Skip to content

Guia completo sobre empreendedorismo

O que você verá neste artigo:

Pronto (a) para aprender tudo sobre o empreendedorismo?

Empreendedorismo. É provável que você já tenha escutado muito sobre esta palavra, certo? Afinal, o Brasil é considerado um país altamente empreendedor. Somente em 2018, por exemplo, dois a cada cinco brasileiros, com idade entre 18 a 64 anos, eram donos do próprio negócio ou tinham o sonho de abrir uma empresa, segundo pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM).

A questão é que, por mais que a palavra seja amplamente difundida, poucas pessoas sabem o que realmente é empreendedorismo. Diante disso, decidimos ajudar nossos leitores explicando tudo sobre o assunto. Você pensa em abrir uma empresa e quer entender, de fato, o que é empreendedorismo?

Confira este guia!

Conceituando empreendedorismo

Os autores Adelar Francisco Baggio e Daniel Knebel Baggio explicam em um artigo, publicado na Revista de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia, que o empreendedorismo pode ser entendido como fazer algo com criatividade e motivação.

“Consiste no prazer de realizar com sinergismo e inovação qualquer projeto pessoal ou organizacional, em desafio permanente às oportunidades e riscos. É assumir um comportamento proativo diante de questões que precisam ser resolvidas”, dizem eles.

O comportamento assumido por quem encara o empreendedorismo é conhecido como empreendedor. Basicamente, empreendedor é aquele que identifica um problema na sociedade, desenvolve uma solução por meio de produtos ou serviços e coloca no mercado para vender.

No entanto, ser empreendedor é muito mais que isso (vamos falar sobre comportamento empreendedor abaixo).

Tipos de empreendedorismo

Podemos identificar que existem alguns tipos de empreendedorismo, ou seja, que são focados em determinados segmentos. No Brasil, há seis que são mais comuns. Abaixo explicamos cada um deles.

Empreendedorismo informal: com o aumento do desemprego, muitas pessoas acabam decidindo abrir o próprio negócio. Geralmente, entra na categoria de empreendedorismo informal vendedores ambulantes, ou seja, pessoas que estão empreendendo apenas por necessidade e que não se formalizam.

Empreendedorismo tradicional: este é o mais conhecido, pois define quem decide abrir o próprio negócio por oportunidade. Ou seja, o empreendedor observa o mercado, percebe que há uma demanda e desenvolve um produto ou serviço.

Empreendedorismo social: a categoria define, normalmente, empresas sem fins lucrativos que são criadas visando gerar alguma mudança social.

Empreendedorismo franqueado: neste caso, o empreendedor compra um modelo de negócio, já bem estruturado no mercado, e abre sua franquia.

Empreendedorismo corporativo: trata-se da criação, implantação e desenvolvimento de novos negócios dentro de uma organização. Pode ser, por exemplo, a criação de um novo produto, busca por novos mercados etc.

Empreendedorismo hereditário: muito comum no Brasil, o empreendedorismo hereditário é a categoria que define empreendedores que receberam seus negócios como herança da família.

Os benefícios do empreendedorismo na sociedade

Pensando em um contexto histórico, os brasileiros se destacam por criar soluções inovadoras para os problemas encontrados na sociedade.

Diante de tantas crises econômicas e o descaso governamental, a população se vê obrigada a encontrar soluções para seus problemas. Por conta disso, o empreendedorismo se tornar uma alternativa.

Mas você sabe quais são os impactos dele na sociedade? É o que vamos abordar a seguir.

Estimula o desenvolvimento econômico

As nove milhões de micro e pequenas empresas, por exemplo, representam 27% do Produto Interno Bruto (PIB) no país, segundo pesquisa da Sebrae. Isso significa que o empreendedorismo, mesmo o de micro e pequenas empresas, tem um potencial gigante para promover o desenvolvimento econômico do país.

Promove a geração de renda local

Tantas as pequenas quanto as grandes empresas conseguem promover a geração de renda local, principalmente em pequenas cidades. Elas são essenciais para que a econômica local consiga se desenvolver e prosperar.

