Skip to content

Quero abrir uma casa de carne de muito sucesso. O que eu preciso saber?

O que você verá neste artigo:

Está pensando em abrir um açougue, mas não sabe por onde começar? Confira neste artigo o passo a passo!

Este é um tipo de negócio que é uma ótima opção, já que o consumo de carne pelo ser humano é tão antigo quanto a própria história e, mesmo com as novas visões e estilos de vida, ainda é um dos produtos mais consumidos pela população. Quer saber como iniciar na área? Continue lendo:

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA ABRIR UM AÇOUGUE DE SUCESSO!

O que é um açougue?

O açougue é um estabelecimento comercial que vende carnes. De acordo com a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), a atividade de açougue se caracteriza como comércio varejista de carnes e compreende:

  • Carnes de bovino, suíno, caprino, ovino e equídeo, frescas, frigorificadas e congeladas;
  • Aves abatidas frescas, congeladas ou frigorificadas;
  • Pequenos animais abatidos – coelhos, patos, perus, galinhas e similares;
  • O abate de animais associado ao comércio.

Como é o mercado?

O agronegócio contribui com 22,5% de todo o PIB e 37,0% do mercado de trabalho do Brasil. No ano de 2016 o país produziu 26,35 milhões de toneladas em carnes (bovina, aves e suínos), 215,27 milhões de toneladas de grãos, 41,12 milhões de toneladas de frutas e 35,00 bilhões de litros de leite.

A produção de carne bovina do Brasil se aproxima dos 10,0 milhões de toneladas anuais, sendo que praticamente 80% desta é absorvida no mercado interno. Já a produção de frango está cada vez mais perto dos 14,0 milhões de toneladas ao ano. A carne suína tem uma produção estável e pouco abaixo dos 4,0 milhões de toneladas ao ano. A indústria da carne, que muito foi discutida diante dos desdobramentos da Operação Carne Fraca, emprega 6,7 milhões de pessoas no país.

As projeções do consumo mostram a preferência dos consumidores brasileiros pela carne bovina. O crescimento projetado para o consumo da carne é de 3,6%aa no período 2013 a 2023. Isso significa um aumento de 42,8% no consumo nos próximos 10 anos. A carne de frango passa para o segundo lugar no crescimento do consumo com uma variação de 26,2% nos próximos anos. Em nível inferior de crescimento situa-se a projeção do consumo de carne suína, com aumento projetado de 18,9% para 2023.

O que é e como montar um plano de negócios para um açougue?

O plano de negócios serve para que o empreendedor tenha uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida. No plano de negócios você irá definir assuntos como por exemplo, os serviços que irá oferecer. Além disso, o plano de negócios também detalha a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.

Para desenvolver o planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento, pagamentos de funcionários e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também o público que irá contratar o seu serviço, quem serão seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

RESUMO DOS PRINCIPAIS PONTOS DO PLANO DE NEGÓCIO:

  • O que é o negócio?;
  • Quais os principais produtos e/ou serviços?;
  • Quais serão os seus principais clientes?;
  • Onde será localizada a empresa?;
  • O montante de capital a ser investido?;
  • Qual será o faturamento mensal?;
  • Em quanto tempo espera que o capital investido retorne?

Escolha um bom ponto de venda

A localização é um dos principais pontos de sucesso de um empreendimento. Para abrir uma casa de carne, é preciso pensar em várias questões. Entre elas estão a pesquisa detalhada no mercado onde pretende abrir a loja, já que com esses dados, é possível escolher a localização perfeita para instalar o seu negócio. Outros fatores que precisam ser considerados além do estudo do público-alvo são as questões de acessibilidade, ou seja, estacionamento, metrô e pontos de ônibus próximos, visibilidade, como por exemplo, escolher regiões de centros comerciais que possuem um alto fluxo de pessoas.

Colaboradores

A contratação de colaboradores para abrir uma casa de carne vai depender da necessidade e do tamanho do empreendimento. Para iniciar, o empresário precisará de alguns profissionais para atendimento no balcão e desossa da carne bovina, que entendam de tipos de carnes e seu manuseio, profissionais de limpeza, operador de caixa e o próprio proprietário.

Qual a estrutura e os equipamentos necessários?

A estrutura mínima recomendável para abrir um açougue dependerá muito de quais são os planos do empreendedor. Ele precisará buscar locais que comportem as áreas de atendimento, caixa, espaço para exposição dos produtos e balcões refrigerados ou em freezers (congelados).

