Skip to content

Passo a Passo: 5 técnicas de memorização para exercitar o seu cérebro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Quer deixar seu cérebro afiado para se lembrar de tudo? Confira cinco técnicas de memorização para treinar diariamente

Muitas pessoas focam em trabalhar e exercitar apenas os músculos do corpo, mas se esquecem de que é a mente quem comanda todo o resto. Sem um cérebro bem exercitado, nada irá funcionar bem.

O cérebro é o órgão que controla todas as atividades vitais do nosso corpo. Tanto os nossos movimentos, quanto a nossa memória, nossos sentimentos, nossos pensamentos, entre tantas outras coisas. Mas você sabe como começar a exercitar o cérebro?

Nós preparamos um passo a passo com cinco técnicas de memorização que você pode começar agora mesmo. Com elas, você conseguirá melhorar seu raciocínio e também a sua memória. Confira abaixo:

Técnicas de memorização: importância de exercitar o cérebro

Neurologistas afirmam que estimular o cérebro é um hábito muito bom para desenvolver suas habilidades, além de nos tornar mais inteligentes a medida que o exercitamos.

Quando não o fazemos, e condicionamos nosso cérebro a praticar sempre a mesma coisa, nossa massa cinzenta se torna preguiçosa. Um dos principais efeitos disso é ter os chamados “brancos”, que é causado pelo desempenho baixo da memória.

Esses esquecimentos tendem a se intensificar se não exercitarmos o cérebro com regularidade. Mas fique tranquilo, é possível colocar o seu cérebro para trabalhar, e não existe idade específica para começar, e quanto mais cedo iniciar, mais benefícios poderá colher.

Por isso, apresentamos abaixo algumas técnicas de memorização para que você tire seu cérebro da zona de conforto e tenha uma vida melhor. Confira o passo a passo abaixo e coloque esses exercícios em prática na sua rotina:

5 técnicas de memorização simples:

1. Saia do piloto automático

Pode não parecer para você, mas temos uma tendência muito grande de viver no modo “piloto automático“. Fazemos os mesmos caminhos para o trabalho, comemos as mesmas coisas, vivemos nossas vidas sempre na mesma direção.

Mas você já experimentou fazer uma rota diferente? Você vai perceber coisas que não tinha notado antes, e quando chegar ao seu destino tente se lembrar das coisas que viu no caminho. Além de servir como técnica de memorização, você também estará se divertindo.

Mas fique tranquilo, não precisa fazer isso de forma radical. Você só precisa mudar alguns detalhes no seu cotidiano para enxergar as coisas de outro ponto de vista.

2. Exercite o seu cérebro

Assim como seu corpo, o cérebro também precisa de exercícios para se manter fortalecido. Porém, a medida em que fazemos as coisas repetidamente e não o exercitamos, ele vai deixando de guardar as coisas.

Quantas informações você anota nos bloquinhos para não esquecer depois? Isso pode prejudicar muito a sua memória, pois você não estará fazendo nenhum esforço depois para se lembrar. Se possível, troque as informações das agendas e post-its pela sua própria memória.

Lembre-se também que nosso cérebro possui dois lados completamente distintos um do outro. O lado direito trabalha a criatividade, enquanto o lado esquerdo é mais lógico.

Procure treinar os dois, sem privilegiar um mais do que o outro. Isso pode não parecer, mas interfere muito na sua memorização. Por isso, faça tanto treinos de associação de números (lado esquerdo) como também com cores e imagens (lado direito).

3. Crie acrônimos e encadeamentos

Acrônimos são palavras formadas por letras, e essas letras representam, por outro lado, outras palavras! Ficou confuso? Calma, você já viu isso muitas vezes. ANATEL, por exemplo, que representa Agência Nacional de Telecomunicação, é um acrônimo.

O objetivo dessa construção é tornar as palavras mais fáceis de lembrar. Assim, você pode criar diversos conjuntos para lembrar depois, como por exemplo “Maria, Luciana e Pedro” podem se tornar MALUPE.

Além disso, o encadeamento também é uma ótima técnica de memorização, sugere o The Memory Institute. Basta fazer uma frase narrativa para lembrar de uma ordem específica de elementos. É importante que cada item “carregue” o próximo.

Quer ver um exemplo? Você precisa gravar as palavras “garota” “bacia” “jabuticabas” “macias” na ordem. Você pode criar uma sentença como “A garota levou uma bacia cheia de jabuticabas, que estavam bem macias“. As palavras que antes estavam avulsas, agora seguem uma ordem, tornando a memorização muito mais simples e fácil!

+ técnicas de memorização:

4. Faça associações visuais

Algumas pessoas conseguem lembrar mais de números, outras de nomes, e outras são ativadas pela memória visual. Essas são aquelas pessoas que costumam lembrar mais de rostos, por exemplo, e a melhor técnica de memorização para elas é a combinação de imagens.

Aprendemos muito por meio de visualização, e o exercício da memória fará com que sua mente se torne mais “afiada” para lembrar e aprender certas coisas.

Os jogos de quebra cabeça, por exemplo, são ótimos exercícios e fortalecem a memória visual. Além disso, uma técnica de memorização recomendada pelo site de treinamento Memorise é atribuir algo abstrato, como uma data, nome ou conceito, em algo concreto, como imagens mentais ricas, vívidas e coloridas, pois estas são mais fáceis de lembrar.

Uma das técnicas de memorização, escrita "tenha sempre papel e caneta"

5. Tenha sempre papel e caneta

Lembra que falamos para você não fazer anotações na agenda? Bom, apesar disso, é sempre importante que você mantenha um papel e caneta na bolsa. Isso porque, sempre que você tiver uma ideia ou ver algo interessante na rua, pode anotar para manter isso fresco na memória.

Porém, quando chegar a sua casa, jogue a anotação fora. É isso mesmo, não mantenha a anotação com você. Pelo contrário, busque fundo na sua memória o que foi que você pensou ou viu anteriormente. Caso você não consiga se recordar, pode ver a anotação, tudo bem, mas o ideal é que você busque a informação no seu cérebro antes de recorrer ao papel.

E você pode até pensar que isso é um pouco antiquado. Ter um bloco de notas no celular supriria isso. Mas imagine que com o papel e caneta em mãos, você pode fazer mais do que anotações. Você pode desenhar algo que veio a sua cabeça, rabiscar e deixar sua mente livre para fazer mais do que apenas letras, palavras e números.


E aí, gostou dessas dicas? Está pronto para colocar essas técnicas de memorização em prática? Comente abaixo e não deixe de acompanhar os conteúdos do Abertura Simples.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 40 mil empreendedores. Baixe agora mesmo o Manual Completo Para Começar Seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário