Skip to content

Como abrir uma editora? Passo a passo completo

O que você verá neste artigo:

Pretende abrir uma editora, mas não sabe por onde começar? Fique tranquilo, o Abertura Simples te ensina! Confira o passo a passo neste artigo!

Tem pensado em abrir uma editora? Saiba que essa é uma oportunidade de negócio muito interessante, principalmente para quem é apaixonado pelo universo literário.

Uma editora é uma empresa que coordena o processo de editoração e publicação de obras literárias, como livros, revistas e, até mesmo, discografias e partituras. Geralmente, as editoras se especializam em um tipo de publicação e área: livros didáticos, obras de referências, revistas de determinados nichos, jornais e etc. No geral, a editora também arca com os custos de produção, divulgação e distribuição.

Hoje, o mercado conta com basicamente três tipos de editoras:

  • Grandes: responsáveis por publicar os best-sellers internacionais e autores nacionais consagrados;
  • Médias: que publicam livros em parceria com o próprio autor ou com instituições. Geralmente, essas editores tendem a não investir integralmente em um livro;
  • Pequenas: aquelas que publicam livros financiados pelo próprio autor.

Mesmo se tratando de um cenário de disputa por espaços e lançamentos de livros, o mercado está em constante crescimento. Afinal, todos os dias são lançados milhares de livros no país. 

Por isso, se você está pensando em montar uma editora, esse é o momento certo. Porém, antes de iniciarmos o passo a passo, é importante que você já tenha uma ideia do tipo de segmento que deseja atuar, bem como o perfil dos livros que irá publicar. Este é um fator inicial muito importante, pois irá direcionar os esforços e as ações para um público-alvo específico já definido.

abrir uma editora

O mercado editorial

O mercado editorial fechou o primeiro semestre de 2021 em uma situação bem melhor do que a vivida no mesmo período do ano anterior, quando foi bruscamente impactada pela pandemia da Covid-19. Estima-se que, nos seis primeiros meses de 2021, o mercado editorial teve aumento de 48,5%, batendo o número de 28 milhões de exemplares vendidos apenas no Brasil. O número significa 10 milhões a mais do que o mesmo período de 2021.

Os números foram obtidos no Painel do Varejo de Livros no Brasil, realizado pela Nielsen e divulgado pelo Sindicato Nacional de Editores de Livros (Snel). Em termos de valor, o aumento foi ligeiramente menor, mas ainda assim positivo: 39,9%. O faturamento de 2020 foi de R$846,2 milhões e saltou para R$1,19 bilhão agora.

De acordo com a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, o brasileiro lê, em média, cinco livros por ano. Ainda, a pesquisa aponta que o Brasil perdeu, nos últimos quatro anos, cerca de 4,6 milhões de leitores. De 2015 a 2019, a porcentagem de leitores caiu de 56% para 52% no Brasil. Em contrapartida, os não leitores, ou seja, brasileiros com mais de 5 anos que não leram nenhum livro nos últimos três meses, representam cerca de 48% da população. 

Porém, mesmo com esses números, o mercado editorial segue em expansão. Uma oportunidade que surgiu no último ano e que expandiu o mercado são os chamados Clube do Livro. Por conta do isolamento social, recorrer a um clube do livro foi, para muitas pessoas, a oportunidade perfeita para interagir com outros grupos, criar debates e, claro, praticar o hábito da leitura.

Isso fomentou o mercado editorial e, com certeza, foi uma das causas para o faturamento anual do último semestre.

Como montar uma editora?

Com todos esses dados do mercado, se você pensa em abrir uma editora, saiba que você tem o modelo de negócio perfeito em mãos. Para ter sucesso, porém, é preciso pensar além do espaço físico ou apenas comprar os materiais. É necessário que se crie um planejamento rigoroso e pense em cada detalhe do seu negócio. Assim você será dono de uma editora de sucesso!

Confira a seguir o que é necessário para montar uma editora.

abs news. clique aqui!

1 – Monte um plano de negócios

Lembra quando dissemos que, para abrir uma editora, seria necessário muito planejamento? Pois bem, esse é o primeiro passo que deverá ser cumprido durante o processo de abertura do negócio.

O plano de negócios é o documento que traçará a trajetória da empresa. Ele proporcionará uma visão mais ampla sobre a editora e o mercado ao qual ela está inserida. É por meio do plano de negócios que o empreendedor deverá definir seus objetivos e metas a serem alcançados, bem como os caminhos que deverá percorrer para conseguir conquistá-los.

Também é neste documento que o empreendedor deverá definir o segmento da sua editora. Ou seja, no plano de negócios devem ser detalhados os tipos de produtos que serão vendidos, se terá um nicho específico para eles, os serviços adicionais que serão oferecidos, o modelo de atendimento e diversos outros pontos que moldarão a editora. 

Quanto mais completo e bem feito for o plano de negócios, mais informações o empreendedor terá a sua disposição para a tomada de decisões.

Alguns itens são indispensáveis para este documento. São eles:

  • Detalhamento financeiro;
  • Os serviços oferecidos pela sua editora;
  • As fontes de recurso;
  • Definir o público-alvo;
  • Análise de concorrência;
  • Pesquisa de mercado;
  • Plano de marketing.

2 – Encontre o ponto de vendas perfeito

Assim como em qualquer outro comércio, e talvez até um pouco mais, escolher a localização de um negócio para uma loja de conveniência será determinante para o seu sucesso a curto e a longo prazo.

Para o empreendedor que deseja montar uma editora, é preciso considerar a densidade populacional, o perfil dos consumidores locais, a concorrência, os fatores de acesso e locomoção, a visibilidade, a acessibilidade e a proximidade à escolas, faculdades e centros de pesquisa.

Além disso, também é muito importante considerar os fatores de demanda, oferta e custos. Por isso, antes de definir o público-alvo, estude sobre ele para que, assim, possa lhe oferecer a melhor experiência possível. Verifique se há alguma característica populacional em torno do estabelecimento, se aquela região possui muita concorrência ou uma vasta oferta aos consumidores. 

Além dessas exigências, para a instalação regular do negócio é necessário realizar uma consulta prévia de endereço na Prefeitura Municipal em que a editora estará localizada, para saber se o local respeita as exigências da Lei de Zoneamento. É necessário, ainda, observar as regras de proteção ao consumidor, estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC).

3 – Contrate os colaboradores

A quantidade de profissionais para abrir uma editora deve ser de acordo com o porte do empreendimento. Para uma editora de pequeno porte, é indicado a contratação de uma equipe enxuta, com três funcionários efetivos: um editor, um revisor e um assistente administrativo.

Também é importante que se conte com bons parceiros para diagramar, ilustrar e criar as capas dos livros. Essa tarefa deve ser realizada por designers.

Também é indicado que se realize parcerias com gráficas. Afinal, o volume de produção, bem como de impressão, será alto e, com boas parcerias, é possível minimizar o valor gasto em impressão.

abrir uma editora

4 – Estrutura e equipamentos para uma editora

A estrutura física mínima recomendada para quem deseja abrir uma editora é de 50m²,  onde estarão dispostos os seguintes departamentos:

  • Recepção com mesa, cadeiras e sofá para espera dos clientes;
  • Área administrativa;
  • Banheiro para funcionários e clientes;
  • Área comercial e de atendimento ao cliente;
  • Departamento editorial com divisórias ou estações de trabalho. A área também deve ter um pequeno espaço para estocar os livros e materiais.

Já no que diz respeito à equipamentos necessários para abrir uma editora, são listados:

  • Estações de trabalho;
  • Mesa de reunião;
  • Cadeiras;
  • Computadores;
  • Impressoras;
  • Softwares para editoração e diagramação;
  • Estantes.

É importante ter em mente que o tamanho da estrutura, bem como da disposição, vai depender do volume esperado de vendas. Por exemplo: uma editora de pequeno porte pode funcionar na casa do próprio editor, onde os sócios e a equipe se reunirão mensalmente ou online. 

Como abrir uma editora?

Agora que você já sabe todo o passo a passo para abrir uma editora, chegou a hora da segunda fase: o passo a passo para abrir uma editora. Porque, sim, além dos requisitos que envolvem planejamento, compra de equipamentos e abordagem, também é necessário que o empreendedor cumpra uma série de burocracias que dizem respeito à regularização do negócio.

Portanto, para cuidar das etapas contábil, fiscal e tributária, é necessário contar com a ajuda de uma contabilidade especializada em abertura de editora. Assim, o seu negócio estará bem assegurado e 100% regularizado.

Dito isso, vamos ao passo a passo de como abrir uma editora.

1 – Identifique o tipo de atividade da editora

Definir o tipo de atividade que a sua editora terá é uma das primeiras decisões que devem ser tomadas, antes mesmo de decidir quaisquer outras questões fiscais ou tributárias. Existem três diferentes designações. Porém, a que melhor se encaixa para o setor é o de prestação de serviços, já que a editora é uma prestadora de serviços para escritores terceirizados.

2 – Escolha a natureza jurídica

A natureza jurídica da sua editora ajudará a definir o regime jurídico que melhor se enquadra com o seu tipo de negócio.

Informar a natureza jurídica no ato de formalização do seu negócio é indispensável, uma vez que cada uma dessas possui diferentes formas de aplicação das normas. Confira a seguir alguns tipos de naturezas jurídicas para empresas:

  • Empresário Individual (EI): Uma única pessoa constitui a empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. A pessoa física é titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada (LTDA): Modelo que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços;
  • Sociedade Simples (SS): Exploram atividades de prestação de serviços decorrentes de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comércio, e sim desempenhar suas profissões;
  • Sociedade Anônima (SA): Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim se dividem em ações. Essas ações podem ser transacionadas livremente;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI): Empresa formada por somente uma pessoa, onde o capital pertence unicamente ao titular.

3 – Defina o porte da editora

O porte de uma empresa é definido a partir do seu faturamento. As opções e exigências são:

  • Microempreendedor Individual (MEI): Modalidade em que o faturamento máximo deve ser de R$81 mil por ano e não permite com que o parceiro participe como sócio ou titular de outra empresa;
  • Microempresa (ME): É permitido empresário individual e sócios. O teto de faturamento anual é de R$360 mil.
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): Modalidade em que a faixa de faturamento anual começa em R$360 mil e vai até R$4,8 milhões.
Abra a sua empresa com quem é referência no Brasil. Abra a sua empresa no Abertura Simples! Saiba mais!

4 – Separe os documentos necessários para abrir uma editora

Para abrir uma editora é obrigatório a apresentação de documentos importantes. Alguns desses documentos possuem data de validade e, por isso, contam com prazos determinados para serem entregues.

Os documentos necessários para abrir uma empresa são:

  • CNPJ;
  • Cópia autenticada do RG e CPF;
  • Folha espelho do IRPF;
  • IPTU do imóvel;
  • Contrato Social;
  • Cópia do Contrato de Locação ou Compra e Venda;
  • Alvará de funcionamento;
  • Entre outros documentos específicos da cidade ou da área de atuação.

Com esses documentos em mãos, empreendedor deve levar os documentos até a Junta Comercial do Estado para que eles possam ser protocolados. Assim, sua empresa será registrada perante os órgãos oficiais.

Também é importante ressaltar que para solicitar o Alvará de Funcionamento será preciso apresentar alguns outros documentos, que são:

  • Planta do imóvel onde você pretende abrir seu negócio;
  • Cópia do recibo do IPTU pago;
  • CPF e RG, originais ou cópias, da pessoa responsável pelo negócio;
  • Cadastro do Contribuinte Mobiliário, ou CCM, obtido na Secretaria das Finanças;
  • O Setor, Quadra e Lote – também chamado de SQL – do imóvel;
  • Declaração de atividade: para que você usará o imóvel e qual área será destinada aos consumidores;
  • Certificado de conclusão de imóvel recém-construído.

O alvará de funcionamento pode ser solicitado gratuitamente pela internet e este documento será emitido pela Prefeitura Municipal ou Órgão Governamental Municipal.

5 – Abra um CNPJ para a editora

Abrir um CNPJ para uma editora é muito simples. Ao registrar a empresa na Junta Comercial, o empreendedor receberá o Número de Identificação do Registro de Empresa (NIRE). Ele será solicitado ao entrar no site da Receita Federal no ato de abertura do CNPJ.

Dentro do site, faça o download do Programa Básico de Entrada, imprima, preencha o documento e o envio pelos Correios para a Receita Federal. O empreendedor também pode levar o documento pessoalmente.

abrir uma editora

Como montar uma editora com sócios?

Caso você queira abrir uma editora com sócios, além dos documentos já citados, será necessário apresentar alguns outros de cada sócio. São eles:

  • 1 cópia simples do comprovante de residência;
  • Certidão de casamento (se casado);
  • 2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada (Carteira Nacional de Habilitação também é válida);
  • 1 cópia de folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.

Há diversos tipos societários que o empreendedor pode escolher. O ideal é avaliar o momento e as condições da empresa antes de realizar essa escolha.

Quanto custa abrir uma editora?

O valor a ser investido em um negócio envolve um conjunto de fatores, conforme você pôde perceber ao longo deste artigo. Para uma editora de pequeno porte, o empreendedor deverá dispor de, aproximadamente, R$45 mil. Esse valor diz respeito às despesas do registro da empresa, equipamentos, três primeiros aluguéis (caso sua editora esteja alocada em um espaço comercial), licenças de softwares e capital de giro.

Qual o CNAE para uma editora?

De acordo com dados do CNAE/IBGE, a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) para uma editora é o de número 5811-5/00. A atividade diz respeito à edição de livros, atlas, dicionários, enciclopédias e outros.

Como divulgar uma editora?

A divulgação é um importante instrumento para tornar a editora e seus serviços conhecidos pelos clientes potenciais. Para o empreendedor que deseja montar uma editora de sucesso, o uso de estratégias de marketing de qualidade pode funcionar como fatores determinantes para o sucesso de um negócio. 

A primeira regra antes de divulgar uma empresa de serviços é fazer a definição do seu público alvo, conforme o serviço prestado. Depois dessa definição, o próximo passo é partir para os investimentos mais adequados para este fim. O empreendedor poderá utilizar das mais variadas ações de comunicação para tornar o seu serviço conhecido. Ele poderá utilizar os meios digitais, com a criação de um perfil nas redes sociais e site, onde constarão as principais informações sobre a sua empresa.

Como dica de negócio, o empreendedor deverá realizar com frequência pesquisas de mercado, público-alvo e concorrência para tentar identificar pontos de desejo que ainda não foram entregues por ninguém no mercado e claro, oferecê-los em seu negócio como diferencial.

Baixe o e-book completo “Como abrir uma empresa?”

Como vimos, abrir uma empresa não é nada fácil. Mas o Abertura Simples tem a missão de desburocratizar esse processo! Baixe o e-book “Como abrir uma empresa? Manual completo” e tenha acesso ao conteúdo exclusivo com o passo a passo para abrir seu próprio negócio. O material é disponibilizado gratuitamente. Baixe agora mesmo!

baixe nosso ebook: como abrir uma empresa? ebook completo. clique aqui!

Abertura Simples

Nós, do Abertura Simples, realizamos todo o processo para que a editora seja aberta de forma rápida, simples e segura, sem dores de cabeça. Além disso, oferecemos diversos serviços adicionais aos parceiros que decidem abrir qualquer empresa conosco.

Entre as diversas vantagens do Abertura Simples estão o atendimento humanizado, serviço de entrega e recolhimento de documentos e o preço justo. Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.

Entre em contato com nossos representantes e inicie seu projeto com o Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo:

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on twitter
Share on whatsapp
Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!

Faça parte da maior comunidade de empreendedores do Brasil, sempre munidos com as últimas e mais relevantes notícias e artigos do mundo do empreendedorismo.