Geração de emprego

O empreendedorismo também é fundamental para abrir novos postos de trabalhos no mercado. Quando o governo investe em empreendedorismo para pequenas e médias empresas, ele está promovendo a geração de empregos.

Situação atual do empreendedorismo no Brasil

A crise política e economia afeta o empreendedorismo no Brasil. Em um contexto macro, muitas empresas estrangeiras acabam deixando de investir no território. Em maio deste ano, por exemplo, o Brasil saiu da lista FDI Global Index, o Índice Global de Confiança para Investimentos Estrangeiros.

No entanto, em um contexto micro, a alta taxa de desemprego leva muitas pessoas a empreender por necessidade, ou seja, para sobreviver. Atualmente, encontramos uma economia com uma leve melhora.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), o Brasil teve um crescimento econômico de 0,4% no primeiro trimestre (junho a agosto) de 2019, em comparação com três meses anteriores.

Mesmo diante da leve recuperação, o número de empresas abertas cresceu 17,4% no primeiro semestre de 2019, segundo levantamento do Abertura Simples realizado com dados oficiais da Receita Federal.

Diante destes dados, podemos concluir que a falta de oportunidade no mercado de trabalho leva muitas pessoas a empreendedor. Contudo, este não é o único motivo. Há ainda muitas profissionais que abrem seu próprio negócio porque encontram um problema social e criam uma solução para ele.

Segmentos mais promissores para empreender no Brasil

Uma pesquisa realizada pelo Sebrae identificou quais são os segmentos mais promissores para empreender no Brasil em 2019. De acordo com o estudo, a aposta fica para:

Serviços pessoais: empresas de assistência a paciente no domicílio, cabeleireiros, restaurantes, manicure e pedicure, fotografia, lavagem/lubrificação/polimento de veículos, instalação e manutenção elétrica, serviços de alinhamento e balanceamento de veículos, casas de festas e eventos.

Serviços prestados às empresas: apoio administrativo, marketing direto, serviço de entregas, organização de feiras, promoção de vendas, congressos e festas.

Serviços nas áreas de transporte, saúde e educação: transporte escolar, treinamento/desenvolvimento profissional, serviço de taxi, ensino de arte, outras atividades de ensino, transporte de carga, serviços de diagnóstico por imagem, instituição para idosos, educação infantil (creche), atividades de fisioterapia, atividades de condicionamento físico e atividade ambulatorial (exames).

Serviços de informática e comunicação: desenvolvimento de programas de computador, comunicação multimídia, provedores de conteúdo e reparação de equipamentos.

Serviços de apoio à agropecuária: serviços de agronomia e de consultoria de atividades agrícolas e pecuárias, manutenção e reparação de máquinas agrícolas, atividades veterinárias.

Bens que atendem às necessidades básicas da população: material de construção, alimentos preparados, produtos de padarias/confeitarias, comércio de alimentos em geral, comércio de hortifrutigranjeiros, comércio de bebidas, calçados e pequenas obras/construções (obras de alvenaria, instalação e manutenção elétrica).

Características do empreendedor de sucesso

O renomado pesquisador Louis Jacques Filion explica que o empreendedor é uma pessoa que imagina, desenvolve e realiza visões, ou seja, ele pensa, planeja e age. Em todos esses processos, é essencial que a pessoa desenvolva suas tarefas levando em consideração algumas características de empreendedores de sucesso.

Afinal, existem alguns atributos que permitem ter uma postura mais decisiva e uma visão mais estratégica para obter o sucesso. Sabendo da importância de conhecer as características de empreendedores de sucesso, decidimos selecionar, com a ajuda do Sebrae, 10 características que todos novos empreendedores devem desenvolver. Vamos lá?

#1 Iniciativa

Uma característica que pode ser encontrada em empreendedores de sucesso é a iniciativa para enxergar oportunidades em lugares que poucas pessoas procuraram. Além disso, ele também tem iniciativa para ir em busca do que realmente deseja.

Uma pessoa empreendedora jamais vai esperar que os outros resolvam seus problemas. Ela tem total clareza que precisa buscar seu sucesso e não esperar que o sucesso venha até ela.

