Entenda o que é MVP e como defini-lo para o seu negócio!

 em Planejamento e Finanças

Você já deve ter ouvido falar sobre essa sigla, mas deve estar se perguntando: o que é MVP e como defini-lo para o meu negócio? Para descobrir, continue lendo:

Se você está iniciando uma nova empresa ou então, está gerenciando um produto ou serviço, já deve ter se deparado este nome e teve a dúvida sobre o que significa MVP. Grandes empresas do mercado, como por exemplo Facebook, Apple e Dropbox se basearam na técnica e conseguiram se consolidar em seus segmentos, sem gastarem muito nos períodos iniciais. Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo:

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O QUE É MVP E COMO DEFINI-LO PARA O SEU NEGÓCIO!

O que é MVP?

O MVP é um conjunto de testes primários feitos para validar a viabilidade do negócio. São diversas experimentações práticas que serão desenvolvidas levando o produto a um seleto grupo de clientes, mas não é o produto final. A sua sigla significa “Minimum Viable Product” (ou “Produto Minimamente Viável”, em português), e ele pode ser uma das primeiras etapas do processo empreendedor. Eleger um MVP significa observar e coletar dados sobre clientes e criar situações práticas de negócio que façam com que a empresa aprenda rapidamente o que falta para aplicar preços, funcionalidades e, enfim, lançar uma solução inovadora.

Está é uma prática que ajuda a investir em um produto certeiro, que seja realmente útil para as pessoas. Além disso, depois de algum tempo de prática de MVP em seu negócio, será possível prever os fatos antes que eles aconteçam, lançar novidades antes que seja tarde demais. Além de ser usado para testar a utilização do produto e seus recursos, o MVP também serve para testar as demandas dos usuários. Ou seja, o experimento pode estar centrado no produto em si ou em outros componentes que permitam validar hipóteses do negócio.

Imagem da sigla para remeter ao empreendedor que deseja saber o que é MVP

Como estabelecer as hipóteses para o MVP?

Já descobriu o que é MVP, precisa agora estabelecer as hipóteses para o MVP.

Se você ainda não tem um protótipo, ou então tem, mas quer tornar o processo ainda mais eficiente, é preciso criar um modelo de negócio utilizando o Business Model Canvas. São 9 blocos que definem os componentes básicos do seu empreendimento.

  • Segmentos de clientes;
  • Propostas de valor;
  • Canais;
  • Relacionamentos com cliente;
  • Fontes de receitas;
  • Recursos chave;
  • Atividades chave;
  • Parceiros chave;
  • Estrutura de custos;

Se a sua criação parte totalmente do zero e ninguém fez algo parecido, é mais difícil encontrar parâmetros de comparação que ajudem a definir um MVP. A melhor forma é fazer testes rápidos (quantos forem necessários) e aprender o que dá certo ou não.

Como definir o MVP para o meu negócio?

De início, o que deve ficar claro que é o MVP não tem nada a ver com entregar um produto mal feito antes de termina-lo e jogá-lo definitivamente ao mercado. Não é entregar algo cheio de falha para saber o que os clientes acham e apontem os problemas dele. É entregar algo que represente o produto final que está para ser entregue, mas que trará apenas uma versão mais clean, que, no entanto, já é suficiente para resolver o problema qual foi desenvolvido.

Primeiro passo

Agora que você já sabe o que é MVP, está na hora de defini-los para o seu negócio. Como primeiro passo, a dica é apostar em uma landing page. Ela será usada para apresentar o produto pela primeira vez ao mercado (ainda que na teoria), tendo como um de seus maiores objetivos captar leads que serão usados como “testes” no processo de validação posterior.

Segundo passo

O segundo passo é tirar, a partir das primeiras manifestações de seus leads, as hipóteses de testes, referenciais ou métricas que serão usados para o desenvolvimento. Serão então formulados os critérios a serem testados, as expectativas de retorno e qual o perfil de cliente que esse produto alcança.

Terceiro passo

Só após essas duas etapas iniciais é que sua empresa poderá pensar na criação de um MVP para ser submetido a testes. Lembre-se de que o objetivo é gastar o mínimo de recursos possíveis, mas sem permitir que o produto deixe de ser um produto, para ser só um conjunto de funções sem sentido.

Como mensurar o MVP

Descobrindo o que é MVP, quais são suas hipóteses e como defini-los, é preciso então mensura-los, certo? Para aprender o que é necessário para alavancar seu produto ou resolver um problema é preciso estabelecer métricas para analisar o feedback de clientes em potencial e dos que já são usuários do serviço.


E aí, descobriu o que é MVP e como defini-los para o seu negócio? Nesta estratégia, o conhecimento adquirido com o teste é ainda mais importante que a avaliação em si. Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Postagens Recentes

Deixe uma resposta