Alguns dos equipamentos necessários para abrir um açougue, são:

  • Computador, impressora, telefone;
  • Impressora de cupom fiscal;
  • Máquinas de débito e crédito;
  • Mesas, cadeiras e armários para escritório;
  • Gaveteiro;
  • Caixa;
  • Balcões refrigerados;
  • Freezer vertical com porta de vidro;
  • Câmara refrigerada;
  • Geladeiras industriais;
  • Bancadas de inox;
  • Máquina seladora manual ou embaladora a vácuo;
  • Moedor de carne industrial;
  • serra de fita para cortar carnes congeladas ou com ossos;
  • Picador de carne;
  • Amaciador de carne;
  • Utensílios para corte e desossa de carne (facas);
  • Luva de aço para proteção;
  • Balanças eletrônicas com etiquetadores.

Diferença entre açougue e casa da carne

A primeira diferença entre uma casa de carne e um açougue está ligada à aparência e à ambientação. O ambiente de uma casa de carne deve ser confortável, agradável e totalmente diferenciado.

Na casa de carne, você não encontrará, por exemplo, os tradicionais ganchos, onde as peças de carne são penduradas e expostas aos clientes.

As casas de carne ainda se diferenciam dos açougues por oferecerem aos seus clientes produtos diferenciados e cortes nobres, muitas vezes não encontrados nos açougues tradicionais. Muitos estabelecimentos também diversificam o seu mix de produtos, vendendo bebidas como vinhos, variados tipos de cervejas, temperos e condimentos para carnes.

Além disso, as boutiques costumam contar com funcionários treinados para que os clientes possam sanar todas as dúvidas e receberem indicações dos melhores cortes para cada ocasião.

Como abrir um açougue?

O Brasil é conhecido pela sua grande produção de carnes, tanto para exportação quanto para consumo interno. O país é o quarto produtor mundial de carne de porco, terceiro do ranking na produção de frango e possui o segundo maior rebanho bovino do planeta. Por esta razão, abrir um açougue é uma ótima opção para quem quer abrir um empreendimento. Se este é o seu caso, confira abaixo o passo a passo

1 – Escolha o tipo de atividade

O primeiro passo para abrir um açougue é identificar qual o segmento da atividade que você deseja. Para designar isso, existem três distinções:

  • Serviço: trabalho realizado a título de mão de obra física ou intelectual;
  • Indústria: atividade econômica que visa transformar matéria-prima em materiais comercializáveis;
  • Comércio: direcionado para lojistas e Comércio Varejista, direcionado ao consumidor final.

2 – Escolha a Natureza Jurídica do açougue

Após identificar qual o segmento de atividade, é necessário verificar qual o tipo de natureza jurídica da sua empresa. Isso ajudará a definir o regime jurídico no qual ela se enquadra.

Informar a natureza jurídica no ato de formalização da empresa é indispensável, já que cada uma delas possui diferentes formas de aplicação das normas. Existem diversas naturezas jurídicas, mas às empresas, são atribuídas:

  • Empresário Individual (EI): Uma única pessoa constitui uma empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. É a pessoa física titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada (LTDA): É aquela que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços. Inclui-se toda a empresa que contribui com moeda para a formação de capital social e realização da constituição empresarial;
  • Sociedade Simples (SS): Exploram atividade de prestação de serviços decorrente de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comércio, e sim exercem suas profissões. Exemplo: contadores, advogados, cooperativas e representações comerciais;
  • Sociedade Anônima (SA): Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim se dividem em ações. Essas ações podem ser transacionadas e eliminadas. Neste caso não é necessário nenhum contrato social ou outro ato oficial como nas sociedades limitadas;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI): Empresa formada por somente uma pessoa, onde o capital pertence unicamente ao titular. Esse capital deve ser obrigatoriamente integralizado, e não pode ser inferior a 100 vezes o salário-mínimo vigente.

3 – Defina o porte do açougue

Depois de definir a natureza jurídica do seu açougue, chegou a hora de saber qual o porte dele. As opções devem ser escolhidas a partir do seu faturamento.

  • Microempreendedor Individual (MEI): Modalidade em que o faturamento máximo deve ser de R$81 mil por ano e não permite com que o parceiro participe como sócio ou titular de outra empresa;
  • Microempresa (ME): É permitido empresário individual e sócios. O teto de faturamento anual é de R$360 mil.
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): Modalidade em que a faixa de faturamento anual começa em R$360 mil e vai até R$4,8 milhões.

4 – Reúna a documentação necessária

É obrigatório a apresentação de documentos importantes na hora de abrir um açougue. Alguns documentos possuem prazos determinados para serem cumpridos, já que possuem data de validade. Por isso, essa etapa requer a ajuda de um contador especializado em abrir um açougue. Nós podemos te ajudar!

Confira a seguir alguns dos documentos para montar um açougue:

Para os sócios

Se você for abrir um açougue com sócios, será necessário seguir os documentos de cada um deles:

  • 1 cópia simples do comprovante de residência;
  • Certidão de casamento (se casado);
  • 2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada (A Carteira Nacional de Habilitação também é válida);
  • 1 cópia de folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.

