Skip to content

Como abrir uma quitanda? Confira o passo a passo!

O que você verá neste artigo:

Está pensando em abrir uma quitanda, mas não sabe por onde começar? Confira o passo a passo abaixo!

A quitanda é um tipo de negócio muito tradicional e que ainda vem sendo montado em várias cidades ao redor do país. O Brasil é o terceiro maior produtor de frutas no mundo todo e, com a crescente preocupação da população brasileira com a alimentação saudável, a tendência de a empresa gerar ótimos resultados é bem alta.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo:

Tudo o que você precisa saber para montar uma quitanda de sucesso!

O que é uma quitanda?

Também conhecida como sacolão, a palavra quitanda é originada de “Kitanda”, uma palavra africana que funcionava diferente da forma que conhecemos. Os produtos eram exibidos por quitandeiros de modo ambulante ou em pequenas propriedades. Hoje em dia, o negócio expandiu, e as quitandas são um tipo de mercearia que vende frutas, legumes e verduras. No entanto, em algumas regiões pode ter-se um significado diferente, em minas por exemplo, quitanda é tudo que pode ser comido com café, por exemplo, broas de milho, pães, pães de queijo, bolos, sequilhos, etc.

Como é o mercado?

O Brasil é o terceiro maior produtor de frutas do mundo, mas as frutas e hortaliças não são itens com presença constante na mesa dos brasileiros, segundo pesquisa realizada recentemente, pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), para avaliar os hábitos alimentares da população.

Por outro lado, os entrevistados admitem estar insatisfeitos com a qualidade da sua alimentação e indicam os principais benefícios relacionados ao consumo de frutas e hortaliças: 37% consideram esses alimentos saudáveis e 26% avaliam que eles previnem doenças. Do total de entrevistados, 32% reconhecem a necessidade de melhorar os hábitos alimentares, ingerindo maior quantidade de frutas, verduras e legumes.

O estudo apontou que o consumo de frutas no Brasil está abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Apesar dos benefícios de uma alimentação saudável, apenas 18,2% dos brasileiros ingerem a quantidade de frutas recomendada pela OMS, de 400 gramas/dia, segundo o Ministério da Saúde.

Como forma de aumentar o consumo de frutas, legumes e verduras, foram apontadas as seguintes condições: preço acessível, mudança de hábitos alimentares, maior facilidade de acesso ao ponto de venda e indicação de especialistas. Entre as hortaliças mais consumidas pelos entrevistados, estão cenoura (81%), alface (79%) e tomate (75%); no caso das frutas, as preferidas são banana (90%), maçã (74%) e laranja (73%).

Como montar um plano de negócio?

O plano de negócios é um relatório que formaliza os objetivos de um negócio e traça o caminho que precisará ser percorrido para alcançá-lo, diminuindo os riscos e as incertezas. Este documento permite identificar e resolver estes erros no papel em vez de cometê-los no mercado.

Além disso, oplano de negócios serve para que o empreendedor tenha uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida. No plano de negócios você irá definir assuntos como por exemplo, os serviços e produtos que irá oferecer. Além disso, o plano de negócios também detalha a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.

Para desenvolver o planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento, pagamentos de funcionários e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também o público que irá contratar o seu serviço, quem serão seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

Resumo dos principais pontos do plano de negócios: 

  • O que é o negócio;
  • Quais os principais produtos e/ou serviços;
  • Quem serão os seus principais clientes;
  • Onde será localizada a empresa;
  • O montante de capital a ser investido;
  • Qual será o faturamento mensal;
  • Em quanto tempo espera que o capital investido retorne;

Saiba a importância de ter um plano de negócios em sua empresa

Como escolher uma boa localização?

Na hora de fazer a seleção da localização do estabelecimento, é necessário levar diversos aspectos que influenciam diretamente no faturamento do seu negócio. O ponto ideal para abrir uma quitanda é aquele que favorece a visibilidade, a comodidade e a acessibilidade do público a sua empresa. Também é importante que o local seja bem iluminado e com boa ventilação.

É necessário também, ficar atento aos aspectos legais e regularizações de acordo com as licenças exigidas. Antes de fechar o contrato, deve-se consultar a Prefeitura para confirmar se o seu hortifrúti poderá funcionar naquele endereço escolhido. Verifique quais são as restrições da prefeitura para os planos da Lei de Zoneamento e do Plano Diretor da cidade.

Confira aqui 7 dicas para escolher o ponto comercial ideal para sua empresa

Qual a estrutura e equipamentos necessários?

A estrutura mínima para abrir uma quitanda é de aproximadamente 50m², com espaço suficiente para instalar as áreas de exposição dos produtos, caixas, depósitos e sanitários.

Alguns dos equipamentos necessários são:

  • Suporte de sacos plásticos;
  • Balança para pesar os produtos;
  • Prateleiras e gôndolas;
  • Bancas e vascas;
  • Balcão refrigerado;
  • Balança de impressão de etiquetas;
  • Caixas;
  • Embaladoras;
  • Placas de preços;
  • Carrinhos;
  • Facas de tamanho grande;
  • Rolo de resinite filme;
  • Sacos plásticos;
  • Bandejas de isopor;
  • Computador, impressora fiscal e telefone;
  • Entre outros.

Como escolher bons fornecedores?

Quem trabalha com frutas e legumes precisa ter bons fornecedores. Dê prioridade para famílias produtoras e distribuidoras que produzem alimentos orgânicos.

Além disso, é essencial que o fornecedor possa entregar os produtos duas ou três vezes por semana, até porque não tem como montar qualquer empresa no ramo alimentício sem contar com fornecedores ágeis e que possam sempre lhe atender. 

Como abrir uma quitanda?

Embora seja um negócio mais tradicional, a quitanda ainda é montada em várias cidades por conta da grande procura. Esse empreendimento é montado, principalmente, em bairros pequenos e em cidades do interior.

Se interessou por esse tipo de negócio? Confira como montar uma quitanda!

1 – Identifique o tipo de atividade

Primeiro, é preciso identificar o segmento de atividade que o seu serviço atuará. Existem três designações. No entanto, a que mais se enquadra à quitanda é o comércio.

  • Indústria: É caracterizado pela transformação de matéria-prima em produtos a serem comercializados posteriormente.
  • Comércio: Já o comércio é o responsável pela venda dos produtos.
  • Serviços: O terceiro ramo de atividade é a prestação de serviços.

2 – Escolha a natureza jurídica

É indispensável que você verifique a natureza jurídica da sua empresa, pois te ajudará a definir o regime jurídico que o seu serviço se enquadra.

Informar a natureza jurídica no ato de formalização do seu negócio é importantíssimo, já que cada uma delas possui diferentes formas de aplicação das normas. Confira alguns tipos de naturezas jurídicas:

  • Empresário Individual (EI): Uma única pessoa constitui a empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. É a pessoa física titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada (LTDA): É aquela que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços. Inclui-se toda empresa que contribui com moeda para formação de capital social e realização da constituição empresarial;
  • Sociedade Simples (SS): Exploram atividades de prestação de serviços decorrentes de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comércio, e sim desempenhar suas profissões. Exemplo: contadores, advogados, cooperativas e representações comerciais;
  • Sociedade Anônima (SA): Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim se dividem em ações. Essas ações podem ser transacionadas livremente. Neste caso não é necessário nenhum contrato social ou outro ato oficial como nas sociedades limitadas;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI): Empresa formada por somente uma pessoa, onde o capital pertence unicamente ao titular. Esse capital deve ser obrigatoriamente integralizado, e não pode ser inferior a 100 vezes o salário-mínimo vigente.

3 – Defina o porte da empresa

É importante definir o porte da sua quitanda. Uma das principais características para definir esta questão é o faturamento bruto da empresa.

  • Microempreendedor Individual (MEI): Modalidade em que o faturamento máximo deve ser de R$81 mil por ano e não permite com que o empresário participe como sócio ou titular de outra empresa;
  • Microempresa (ME): É permitido a empresários individuais e sócios. O teto de faturamento anual é de R$360 mil.
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): Modalidade em que a faixa de faturamento anual começa em R$360 mil e vai até R$4,8 milhões.

As empresas que faturam acima de R$ 4,8 milhões são classificadas como médias e grandes.

4 – Reúna a documentação necessária

É preciso apresentar alguns documentos na hora de abrir uma quitanda. Estes documentos possuem prazos a serem cumpridos, pois possuem data de validade. Por isso indicamos que nesta etapa você busque a ajuda de um contador especializado no ramo e que atente-se aos prazos. 

Confira os documentos necessários para abrir uma quitanda:

  • CNPJ;
  • Cópia autenticada do RG e CPF;
  • Folha espelho do IRPF;
  • IPTU do imóvel;
  • Cópia do Contrato de Locação ou Compra e Venda;
  • Alvará de funcionamento;
  • Entre outros documentos específicos da cidade.

5 – Abra um CNPJ 

Após o registro na Junta Comercial, você receberá o NIRE, um Número de Identificação do Registro de Empresa. Este número será solicitado na hora de entrar no site da Receita Federal ao abrir o CNPJ.

Depois você fará o download do Programa Básico de Entrada. O próximo passo é preencher e enviar o documento pessoalmente ou pelos Correios para a Receita Federal;

Como abrir uma quitanda com sócios?

Além dos documentos citados anteriormente, será necessário apresentar alguns outros caso você abra uma quitanda com sócios:

  • 1 cópia simples do comprovante de residência;
  • Certidão de casamento (se casado);
  • 2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada (Carteira Nacional de Habilitação também é válida);
  • 1 cópia de folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.

Como solicitar o Alvará de Funcionamento?

O Alvará de Funcionamento é um documento que indica que a sua quitanda pode exercer as funções no local em que você a instala.

O documento é emitido pela Prefeitura Municipal ou por algum outro Órgão Governamental Municipal, e pode ser solicitado gratuitamente pela internet, na maioria dos Estados.

Por isso, é necessário estar atento se a atividade escolhida está representada no registro por um código CNAE de atividades econômica, pois cada atividade necessita de um tipo de Alvará diferente

Alguns dos documentos necessários para solicitar o Alvará de Funcionamento são:

  • Planta do imóvel onde você pretende abrir seu negócio;
  • Cópia do recibo do IPTU pago;
  • CPF e RG, originais ou cópias, da pessoa responsável pelo negócio;
  • Cadastro do Contribuinte Mobiliário, ou CCM, obtido na Secretaria das Finanças;
  • O Setor, Quadra e Lote – também chamado de SQL – do imóvel;
  • Declaração de atividade: para que você usará o imóvel e qual área será destinada aos consumidores;
  • Certificado de conclusão de imóvel recém-construído.

É necessário destacar que a documentação exigida pode variar de acordo com as exigências de cada Município ou com as atividades exercidas.

Como divulgar uma quitanda?

A divulgação é um importante instrumento para tornar a empresa e seus serviços conhecidos pelos clientes potenciais. Para o empreendedor que deseja abrir uma quitanda, o uso das estratégias de marketing de qualidade pode funcionar como fatores determinantes para o sucesso de um negócio.

A primeira regra antes de divulgar uma empresa de serviços é fazer a definição do seu público alvo, conforme o serviço prestado. Depois dessa definição, o próximo passo é partir para os investimentos mais adequados para este fim. O empreendedor poderá utilizar das mais variadas ações de comunicação para tornar o seu serviço conhecido. No caso de uma quitanda é possível utilizar flyers e folders divulgando os descontos, ou então, carros de som para divulgar no bairro em que o estabelecimento se encontra.

Como dica de negócio, é recomendado realizar com frequência pesquisas de mercado, público-alvo e concorrência para tentar identificar pontos de desejo que ainda não foram entregues por ninguém no mercado e claro, oferecê-los em seu negócio como diferencial.

Baixe o e-book completo “Como abrir uma empresa?”

Como vimos, abrir uma empresa não é nada fácil. Mas o Abertura Simples tem a missão de desburocratizar esse processo! Baixe o e-book “Como abrir uma empresa? Manual completo” e tenha acesso ao conteúdo exclusivo com o passo a passo para abrir seu próprio negócio. O material é disponibilizado gratuitamente. Baixe agora mesmo!

ABERTURA SIMPLES

Nós do Abertura Simples realizamos todo o processo para que o empreendedor que deseja abrir uma quitanda realize de forma rápida, simples e segura, sem dores de cabeça. Além disso, oferecemos diversos serviços adicionais aos parceiros que decidem abrir qualquer empresa conosco.

Entre as diversas vantagens do Abertura Simples estão o atendimento humanizado, serviço de entrega e recolhimento de documentos e o preço justo. Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.

Entre em contato com nossos representantes e inicie seu projeto com o Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo:

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!