Skip to content

Inscrição estadual: entenda o que é e como fazer

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Emitida pela Secretaria da Fazenda, a Inscrição estadual visa formalizar o negócio junto com a Receita Federal. Entenda mais sobre o assunto neste artigo!

Abrir uma empresa no Brasil exige diversos processos burocráticos. Um deles é a Inscrição estadual (IE), que é emitida pela Secretaria da Fazenda, e visa formalizar o negócio junto com a Receita Federal. No entanto, poucos empreendedores realmente entendem o que significa o documento. Por isso, decidimos explicar mais sobre o assunto. Vamos lá?

O que é inscrição estadual?

A inscrição é um registro da empresa no cadastro do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e permite que o negócio possa comercializar produtos e serviços que necessitem de repasse de mercadoria.

Ocorre que todas as empresas que atuam com repasse de mercadoria precisam pagar o imposto de ICMS. Só que para realizar o pagamento é necessário ter um cadastro de Inscrição Estadual. Sendo assim, o registro, composto por diversos números e muito parecido com o CNPJ, é essencial.

Para que serve a inscrição estadual?

A inscrição estadual serve para que o governo consiga calcular a quantidade de impostos que a empresa precisará pagar por cada venda realizada. Sendo assim, serve para que o governo consiga ter um controle maior sobre a circulação de produtos e serviços no Brasil e impeça que haja sonegação tributária.

Que tipo de empresa precisa da inscrição?

Algumas empresas são obrigadas a emitir a inscrição. Por exemplo, se sua empresa atua como comércio, indústria, prestadores de serviços de energia e comunicação, você necessariamente precisará conquistar o registro para atuar conforme as leis vigentes no Brasil.

Empresas, como, banco, hospitais e laboratórios, por exemplo, não precisam da inscrição. Entretanto, se a empresa prestar serviços e vender produtos será necessário ter a Inscrição Estadual.

Como fazer a inscrição?

Em muitos estados, a Inscrição Estadual pode ser solicitada, junto com o CNPJ, pela internet. Só que o processo pode variar de estado para estado. Sendo assim, a recomendação é que você verifique o processo no site da Secretaria da Fazendo do seu estado.

É importante mencionar que, geralmente, a emissão do alvará de funcionamento exige a Inscrição Estadual. A recomendação, para que o empreendedor consiga realizar todos os processos de abertura e legalização da empresa com eficiência, é contar com a ajuda de um contador.

O profissional tem conhecimento específico em abertura de empresa. Por isso, consegue realizar todos os processos com mais agilidade e o empreendedor não precisará se preocupar com nada. 

Como encontrar um bom contador?

O ideal é fazer uma boa pesquisa, buscando também referências e avaliar os preços e serviços oferecidos. Abaixo compartilhamos alguns passos essenciais para que você, empreendedor, consiga escolher um bom escritório de contabilidade.

Passo 1 – Analise o atendimento

Com toda a tecnologia que temos disponível atualmente, as respostas devem ser cada dia mais rápidas e precisas. Por isso, o escritório que você escolher deve estar pronto para atendê-lo a qualquer momento.

A recomendação é que você avalie todos os canais de comunicação do escritório como e-mail, site, redes sociais e telefones. A velocidade, disponibilidade, cordialidade e atendimento devem ser fatores significativos antes de fechar negócio.

Dizem que a escolha de um contador para uma empresa é como escolher um médico para sua família. Ou seja, é necessário estabelecer um laço de confiança de longa duração. Por isso, é essencial que seu escritório também ofereça uma boa relação com os profissionais.

Passo 2 – Verifique a infraestrutura

É importante analisar se o escritório de contabilidade está oferecendo a infraestrutura necessária para atender a sua demanda. Isso diz respeito tanto a tecnologia do escritório, quanto a quantidade de funcionários que eles podem oferecer.

Existem desde escritórios com apenas um contabilista responsável até gigantescas firmas com dezenas de empregados. Você pode avaliar a organização do espaço, o clima organizacional, a relação dos funcionários. Assim, é possível entender qual a melhor opção para sua empresa.

Passo 3 – Questione a competência técnica

É fundamental ser atendido por profissionais capacitados e experientes, que se mantenham frequentemente atualizados principalmente a respeito das legislações tributárias e trabalhistas. Além disso, é essencial que essa competência esteja ligada a capacidade de resolução de problemas e definição de conceitos (e como aplicá-los).

O cliente não precisa ser especializado em assuntos tributários e trabalhistas, mas o contador sim. Além disso, ele deve simplificar os conceitos e os termos para melhor compreensão do cliente.

Para ter certeza da competência técnica de um escritório, você pode entrar em contato com o profissional e ter uma conversa sobre as principais dificuldades do empreendimento. A partir disso, peça também atualizações periódicas e matérias sobre seu segmento, medindo a profundidade de conhecimento desse profissional.

Passo 4 – Verifique a relação custo x benefício

Assim que você identificar quais são as reais necessidades de sua empresa, busque por um profissional contábil que seja especializado no seu ramo. Em seguida, peça um orçamento e avalie a qualidade das atividades executadas na proporção do preço pelo qual o serviço é cobrado.

É importante ressaltar que os profissionais com maior competência e conhecimentos específicos podem cobrar mais por seus serviços, mesmo que tenham uma estrutura menor. Isso porque a segmentação e especialização em nichos faz com que o escritório apresente soluções eficazes para determinados problemas.

Da mesma forma que uma empresa pode cobrar mais barato por um produto, como é o caso dos escritórios de contabilidade que prestam serviços básicos, como pagamento de impostos em dia etc.

Passo 5 – Veja se a localização é adequada

O ideal é que o escritório esteja numa localização próxima e de fácil acesso da empresa. Quando o escritório atua na mesma cidade, fica muito mais fácil realizar reuniões e visitas pessoais para verificar sua estrutura funcional, seus representantes e a dinâmica.

Dessa forma, é possível economizar tempo e manter uma boa frequência de reuniões, que se aconselha que seja no mínimo mensal. Não só pelo deslocamento, é importante ter um escritório de contabilidade na mesma cidade também pelo fato de que a legislação contábil e as obrigações tributárias podem ser diferentes de uma cidade para outra.

Em alguns casos, as empresas encontram complicações com o IPTU e o ISS, além dos impostos municipais. Se o escritório estiver em outro município, isso se torna ainda mais difícil.

Agora que você já sabe o que é a Inscrição Estadual, como fazer o cadastro e ainda como encontrar um contador, que tal receber a indicação de um escritório de confiança e próximo da sua localidade?

O Abertura Simples é um portal que conecta empreendedores, que querem abrir empresa, com contadores experientes. Para receber a indicação, basta clicar no botão abaixo!


Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário