Entenda o ICMS e saiba como esse imposto funciona

Conheça o ICMS, imposto que incide sobre diversas mercadorias e prestação de serviços em todos os Estados

No Brasil, temos uma das legislações tributárias mais complexas do mundo. Basta dizer que em uma Nota Fiscal podemos ter dez tributos: ICMS, ICMS-ST, IPI, ISS, IRRF, CSLL, PIS, COFINS, II, INSS; classificados como Despesas, Retenções, Substituição Tributária ou Créditos.

Neste artigo, vamos falar sobre o ICMS, um dos principais tributos que temos em nosso país. Aqui, você verá o que ele é, quem deve contribuir e quem está isento, como é feito o cálculo e também a tabela de cada Estado. Continue lendo:

O que é o ICMS

O Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) é um tributo de nível estadual. Ele é pago quando acontece movimentação de determinadas mercadorias e alguns tipos de serviços. Isso inclui produtos dos mais variados segmentos como eletrodomésticos, alimentos, cosméticos, e sobre serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação.

Para que o ICMS seja cobrado deverá haver emissão de nota ou cupom fiscal em todo o processo de circulação de mercadores ou na prestação de serviço. Seu valor arrecadado é usado pelos Estados para diversas funções, e seu cálculo é simples. Mas é preciso se atentar aos índices praticados em cada caso.

Quem deve contribuir para o ICMS?

Deve contribuir para o ICMS qualquer pessoa ou empresa que realize com frequência ou em grande quantidade, tal que caracterize uma ação comercial, operações de circulação de:

  • Mercadorias, inclusive fornecimento de alimentação e bebidas em bares, restaurantes e estabelecimentos similares;
  • Prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal de pessoas, bens, mercadorias ou valores;
  • Prestação de serviços de comunicação;
  • Venda de mercadorias com prestação de serviços não previstos na competência tributária dos municípios;
  • Entrada de mercadoria importada do exterior, mesmo que seja destinada a consumo próprio;
  • Serviço prestado ou iniciado no exterior.

Quem é isento do ICMS?

Algumas operações são isentas de pagar ICMS. As principais são as seguintes:

  • Atividades com livros, jornais, periódicos e o papel destinado a sua impressão;
  • Atividades que destinem produtos e serviços ao exterior;
  • Operações interestaduais com energia elétrica e petróleo e seus derivados;
  • Atividades com ouro, quando este for ativo financeiro ou instrumento cambial;
  • Atividades de transferência de propriedades ou bens móveis.

Como é feito o calculo para pagamento do ICMS?

Para calcular o ICMS é necessário multiplicar o valor da mercadoria pela alíquota vigente de cada estado. Por exemplo, um produto que custa R$1000,00 e será recolhido no Estado de São Paulo cuja alíquota é de 18%, o valor do imposto será de R$180,00, ou seja, R$1.000,00 x 18% = R$180,00.

Tabela ICMS de alíquotas em cada Estado

Cada Unidade Federativa do país possui a sua própria tabela interna para a circulação de produtos e serviços nas operações interestaduais. Confira os valores:

  • Acre – 17%;
  • Alagoas – 18%;
  • Amazonas – 18%;
  • Amapá – 18%;
  • Bahia – 18%;
  • Ceará – 18%;
  • Distrito Federal – 18%;
  • Espírito Santo – 17%;
  • Goiás -17%;
  • Maranhão – 18%;
  • Mato Grosso – 17%;
  • Mato Grosso do Sul – 17%;
  • Minas Gerais – 18%;
  • Pará – 17%;
  • Paraíba – 18%;
  • Paraná – 18%;
  • Pernambuco – 18%;
  • Piauí – 18%;
  • Rio Grande do Norte – 18%;
  • Rio Grande do Sul – 18%;
  • Rio de Janeiro – 20%;
  • Rondônia – 17,5%;
  • Roraima – 17%;
  • Santa Catarina – 17%;
  • São Paulo – 18%;
  • Sergipe – 18%;
  • Tocantins – 18%.

Além de possuir uma alíquota diferente para cada estado, quando a mercadoria tem como destino outro estado existe também a tarifa interestadual do ICMS. No site do CONFAZ o contribuinte tem acesso a todas as tabelas de alíquotas e reduções de base de calculo nas operações internas dos Estados e do Distrito Federal.


E aí, você paga esse imposto em seu negócio? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Então comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Guia de Vendas na Contabilidade

Faça como mais de 30 mil contadores. Baixe agora mesmo o Guia de Vendas na Contabilidade e começe a tracionar seu escritório hoje mesmo.

No comment yet, add your voice below!


Deixe uma resposta