Para a empresa

  • CNPJ;
  • 2 cópias simples do IPTU do imóvel;
  • 2 cópias do Contrato de Locação ou Compra e Venda.

Contrato Social

O contrato social é um documento importante e que deve ser assinado por todos os sócios da empresa, a fim de firmar a sociedade. Nele, devem estar devendo a cada participação de cada um dos sócios da açougue, bem como suas cotas, investimentos e participação nos lucros.

Realize o registro na Junta Comercial

O registro é considerado uma certidão de nascimento da empresa e deve ser feito antes de obter o CNPJ. Seu açougue só funcionará legalmente se você realizar o seu registro na Junta Comercial ou no Cartório de Pessoas Jurídicas do seu Estado.

5 – Abra um CNPJ

O processo de abertura de um CNPJ para abrir um açougue é muito simples. Após o registro na Junta Comercial, você receberá o Número de Identificação do Registro de Empresa (NIRE). Ele será solicitado para entrar no site da Receita Federal para abrir o CNPJ. No site, você irá fazer o download do Programa Básico de Entrada e em seguida, realizar a impressão. Depois é só enviar à Receita Federal pelos Correios ou pessoalmente.

6 – Solicite o Alvará de Funcionamento

O Alvará de Funcionamento é o documento que indica se o seu açougue pode exercer as suas funções no local que você deseja instalar.

Na maior parte dos Estados brasileiros o empreendedor pode solicitar o Alvará gratuitamente pela internet. O documento é emitido pela Prefeitura Municipal ou Órgão Governamental Municipal.

Cada atividade requer um certo tipo de Alvará e, por isso, é necessário estar atento se a atividade escolhida está representada no registro por um código CNAE de atividades protegidas.

Os documentos necessários para solicitar o Alvará de Funcionamento são:

  • Planta do imóvel onde você abrir seu negócio;
  • Cópia do recibo do IPTU pago;
  • CPF e RG, originais ou cópias, da pessoa responsável pelo negócio;
  • Cadastro do Contribuinte Mobiliário, ou CCM, na Secretaria das Finanças;
  • O Setor, Quadra e Lote – também chamado de SQL – do imóvel;
  • Declaração de atividade: para que você usará o imóvel e qual área será destinada aos consumidores;
  • Certificado de conclusão de imóvel recém-construído.

Como divulgar meu açougue?

A divulgação é um importante instrumento para tornar a empresa e seus serviços conhecidos pelos clientes potenciais. Para o empreendedor que deseja abrir açougue, o uso de estratégias de marketing de qualidade pode funcionar como fatores determinantes para o sucesso de um negócio. A primeira regra antes de divulgar uma empresa de serviços é fazer a definição do seu público alvo, conforme o serviço prestado. Depois dessa definição, o próximo passo é partir para os investimentos mais adequados para este fim.

O empreendedor poderá utilizar das mais variadas ações de comunicação para tornar a sua empresa conhecida. Ele poderá utilizar os materiais impressos, como por exemplo cartões de visita, flyers e folders e também, os meios digitais, com a criação de um perfil nas redes sociais onde ele divulgará os seus produtos.

Como dica de negócio, é recomendável que o empreendedor precise estar atento às novidades do segmento e usar sempre a criatividade para atrair os consumidores, já que este é um mercado que possui bastante concorrência. Além disso, é preciso elaborar um plano de negócio e estudar, detalhadamente, o mercado, os concorrentes e principalmente, o público-alvo.

Baixe o e-book “Como abrir uma empresa”

Abrir uma empresa não é nada fácil e muito menos simples. São exigidos o cumprimento de exigências e muitas burocracias. Mas, não desanime, o Abertura Simples desburocratiza o processo para você! Faça o download grátis do e-book “Como abrir uma empresa? Manual Completo” e tenha acesso exclusivo ao passo a passo de como abrir uma empresa. Baixe agora mesmo, é grátis!

ABERTURA SIMPLES

Nós, do Abertura Simples, realizamos todo o processo para que o empreendedor que deseja abrir uma casa de carne realize de forma rápida, simples e segura, sem dores de cabeça. Além disso, oferecemos diversos serviços adicionais aos parceiros que decidem abrir qualquer empresa conosco.

Entre as diversas vantagens do Abertura Simples estão o atendimento humanizado, serviço de entrega e recolhimento de documentos e o preço justo. Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.

Entre em contato com nossos representantes e inicie seu projeto com o Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo:

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on twitter
Share on whatsapp
Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!

Faça parte da maior comunidade de empreendedores do Brasil, sempre munidos com as últimas e mais relevantes notícias e artigos do mundo do empreendedorismo.