Principais dúvidas dos investidores iniciantes: quais são? Descubra aqui!

 em Planejamento e Finanças

Quer saber quais são as principais dúvidas dos investidores iniciantes? Então continue lendo para saber mais:

Começar a investir no mercado financeiro é o desejo de muita gente. Mas, quando se é um investidor iniciante, é muito comum encontrar muitas dúvidas relacionadas a essa área, afinal de contas, há muitos termos, operações e situações que podem ser muito desafiadoras e pouco clara, o que pode prejudicar o desenvolvimento à frente das ações.

Para você se tornar um empreendedor bem-sucedido nesse mercado, nós do Abertura Simples preparamos uma lista com as principais dúvidas dos investidores iniciantes com o objetivo de esclarece-las. Confira:

CONFIRA AS PRINCIPAIS DÚVIDAS DOS INVESTIDORES INICIANTES E SE TORNE EXPERT NO ASSUNTO!

Mas o que é investimento?

O conceito de investimento é simples: toda aplicação financeira que tem a tendência de trazer lucro depois de um período de tempo. Em todo investimento, existem certas características que determinam o seu comportamento.

Quais são as principais dúvidas dos investidores iniciantes?

1 – Qual a diferença entre renda variável x renda fixa?

A renda fixa é a modalidade em que os ativos, no geral, não sofrem tantas variações e, no momento de compra do ativo, o investidor já sabe exatamente o quanto vai receber ao final do prazo da aplicação. Geralmente, esses ativos são títulos públicos como CDBs, LCI/LCA e títulos do Tesouro Direto.

Já a renda variável, por sua vez, éa modalidade que os ativos estão mais expostos às variações do mercado e do cenário macroeconômico. Dessa forma, o valor de uma ação, por exemplo, pode até mesmo variar por diversas vezes em um único dia e por isso, o investidor não sabe o quanto essa ação vai render, correndo mais riscos, mas também, com possibilidades de ganhos maiores.

2 – O que são os perfis de investidores

A segunda das principais dúvidas dos investidores iniciantes é: quais são os tipos de perfis de investidores? Basicamente, essa definição classifica os investidores de acordo com a sua disposição para se expor aos riscos. Olhe só:

  • Perfil conservador: O investidor tem aversão a riscos, oscilações e a perda de capital. Por este motivo, tende a preferir ter rendimentos menores, desde que os riscos sejam baixos.
  • Perfil moderado: Investidores mais propensos a se expor aos riscos, pois conseguem lidar melhor com a volatilidade do mercado, buscando conseguir ganhos um pouco melhores. Podendo diversificar mais os investimentos com produtos variados, construindo assim, uma carteira mais moderada contendo uma boa parte de renda fixa, mas também com alguns ativos de renda variável.
  • Perfil arrojado: O investidor arrojado não tem receio dos riscos. Ele quer a todo custo ter os melhores rendimentos, o que o faz arriscar mais, operando com ativos de renda variável. Para isso, é necessário ter sempre uma boa estratégia e buscar retornos a longo prazo.

3 – O que é FGC?

O Fundo Garantidor de Crédito – FGC é de grande importância aos investidores que optam pela renda fixa. Tecnicamente, ele é uma entidade privada, sem fins lucrativos. Ele é mantido pelas instituições financeiras através de contribuições mensais de aproximadamente 0,0125% sobre todo o dinheiro que os investidores possuem aplicados. É importante ressaltar que essas contribuições são feitas diretamente pela instituição financeira associada e que não há nenhum tipo de cobrança direta do investidor para que ele tenha proteção do FGC;

Esse dinheiro, por sua vez, é mantido pelo fundo e serve três funções principais:

  • Proteger correntistas e investidores no âmbito do sistema financeiro, até os limites estabelecidos pela regulamentação;
  • Contribuir para a manutenção da estabilidade do Sistema Financeiro Nacional;
  • Contribuir para a prevenção de crise bancária sistêmica.

Imagem de alguns empreendedores analisando e pesquisando as principais dúvidas dos investidores iniciantes

4 – Quais investimentos são isentos do Imposto de Renda?

Importante para o bom funcionamento da economia nacional, o Imposto de Renda também age nos rendimentos de investimentos. Entretanto, existem opções interessantes dentre as que se mostram isentas de descontos pelo IR. As principais são:

  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI);
  • Letras de Crédito d Agronegócio (LCA);
  • Certificados Recebíveis Imobiliários (CRI);
  • Certificados Recebíveis do Agronegócio (CRA);

5 – O que significa liquidez em um investimento?

O objetivo do investimento é aplicar um montante e receber um montante somado a um rendimento. O prazo de investimento dependerá do seu objetivo, ou melhor, de quando você precisará ter o dinheiro em mãos novamente.

Liquidez, portanto, é a agilidade de um investimento em ser convertido em dinheiro. Por exemplo, alguns títulos de renda fixa requerem que você permaneça na aplicação por um período mais longo para obter a rentabilidade deseja e com isso, possui uma liquidez menor, já que é preciso esperar por esse prazo. Fundos de investimentos, por exemplo, possuem fundos com liquidez diária, ou seja, você pode resgatar a qualquer momento, bem como fundos que requerem um período mais longo para ter dinheiro em mãos, sendo estes os fundos de menor liquidez.

6 – Consigo investir por meio de plataformas digitais?

Chegou ao fim a lista das principais dúvidas dos investidores iniciantes.

As plataformas de investimento online são de grande importância, especialmente no momento em que o digital está cada vez mais presente no cotidiano. Elas possibilitam o acesso aos ativos disponíveis no mercado, disponibilizam informações que você precisa saber sobre a operação.

Portanto, como em qualquer outro meio, você consegue investir sim, mas tomando os devidos cuidados. As plataformas são desenvolvidas sob rigorosos padrões de segurança, dando maior tranquilidade ao empreendedor que deseja investir o seu dinheiro.

Bônus: Fuja dos erros que os investidores iniciantes tendem a cometer!

  • Não superestime a probabilidade;
  • Não tire conclusões a partir de poucos dados;
  • Saiba exatamente qual é o seu perfil de investidor;
  • Estude detalhadamente o tipo de investimento;
  • Investir não é apostar;
  • Não tenha pressa nas operações;
  • Faça muito planejamento;
  • Não coloque todo o seu dinheiro em apenas uma operação;

E aí, agora que você já esclareceu as principais dúvidas dos investidores iniciantes, está da hora de colocar em prática todas as dicas do texto.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Postagens Recentes

Deixe uma resposta

Imagem de dois empreendedores com cara de desespero para remeter ao texto que fala sobre como conseguir empréstimo para negativados