espaço, o clima organizacional, a relação dos funcionários. Assim, é possível entender qual a melhor opção para sua empresa.

Competência técnica

É fundamental ser atendido por profissionais capacitados e experientes, que se mantenham frequentemente atualizados principalmente a respeito das legislações tributárias e trabalhistas. Além disso, é essencial que essa competência esteja ligada à capacidade de resolução de problemas e definição de conceitos (e como aplicá-los).

O cliente não precisa ser especializado em assuntos tributários e trabalhistas, mas o contador sim. Além disso, ele deve simplificar os conceitos e os termos para melhor compreensão do cliente.

Para ter certeza da competência técnica de um escritório, você pode entrar em contato com o profissional e ter uma conversa sobre as principais dificuldades do empreendimento. A partir disso, peça também atualizações periódicas e materiais sobre seu segmento, medindo a profundidade de conhecimento desse profissional.

Relação custo x benefício

Assim que você identificar quais são as reais necessidades de sua empresa, busque por um profissional contábil que seja especializado no seu ramo. Em seguida, peça um orçamento e avalie a qualidade das atividades executadas na proporção do preço pelo qual o serviço é cobrado.

É importante ressaltar que os profissionais com maior competência e conhecimentos específicos podem cobrar mais por seus serviços, mesmo que tenham uma estrutura menor. Isso porque a segmentação e especialização em nichos faz com que o escritório apresenta soluções eficazes para determinados problemas.

Da mesma forma que uma empresa pode cobrar mais barato por um produto, como é o caso dos escritórios de contabilidade que prestam serviços básicos, como pagamento de impostos em dia etc.

Localização

O ideal é que o escritório esteja numa localização próxima e de fácil acesso da empresa em Maceió. Quando o escritório atua na mesma cidade, fica muito mais fácil realizar reuniões e visitas pessoais para verificar sua estrutura funcional, seus representantes e a dinâmica.

Dessa forma, é possível economizar tempo e manter uma boa frequência de reuniões, que se aconselha que seja no mínimo mensal. Não só pelo deslocamento, é importante ter um escritório de contabilidade na mesma cidade também pelo fato de que a legislação contábil e as obrigações tributárias podem ser diferentes de uma cidade para outra.

Em alguns casos, as empresas encontram complicações com o IPTU e o ISS, além dos impostos municipais. Se o escritório estiver em outro município, isso se tornará ainda mais difícil.

Abertura Simples

Abertura Simples conta com parceria com escritórios de contabilidade no Maceió que realizam todo esse processo para você que deseja abrir uma empresa na região. Assim, você pode realizar seu sonho de forma rápida, simples, segura e sem dores de cabeça.

Entre em contato com nossos representantes e saiba como ter o auxílio de um escritório de contabilidade para sua empresa em Maceió!

Baixe o e-book “Como abrir uma empresa”

Vai abrir uma empresa em Maceió, mas não sabe por onde começar? Saiba que esse é um processo bem burocrático. São exigidos o cumprimento de diversas exigências. Mas, não desanime, o Abertura Simples desburocratiza o processo para você! Faça o download grátis do e-book “Como abrir uma empresa? Manual Completo” e tenha acesso exclusivo ao passo a passo de como abrir uma empresa. Baixe agora mesmo, é grátis!

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!