Skip to content

Faça o controle financeiro de micro e pequena empresa com simplicidade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O controle financeiro de micro e pequena empresa é essencial para prosperar. Entenda como fazer o seu!

Não é nada simples fazer um negócio prosperar. Há muitos pontos que devem ser observados com cuidado, como estratégia, qualidade, marketing. Contudo, entre esses pontos, outro fundamental é como fazer o controle financeiro de micro e pequena empresa.

Infelizmente, esse ponto é pouco compreendido pelos empreendedores. Prova disso é que, segundo o Sebrae, duas a cada cinco empresas brasileiras fecham em menos de dois anos. Um dos motivos é a falta de uma boa gestão financeira.

Diante disso, os novos empreendedores devem ficar atentos e aprender, definitivamente, como fazer o controle financeiro de seu negócio. Para ajudar nessa jornada, vamos explicar, neste artigo, algumas dicas fundamentais para controle financeiro de micro e pequena empresa. Confira!

Desenvolva um plano de negócio

plano de negócio é como o mapa do tesouro para a empresa. Por meio dele, o empreendedor terá uma visão mais ampla de tudo, como sociedade, contexto social e econômico no qual seu negócio está inserido, quais são os pontos fortes e fracos do seu empreendimento.

A partir disso será possível, por exemplo, definir objetivos e metas reais, algo fundamental para o controle financeiro da empresa. Isso porque as metas estão diretamente ligadas em como a gestão deve ser feita para alcançar os objetivos. Desta forma, é essencial criar um plano de negócio.

Faça o controle do fluxo de caixa

Todos os recursos que entram e saem de uma empresa precisam ser registrados com total exatidão. O controle do fluxo de caixa é fundamental. Com ele, o empreendedor saberá, por exemplo, quanto foi os gastos mensais com pagamentos de fornecedores, colaboradores, dívidas, e também saberá quanto recebeu com vendas e até investimento.

Aumente seu capital de giro

Outra questão é que o empresário consiga aumentar seu capital de giro. Esse nada mais é do que o recurso necessário para que a empresa consiga continuar suas atividades.

Por exemplo, o capital de giro é o recurso utilizado para pagar os colaboradores, fornecedores etc. Sendo assim, ele precisa ser alto. Quanto maior melhor, já que isso indica que a empresa está se sustentando sozinha e sem necessidade de investimentos extras.

Invista em ferramentas de qualidade

A tecnologia deve ser uma aliada no controle financeiro. Atualmente, há diversas ferramentas que permitem desenvolver uma gestão mais eficaz. Há ferramentas para controle do fluxo de caixa, para balanços etc. É interessante que o empreendedor conheça todas as opções disponíveis e verifique qual, de fato, pode ser benéfica para o seu negócio.

Reduza gastos desnecessários

Um bom controle é aquele que consegue analisar se todos os gastos realmente são necessários. A partir de uma análise minuciosa, é possível reduzir custos e, com isso, aumentar o capital de giro.

Há ainda outras dicas para reduzir os custos, como otimizar processos, terceirização de folha de pagamento, criação de metas para redução de gastos, capacitação da equipe, sustentabilidade, controle do estoque e por aí vai.

Negocie os prazos com fornecedores

Os fornecedores não devem ser inimigos da empresa. Ao contrário, eles precisam ser parceiros que ajudem o negócio a crescer. Já que isso também beneficiará a eles, pois o empreendedor comprará ainda mais.

Sendo assim, uma recomendação para um bom controle financeiro, e também para reduzir os gastos, é conversar com os fornecedores. Verifique a disponibilidade de aumento dos prazos de pagamento e até mesmo redução dos valores.

Pratique o preço ideal

Entrar em uma guerra de preço com os concorrentes é um erro que muitos empreendedores cometem. O que eles não sabem é que isso é algo totalmente nocivo, pois pode prejudicar o consumidor (com aumento dos preços) ou pode reduzir a margem de lucro do negócio (com preços muito baixos).

Encontrar o equilibro é a recomendação para que o controle financeiro seja desenvolvido com mais eficiência e também para que a empresa possa prosperar, ou seja, continuar crescendo e se mantendo cada vez mais competitiva no mercado.

Conte com a ajuda de um escritório de contabilidade

A contabilidade ainda é algo essencial, principalmente para empresas que estão iniciando suas atividades. Ela permite, por exemplo, que o empreendedor consiga ter uma empresa aberta com agilidade.

Além disso, o contador pode realizar o controle do fluxo de caixa com qualidade. Ele também pode realizar a folha de pagamento, declaração do imposto de renda e ainda desenvolver um planejamento tributário, algo que permitirá uma economia considerável no momento de pagar os impostos.

Por fim, vale lembrar que as dicas de controle financeiro, mencionadas neste artigo, são apenas um ponto de partida. O empreendedor deve ir além, pois esse conhecimento é estratégico para que o negócio, de fato, consiga aumentar suas vendas e, como consequência, seus lucros.

Agora que você já sabe como fazer o controle financeiro de micro e pequena empresa, o que acha de ir além? Leia nosso artigo e conheça os principais erros de gestão financeira.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores. Baixe agora mesmo o Manual Completo Para Começar Seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *