Skip to content

Aqui está o passo a passo sobre como emitir nota fiscal eletrônica

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Saber como emitir nota fiscal eletrônica é fundamental para qualquer empreendedor. Neste artigo, ensinaremos o passo a passo. Confira!

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) foi lançada após a implementação de novas tecnologias pelo Fisco. Basicamente, ela é a versão eletrônica da antiga nota fiscal de papel. Seu objetivo é registrar operações mercantis em tempo real e enviar as informações para a Secretária da Fazenda.

Além de ser um comprovante e um direito do consumidor, a nota também facilita o controle de entrada e saída dos impostos pagos e do faturamento.

Diante disso, é fundamental que os empreendedores saibam como emitir nota fiscal eletrônica. Afinal, a emissão é um compromisso de transparência e atuação dentro da lei para a empresa.

O que muda com a nota fiscal eletrônica?

A grande mudança com a criação da nota fiscal eletrônica é as informações das operações da empresa ficam disponíveis por até 180 dias no site da Receita. Com isso, o empreendedor pode consultar a qualquer momento as informações online.

Os principais tipos de nota fiscal eletrônica

Atualmente, existem 5 tipos de nota fiscal eletrônica. É interessante conhecer cada uma delas para que se possa fazer o seu uso de forma adequada. Abaixo explicamos cada uma.

Nota fiscal eletrônica (NF-e): é a mais utilizada no Brasil e é indicada para empresas e comércios. A emissão desta nota é obrigatória na venda de qualquer produto que precisam pagar ICMS.

Nota fiscal de serviços eletrônica (NFS-e): como o próprio nome indica, essa nota deve ser emitida na prestação de serviços.

Conhecimento de transporte eletrônico (CT-e): essa nota registra operações de transporte rodoviário de carga.

Nota fiscal do consumidor eletrônica (NFC-e): indicada para o varejo e registra a venda direito ao consumidor final.

Nota fiscal avulsa eletrônica (NFA-e): este documento digital é emitido individualmente por empresas que não estão obrigadas a emitir a NF-e e que também têm pouca frequência de vendas.

Afinal, como emitir nota fiscal eletrônica?

Após ler todas as informações sobre a nota fiscal, pode ser que você tenha compreendido a importância dela e queira aderir no seu negócio. Pensando em ajudar, decidimos selecionar um passo a passo sobre como emitir a nota. Vamos lá?

Passo 1 – Converse com o seu contador

O primeiro passo para começar a emitir a NFe é conversar com o seu contador. Você deverá entender qual é o perfil fiscal que sua empresa se enquadra, por exemplo, pode ser MEI, Simples Nacional etc.

Além disso, questione se sua empresa tem um certificado digital. O recurso é essencial e funciona como uma identidade que garante a autenticidade das informações.

Passo 2- Cadastre-se junto à Secretaria da Fazenda

A emissão da NFe exige um cadastro simples realizado junto à Secretaria da Fazenda. Você também pode fazer isso com a ajuda do seu contador, já que facilita ainda mais o processo.

Passo 3 – Contrate um software para emissão da nota

Caso você não seja MEI ou Simples Nacional, será necessário contratar um sistema para emitir a nota fiscal eletrônica. Atualmente, há diversas opções no mercado e você deve analisar qual atende melhor às demandas do seu negócio.

Agora se sua empresa se enquadra no MEI ou no Simples Nacional, a emissão é ainda mais simples. Basta entrar no site da Prefeitura, preencher os campos solicitados e realizar a emissão.

Passo 4 – Saiba quais são os dados necessários para emissão

Você também deverá ficar atento aos dados necessários para emissão da nota fiscal. Isso porque qualquer erro pode complicar o processo de venda e fará que você tenha que cancelar a nota fiscal. Alguns dados necessários são:

  • nome do produto/serviço e descrição detalhada, marca, modelo, ano, tamanho;
  • Quantidade de produtos vendidos;
  • Valor unitário em real
  • Peso bruto total
  • Valor total
  • Peso líquido total
  • Código NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul). O código é usado para definir produtos dos mais variados gêneros, criando uma classificação padrão;
  • Tributação
  • Origem: a informação pode ser encontrada no site da Receita Federal.
  • Natureza da operação. Você deve destacar se é uma venda, transferência, devolução etc.
  • Forma de pagamento
  • Base de cálculo do ICMS
  • Valor total dos produtos e serviços
  • Valor total do frete
  • Valor total do ICMS
  • Base de cálculo do ICMS ST
  • Valor total do ICMS ST

Agora que já sabe como emitir nota fiscal eletrônica, nossa recomendação é que leia sobre como fazer um planejamento tributário adequado para a sua empresa. Ele é importante, pois permite que a empresa pague menos impostos de forma legal. Confira nosso artigo sobre o tema

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

utilizamos cookies e respeitamos suas privacidade.