Benchmarking Contábil: uma ferramenta valiosa para seu escritório

Quer saber como utilizar a ferramenta de Benchmarking Contábil? Continue lendo:

Muitas empresas tem apostado em métodos novos para crescer e de fato, diversos negócios apostam em estratégias que funcionam e mudam até mesmo seu patamar. Mas aposto que você já se perguntou como elas fazem isso e se isso funcionaria dentro de um escritório de contabilidade.

Pois bem, a ação de buscar outros negócios similares para serem utilizados como referência é considerada uma ferramenta conhecida como Benchmarking e ao utilizá-la, é possível saber como está seu escritório em relação a concorrência do mercado que está inserido.

Para saber se o que está sendo feito dentro de seu escritório de contabilidade está funcionando ou não, ou se você poderia estar fazendo algo diferente, é necessário procurar pelas melhores práticas de mercado.

Benchmarking Contábil é fundamental

O que é Benchmarking

Para colocar em prática essa ferramenta, é necessário entender mais sobre ela. Ela vem da palavra “Benchmark” que significa algo similar a buscar por referências. Ou seja, quando colocada em prática, é possível encontrar os melhores modelos de negócio para se basear e trazer para dentro de seu escritório contábil.

O principal objetivo benchmarking é encontrar entre os principais concorrentes, qual é o melhor e tentar alcançar o mesmo nível, criando um nível de superioridade ou uma vantagem competitiva. Através de pequisas, é possível enxergar novos parâmetros que podem ajudar a orientar uma nova atuação e buscar fazer um novo planejamento.

Essa ferramenta deve ser utilizar para auxiliar no crescimento e desenvolvimento do escritório contábil, pois permite ter uma visão mais clara sobre como está seu posicionamento em relação a outros, mas sempre tentando manter o máximo de integridade e originalidade que a organização sempre têm.

Nem sempre tudo que a concorrência faz é o ideal para o seu negócio.

Para aplicar essa ferramenta de maneira correta, é necessário entendê-la completamente, comparar é necessário mas não é tudo que deve ser feito. É necessário fazer uma análise aprofundada dos escritórios contábeis e assim começar a monitorar esse mercado no intuito de entender como eles se comportam e dessa maneira gerar feedbacks para saber se isso está funcionado.

benchmarking contábil

Como fazer Benchmarking Contábil

Para que seja implementado da melhor maneira possível, de acordo com o que seu negócio disponibiliza, é necessário seguir os seguintes passos:

Planejamento

Inicialmente é necessário fazer uma análise interna e entender minuciosamente os processos internos e entender quais são os pontos que seu escritório está acertando e onde é possível fazer uma melhora.  Em seguida, começar a planejar e buscar empresas que são sinônimos de excelência, podendo assim entender onde buscar as referências ideais.

Coletar e analisar os dados

Após o planejamento, é necessário traçar uma estratégia para captura de dados relevantes, pensando em como trazer as informações até você, geralmente você pode fazer até mesmo uma parceria para ter acesso a isso selecionando pelo menos três concorrentes que você gostaria de monitorar.

Em seguida, é necessário analisar e comparar tudo o que foi levantado e saber como a concorrência está agindo e o que de fato serve para o seu negócio.

Plano de ação

Para colocar em prática, é necessário colocar metas para melhorar o alcance, projetando adequadamente os níveis de desempenho que a empresa deseja alcançar e assim, implementar ações específicas e focadas no crescimento do negócio para se adaptar a isso.

Reavaliação

É necessário passar por um processo de reavaliação constante, tomando por base o que de fato funcionou e tentar melhorar cada vez mais a partir disso.

Tipos de Benchmarking Contábil

Existem cinco tipos de benchmarking para serem utilizados no momento de que decidem aplicar a ferramenta, são eles:

  • Benchmarking Interno: Visa melhorar as práticas de dentro do escritório, analisando setores que tem uma melhor performance e tentando aplicar para o resto.
  • Benchmarking Competitivo: É um tipo mais difícil, já que visa competir diretamente com concorrentes diretos, medindo  funções, métodos e características básicas com o intuito de superá-las.
  • Benchmarking Funcional: Busca comparar o processo de trabalho em outros escritórios, mas com nichos diferentes.
  • Benchimarking de cooperação: Ocorre quando dois negócios estabelecem uma parceria e decidem compartilhar informações sobre seus processos.
  • Benchmarking genérico: Escritórios de contabilidade quem tem nichos semelhantes, mas querem comparar como realizam os mesmo processos em diferentes momentos.

Conclusão

Para aplicar o benchmarking em seu escritório é necessário entender como fazer e como diferenciar seus tipos, para obter sucesso com a ferramente. Sempre importante lembrar que nem tudo que funciona em um negócio, poderá funcionar igualmente no seu, por isso, é necessário analisar corretamente.


Conseguiu entender mais sobre a utilização do benchmarking contábil? Comente e continue sempre atento aos novos conteúdos do Abertura Simples.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Guia de Vendas na Contabilidade

Faça como mais de 30 mil contadores. Baixe agora mesmo o Guia de Vendas na Contabilidade e começe a tracionar seu escritório hoje mesmo.

No comment yet, add your voice below!


Deixe uma resposta