#2 Correr riscos 

A maioria das pessoas sofre com um medo paralisante e não conseguem arriscar e mudar. Já o empreendedor tem em mente que correr riscos, moderados, é necessário. No entanto, não se engane. Ele não é uma pessoa inconsequente. Muito pelo contrário.

Os riscos que ele corre são calculados, ou seja, o profissional analisa, com cuidado, todo o cenário e verifica qual a chance de sucesso e fracasso. Somente a partir disso, ele decide se arriscar em novas oportunidades de negócios.

#3 Persistência

Empreender é um caminho muito longo no qual o profissional irá se deparar com vitórias e fracassos. É bem provável que em determinados momentos ele pense em desistir.

Contudo, sua vontade de conquistar o sucesso é muito maior. Então, ele encontra dentro de si recursos para seguir adiante. A executiva Lisa M. Amos explica que “os empreendedores falham, em média, 3,8 vezes antes do sucesso final. O que separa os bem-sucedidos dos outros é a persistência”.

#4 Buscar informações

Atento ao mercado, o empreendedor se envolve pessoalmente na análise do cenário no qual está inserido. Por isso, ele está sempre se atualizando e pesquisando sobre seus clientes, fornecedores e sobre o próprio negócio. Ele realiza constantemente pesquisas de mercado, participa de congressos, eventos e também faz cursos para se manter atualizado.

#5 Planejar e monitorar

Empreendedores de sucesso realizam todas as suas tarefas com muita organização. Eles estipulam prazos e seguem um cronograma de prioridade. Outra questão importante é que todos os negócios são realizados com monitoramento de resultados. Desta forma, os profissionais conseguem analisar quando estão seguindo o caminho certo ou não. Quando percebem que os resultados não são bons, eles não têm medo de reavaliar suas estratégias.

#6 Exigência de qualidade

Os profissionais com característica empreendedora desenvolvem métodos que são capazes de mensurar a qualidade de todo o processo de produção de um produto ou serviço. Eles ainda estão sempre procurando maneiras de fazer as coisas com mais agilidade, menos custos e com mais qualidade.

#7 Rede de contatos

Nomes renomados do empreendedorismo sabem que, vivendo em sociedade, não é possível conquistar o sucesso sozinhos. Sendo assim, todos possuem uma boa rede de contato. Eles frequentam eventos, congressos e festas sociais do setor no qual estão inseridos procurando conhecer novas pessoas.

Os contatos são extremamente importantes para os empreendedores, pois, além de permitirem ter acesso às novidades do mercado, podem possibilitar novas parcerias e negócios.

#8 Metas estabelecidas

“Quando não se sabe para onde vai, qualquer caminho serve”. A frase é uma das mais usadas em eventos de empreendedorismo para explicar a importância de ter objetivos e metas. Empreendedores de sucesso só trabalham com objetivos muito bem definidos e com metas claras.

É interessante destacar que objetivo e meta têm conceitos diferentes. Objetivo é exatamente onde se quer chegar. Já as metas definem os caminhos necessários para chegar até o objetivo.

#9 Comprometimento

Ser comprometido não é uma característica simples, pois envolve estar 100% inteiro e sacrifícios pessoais. Contudo, ela é fundamental para quem busca o sucesso. O empreendedor, além de se comprometer em se entregar 100%, também se responsabiliza pelos sucessos e fracassos tanto das decisões da equipe quanto suas.

#10 Autoconfiança e independência

As duas características são extremamente relevantes para um empreendedor. Isso porque a autoconfiança permite que ele possa agir com mais liberdade. Já a independência faz com que ele siga pelo caminho que realmente acredita. Ou seja, as duas características juntas fazem com que o profissional se destaque em tudo o que faz.

Conclusão

Para finalizar, é importante mencionar que tudo o que você aprendeu aqui sobre empreendedorismo deve ser apenas um ponto de partida. É essencial que você continue se aprofundando no assunto, caso tenha interesse em seguir a jornada empreendedora. Nossa recomendação é que você leia nosso artigo5 cursos para empreendedores de primeira viagem”.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on twitter
Share on whatsapp
Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!

Faça parte da maior comunidade de empreendedores do Brasil, sempre munidos com as últimas e mais relevantes notícias e artigos do mundo do empreendedorismo.