Cronograma de pagamento de impostos e obrigações

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Entenda o cronograma de pagamento para evitar pagar multas e taxas:

Ao abrir uma empresa, o empreendedor passa a ter obrigações específicas, não apenas com relação aos colaboradores, mas também fiscais e tributárias. Mesmo com o auxílio de um contador, as guias para pagamento pode confundir muita gente, e perder os prazos de recolhimento é sinônimo de prejuízo, afinal os tributos são recalculados com acréscimo de multa e juros.

Para facilitar o seu planejamento, fizemos um cronograma de pagamento para não perder nenhum vencimento. No caso tomamos como referência uma empresa que é optante do Simples Nacional. Confira!

Cronograma de pagamento

FGTS –  Fundo de Garantia do Tempo de Serviço

O início do mês começa com o pagamento dos colaboradores que deve ser realizado até o quinto dia útil do mês. No dia 7 vence o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), que é uma espécie de depósito que a empresa faz para o funcionário contratado no regime CLT.

Nesse caso, se o dia 7 corresponder a sábado ou domingo, o imposto deve ser pago antes, na sexta-feira, por exemplo. Se deixar para pagar no próximo dia útil, que seria na segunda-feira, a guia é considerada vencida e teria que ser recalculada com multa e juros.

DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional

No dia 20 acontece o vencimento do DAS, que é o Documento de Arrecadação do Simples Nacional. O Simples Nacional é um dos regimes tributários existentes do Brasil e tem esse nome pois reúne em uma única guia o recolhimento de oito impostos, que são:

  • Imposto sobre Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ)
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins)
  • Contribuição para o PIS/Pasep
  • Contribuição Patronal Previdenciário (CPP)
  • Imposto sobre operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre prestação de Serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação (ICMS)
  • Imposto Sobre Serviço de qualquer natureza (ISS).

A guia do DAS vence no dia 20, mas se o vencimento cair no final de semana ou feriado, o pagamento é prorrogado e pode ser feito no próximo dia útil.

GPS – Guia da Previdência Social

O dia 20 também é o último dia para o pagamento do GPS (Guia da Previdência Social), em caso de finais de semana o pagamento deve ser antecipado. E por último há a DARF comum (Documentação de Arrecadação de Receitas Federais), também vencendo no dia 20, que pode corresponder a alguns tributos, entre eles o Imposto de Renda pela sua fonte pagadora.

Outros Impostos

Além dos impostos pagos mensalmente, há alguns vencimentos que são anuais, como a Contribuição Sindical que pode ser recolhida até o dia 30 de abril. O pagamento da contribuição não é mais obrigatória e fica por opção do colaborador. Se ele quiser fazer a contribuição é descontado um dia de trabalho do mês de março e o valor é repassado aos sindicatos.

cronograma de pagamento

Sabendo de cada uma das datas limites para o pagamento o empreendedor pode planejar como e quando serão pagos cada um deles. Uma dica é não deixar para o último dia! Uma cópia de todos os comprovantes pagos devem ser encaminhada ao contador todos os meses e uma outra você pode guardar caso seja necessário no futuro. Esteja sempre atento ao seu cronograma de pagamento!


Entendeu como funciona o cronograma de pagamentos? Comente e continue sempre atento aos novos conteúdos do Abertura Simples.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Guia de Vendas na Contabilidade

Faça como mais de 30 mil contadores. Baixe agora mesmo o Guia de Vendas na Contabilidade e começe a tracionar seu escritório hoje mesmo.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário