Skip to content

10 dicas de educação financeira para mulheres empreendedoras

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A educação financeira para mulheres empreendedoras é ainda um obstáculo que precisa ser vencido. Por isso, decidimos compartilhar dicas que serão essenciais para levar seu negócio para outro nível. Confira!

Por um problema estrutural na sociedade, as mulheres, infelizmente, não recebem uma educação financeira adequada para empreender. Por esse motivo, quando decidem abrir uma empresa, há uma série de dúvidas que rondam a mente das empreendedoras. Como cuidar do fluxo de caixa? Como equilibrar as contas? São algumas questões que podem surgir.

Pensando em ajudá-las, decidimos compartilhar neste artigo algumas dicas fundamentais para quem está começando a empreender e quer saber como realizar uma boa gestão financeira?

Está pronta para aprender a cuidar adequadamente do seu dinheiro? Siga com a gente até fim deste conteúdo e entenda sobre educação financeira para mulheres empreendedoras!

1. Dinheiro pessoal x dinheiro da empresa

“Vou pagar minha conta pessoal com o dinheiro da empresa. Afinal, ele também é meu”. Esse é um erro que não deve ser cometido. Toda empreendedora deve entender que aumentar seu capital de giro é fundamental para que a empresa se sustente sozinha.

Desta forma, ao usar o dinheiro da empresa para pagar contas pessoais, a empreendedora estará reduzindo seu capital de giro, que é o recurso fundamental para pagar contas essenciais, como fornecedores, colaboradores etc.

Por isso, não misture o dinheiro pessoal com o dinheiro da empresa. Pense nos recursos financeiros do seu negócio como uma conta poupança que não pode ser usado para qualquer débito pessoal.

2. Aprenda sobre conceitos técnicos

Capital de giro, lucro, dividendos, investimento, contas a pagar, fluxo de caixa. Os termos podem parecer um pouco complicado, mas será fundamental entender o conceito de cada um e sua aplicação para conseguir desenvolver uma gestão financeira realmente eficiente.

É interessante, por exemplo, realizar um curso básico sobre gestão financeira. Há muitos que são online e não exigem um investimento alto. O conhecimento será fundamental para que a empreendedora consiga fazer o seu negócio prosperar.

3. Não tema investir, mas faça isso com segurança

O investimento na empresa será indispensável. Muitas vezes a empreendedora precisará investir com uma fonte pessoal, empréstimo ou até mesmo com a procura de investimento externos.

Saiba que investir é um risco, mas, para que ele não seja tão alto, é interessante realizar uma análise profunda dos dados. Ao abrir um negócio, por exemplo, a empreendedora deve realizar uma análise de mercado para verificar se, de fato, sua ideia é viável e se há público-alvo.

Outro exemplo é o lançamento de um produto ou serviço. Antes de realizar o investimento, uma pesquisa também será necessária. Os dados obtidos permitirão um investimento mais seguro.

4. Projete o crescimento da sua empresa

Não adianta abrir um negócio e tocar ele sem saber para onde ir. A empreendedora precisa desenvolver um plano de negócio. O documento permitirá que ela consiga definir seus objetivos. Uma pergunta simples: você sabe onde seu negócio estará daqui a cinco anos?

Caso não tenha resposta, saiba que você precisa definir o futuro. A definição permitirá que você trace metas e estratégias para chegar exatamente onde você quer. Não pense pequeno, mas também seja realista.

5. Networking para crescer

Pode ser que você tenha dúvidas sobre a relação do networking com a educação financeira, certo? Saiba que há uma relação muito importante. Qualquer empresa que tenha interesse em prosperar, precisará de aliados.

A aliança permite parcerias que podem gerar bons lucros para a empresa. Por isso, a empreendedora deve investir em construir uma boa rede de contatos. Afinal, junto com outras empresas, fornecedores etc será possível crescer mais rápido.

6. Invista em marketing, mas faça isso com responsabilidade

É comum que pequenos e médios empreendedores invistam todos os seus recursos em marketing pensando que os resultados são imediatos. Alerta: não são. Investir em marketing é obviamente fundamental para que a empresa cresça e seja conhecida no mercado.

Só que o investimento precisa ser realizado com responsabilidade. A empreendedora deve reservar recursos para o marketing e deve sempre realizar uma análise do retorno do investimento.

7. Utilize ferramentas de gestão financeira

Atualmente, há muitas ferramentas, como para fluxo de caixa, que permitem realizar uma gestão mais eficiente. Além disso, elas são essenciais para produzir relatórios confiáveis e que permitiram a tomada de decisão estratégica mais segura. Alguns exemplos de ferramentas são: Nibo, Contaazul, Bling, Yupee etc.

8. Faça balanços financeiros periódicos

A gestão financeira eficiente de um negócio exige que, ao menos, semestralmente seja feito um balanço. É por meio desse balanço que a empreendedora entenderá, por exemplo, como está o seu caixa, quais são as maiores despesas, o que é necessário realizar para continuar crescendo e muito mais.

9. Desenvolva um planejamento tributário

Os impostos são um dos maiores inimigos de pequenas e médias empresas. Justamente por isso é extremamente importante desenvolver um planejamento tributário do seu negócio.

Por meio dele, é possível reduzir o pagamento de impostos de forma legal (a prática é conhecida como elisão fiscal). Só que para realizá-lo será necessário estudar bastante sobre o Sistema Tributário Brasileiro, que é um dos mais complexos do mundo, ou contar com a ajuda de um profissional.

10. Faça parceria com um escritório de contabilidade

Há muitos processos, como legalização da empresa, planejamento tributário etc, que exigem a ajuda de um (ou uma) profissional especializado. Um escritório de contabilidade, por exemplo, será fundamental para ajudar seu negócio a crescer de forma sustentável.

Contudo, a empreendedora precisará contratar um escritório que realmente seja qualificação, responsável, ofereça um bom atendimento e tenha sua sede próximo da empresa contratante.

Agora que você já tem dicas de educação financeira para mulheres empreendedoras, o que acha de contratar um escritório para te ajudar a fazer seu negócio prosperar? Não tem indicação?

Saiba que o Abertura Simples é um portal que conecta contadores experientes com empreendedores. Entre em contato e receba a indicação de um escritório próximo do seu negócio!


Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores. Baixe agora mesmo o Manual Completo Para Começar Seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário