Skip to content

Calcule a carga horária de trabalho dos seus funcionários

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Iniciou recentemente a jornada empreendedora e acaba de contratar funcionários, mas não sabe como calcular a carga horária de trabalho? Entenda como fazer o cálculo!

Novos empreendedores acabam lidando com muitas questões que antes não tinham conhecimento, como é o caso do processo de calcular a carga horária de trabalho. Sabemos que, atualmente, há muitos softwares que realizam o processo. No entanto, eles acabam exigindo alto investimento e os pequenos empreendedores, em muitos casos, não têm os recursos necessários.

Por isso, é interessante saber realizar manualmente o cálculo da carga horária de trabalho. Pensando em ajudar nossos leitores, decidimos compartilhar algumas dicas. Confira!

Entenda o conceito de carga horária de trabalho

A carga horária é o tempo que o colaborador está disponível para uma empresa. Conhecida também como jornada de trabalho, ela é definida pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Segundo a lei, o limite máximo de trabalho por dia é de oito horas por dia e 44 horas semanal. Caso haja horas a mais de trabalho, o empreendedor deve calcular como hora extra. Lembrando que, de acordo com a lei, o colaborador não pode cumprir mais do que duras horas extras por dia.

Importância de calcular a carga horária de trabalho

Pode até parecer algo banal, mas não é. O calcula da carga horária de trabalho é fundamental para que o empregador consiga ter um controle maior sobre a eficiência dos seus colaboradores e ainda possa atuar conforme estabelece a lei.

Além disso, sabendo as horas que devem trabalhar, os colaboradores podem se organizar melhor em seu cotidiano e executar as tarefas com mais produtividade. Sendo assim, é essencial que o empregador saiba destas vantagens e tenha um controle sobre quantas horas os funcionários devem trabalhar.

Veja quais são as formas de contratação

Antes de explicar como realizar, de fato, o cálculo da carga horária de trabalho, é interessante que o empregador saiba que existem algumas modalidades de contratações que podem impactar no cálculo. Basicamente, há quatro modalidades que tem horário de trabalho diferenciado e algumas características que impactam no cálculo final. Abaixo explicamos cada uma delas.

Jornada parcial: conhecida como meio período, na jornada parcial o colaborador tem os mesmos direitos trabalhistas de quem trabalha oito horas. Desta forma, ele pode fazer horas extras e também tem direito a 30 dias de férias.

Jornada home office: a modalidade atende profissionais que trabalham em casa para uma empresa. A jornada pode ser integral (completamente em casa) ou parcial (apenas alguns dias em casa e outras na empresa) e é acordada entre o empregador e o empregado por meio de um contrato.

Jornada 12 x 36: a CLT prevê que uma empresa pode contratar um colaborador para trabalhar por 12 horas por dia. Contudo, a lei define que o empregador precisará conceder 36 horas de descanso.

Jornada de trabalho intermitente: criada para legalizar os profissionais que atuam esporadicamente, por exemplo, somente nos fins de semana, a jornada intermitente permite que o empregador possa contratar o colaborador com carteira assinada e com benefícios trabalhistas.

Aprenda como calcular a carga horária de trabalho

Não é um bicho de sete cabeças, fique tranquilo (a). Você precisará, apenas, pegar uma caneta, um papel e entender algumas informações essenciais. Por exemplo, é essencial que você saiba que o trabalhador deve atuar 44 horas semanais e 220 horas mensais.

Sabendo disso, você precisará de uma folha de ponto, na qual o colaborador deve colocar, todos os dias, qual horário entrou e saiu da empresa bem o horário de almoço. Com as informações da folha de ponto, é hora de realizar o calcula da carga horária de trabalho. Vamos lá?

Supondo que o colaborador tenha os seguintes dados em sua folha de ponto:

Entrada: 8 horas.

Saída para horário de almoço: 12 horas.

Volta do horário de almoço: 13 horas.

Saída: 17 horas.

Será necessário primeiro subtrair o horário do bloco um (entrada e horário de saída para o almoço). No exemplo, o colaborador trabalhou quatro horas. Já no segundo bloco, será necessário subtrair o horário da volta do almoço e com a saída.

Neste caso, ficaria quatro horas. Somando os dois blocos, temos um total de carga horária de trabalho de oito horas. Lembrando que o horário de almoço não é calculado como horas de trabalho.

Saiba como ter um maior controle da carga horária de trabalho dos colaboradores

Há diferentes métodos de controle de carga horária de trabalho. Por isso, é interessante que cada empresa veja qual a opção que melhor se adapta a sua realidade. Para ajudar na escolha, decidimos explicar um pouco mais sobre os principais.

Folha de ponto: o método mais clássico e de baixo orçamento é a folha de ponto. Neste caso, o departamento de Recursos Humanos (RH) entrega mensalmente uma folha para os colaboradores e eles devem anotar, diariamente, os horários de entrada, saída e almoço.

Cartão de ponto: neste método, a empresa disponibiliza um cartão magnético para que os colaboradores entrem e saiam da empresa. O cartão é passado em uma catraca ou em um equipamento de folha de ponto e, com isso, a empresa consegue computar os horários de entrada e saída.

Biometria: o método funciona, justamente, como o cartão de ponto. Contudo, o colaborador usa sua biometria para computar seu horário de entrada e saída.

Agora que você já sabe como calcular a carga horária de trabalho, é interessante que você se aprofunde em outros temas relativo ao departamento de RH, pois isso poderá mais segurança para a sua empresa. Nossa recomendação é que você leia nosso artigo “Terceirizar a folha de pagamento é um bom negócio?”.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário