Skip to content

Saiba quais são os 6 tipos de startups, segundo um especialista

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Poucas pessoas sabem, mas há, pelo menos, 6 tipos de startups. É interessante conhecer cada uma, pois elas exigem estratégias diferentes. Entenda!

Entender os tipos de startups é interessante, pois cada um determina uma estratégia, modelo de equipe e rentabilidade. Steve Blank, autor de diversos livros e especialista em empreendedorismo, define que há seis tipos de startups. Abaixo listamos cada uma delas.

Mas antes, você realmente sabe o que é uma startup?

Há muitas definições sobre o que é o conceito. Contudo, alguns especialistas concordam que uma startup é um negócio inovador que tenta, por meio de seus produtos ou serviços, resolver algum problema.

“Uma startup é um modelo de empresa jovem em fase de construção de seus projetos, que está vinculada fortemente à pesquisa, investigação e desenvolvimento de ideias inovadoras, no qual se encontra um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza”, explica Yuri Gitahy, fundador da Aceleradora e conselheiro da Associação Brasileira de Startups (Abstartups).

Entenda quais são as características de uma startup

Para ser uma startup, é essencial que o negócio tenha algumas características. Algumas fundamentais são:

  • Inovação
  • Flexibilidade
  • Escalabilidade
  • Replicabilidade

Conheça quais são os 6 tipos de startups, segundo o especialista Steve Blank

1. Small-business: este modelo nasce por meio da necessidade de sobrevivência do empreendedor. Geralmente, ele tira o investimento da sua própria economia. Mais conhecido como empreendedorismo por necessidade, o modelo é fundamental para alavancar a economia local.

2. Lifestyle: o nome é dado porque os fundadores empreendem por amor e fazem dos seus negócios um estilo de vida, ou seja, eles respiram suas ideias e realmente acreditam nelas.

3. Scalable: nasceram para dar certo. Seus fundadores, desde o início, desenvolvem o modelo do negócio de forma escalável. É comum sejam financiadas com capital de risco e tenham investidores.

4. Social: são negócios que visam o bem-estar social. Eles têm como missão resolver algum problema para promover a igualdade em diferentes âmbitos. Um exemplo deste modelo é o Chef Refugiados que ajuda refugiados a se tornarem chefes de cozinha.

5. Buyable: o objetivo delas é serem vendidas no futuro. São inovadoras e, geralmente, precisam de investimentos. São aquelas empresas que criam algo inovador e logo passam a ideia para outro dono.

6. Large-company: são empresas grandes, mas que precisam, constantemente, se reinventar para não perderem competitividade. Por exemplo, nesta categoria, entram empresas, como o Google e o Facebook.

Entendeu quais são os tipos de startups? Esperamos que sim! Acreditamos que você tenha chegado até aqui, pois tem interesse em entender mais sobre este tipo de negócio e até tenha o sonho de abrir a sua startup. Se este realmente for o seu caso, recomendamos que você continue sua leitura com o nosso artigo “Saiba como abrir uma Startup e tire sua ideia do papel!

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores. Baixe agora mesmo o Manual Completo Para Começar Seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário