Skip to content

Inteligência emocional: tudo que empreendedores precisam saber sobre o assunto está aqui

O que você verá neste artigo:

Na lista das habilidades para empreender é comum encontrar: planejamento, liderança e negociação. Contudo, pouco se fala de uma habilidade que pode facilitar a jornada: a inteligência emocional. Aqui você aprenderá:

  • O que é inteligência emocional?
  • Saiba quais são as vantagens da inteligência emocional 
  • Como colocar em prática a inteligência emocional

Boa leitura!

O que é inteligência emocional?

A Inteligência Emocional, como teoria psicológica, foi desenvolvida por Peter Salovey e John Mayer. Os especialistas explicam que “inteligência emocional é a capacidade de perceber emoções, de acessar e gerar emoções de modo a auxiliar o pensamento, de compreender as emoções e o conhecimento emocional e de regular reflexivamente as emoções de modo a promover o crescimento emocional e intelectual”.

Sabendo que a jornada de empreender exige um alto grau de desenvolvimento emocional do empreendedor, compreender como colocar em prática a inteligência emocional é um caminho positivo que ajudará a enfrentar as dificuldades e empreendedor com qualidade.

O autor de “Inteligência Emocional”, Daniel Goleman, explica que existem cinco habilidades que devem ser colocadas em prática para conquistar uma boa inteligência emocional.

Saiba quais são as vantagens da inteligência emocional 

A inteligência emocional pode ter um papel importante para sua empresa, impactando diretamente na estrutura organizativa do trabalho, na forma como a equipe consegue lidar com as adversidades e no aumento da capacidade produtiva.  A seguir nos separamos para você os 5 principais pilares da inteligência emocional.

Autocontrole

Podemos dizer que para melhorar a inteligência emocional tudo começa pelo autocontrole, prezando por essa qualidade certamente você lidará melhor diante de momentos de crise, seja em sua vida pessoal ou na profissional. Manter a calma, avaliar a situação e refletir antes das tomadas de decisões é essencial!

Empatia

Parte do lance da inteligência emocional é também saber lidar com os sentimentos e emoções alheias. E é aí que entra a empatia, se colocar no lugar do outro e tentar compreender as dificuldades que ele pode estar passando é de grande valia. Dessa maneira você certamente terá mais facilidade em resolver possíveis conflitos.

Confiança 

Que empreender exige uma boa dose de confiança no próprio taco a gente já sabe! Porém, também sabemos que os contratempos podem abalar a confiança de qualquer um. Para contornar esse possível problema um empreendedor precisa constantemente exercitar sua confiança, pois sabe-se que ela será percebida por toda equipe. 

Ter confiança nos produtos e serviços que sua empresa oferece também é essencial e refletirá na forma como os consumidores enxergam sua marca. Diante disso não tenha dúvida: exercitar a confiança ajudará o planejado sair do papel como esperado!

Curiosidade ativa

Podemos dizer que para topar embarcar na aventura de empreender você precisa ser no mínimo corajoso e ter uma boa dose de curiosidade, não é?! Porém a curiosidade assim como a confiança precisa ser constantemente exercitada, tanto pelo empreendedor quanto por sua equipe. 

Esteja atento às novidades, pesquise e esteja em constante aprendizado. Estar de olho no mundo ao seu redor é essencial para que você consiga inovar e também reinventar seu negócio quando necessário. 

Ambiente de cooperação e escuta 

Para uma equipe alinhada em torno de objetivos em comum aos da sua empresa é essencial estar atento ao que seus colaboradores pensam. Quando o assunto é delegar tarefas ou demonstrar as metas a serem atingidas, é importante se certificar de que a comunicação está sendo compreendida por todos de maneira clara. O ambiente, dessa forma, será de cooperação e escuta.

Já quando o assunto é o cliente, ter uma escuta ativa é o ideal para compreender o que de fato eles desejam, dessa forma vínculos mais sólidos e duradouros podem ser construídos com os consumidores.  

Como colocar em prática a inteligência emocional

O autor explica que a autoconsciência é a “capacidade de reconhecer e compreender estados de espírito, emoções e impulsos pessoais, bem como seus efeitos sobre os outros”.

Além disso, ele ensina que as marcas de autoconsciência incluem autoconfiança, auto avaliação realista e senso de humor autodepreciativo. A autoconsciência depende da capacidade de monitorar o próprio estado emocional e de identificar e nomear corretamente as emoções”.

Auto-regulação

“A capacidade de controlar ou redirecionar impulsos e humores perturbadores e a propensão para suspender o julgamento e pensar antes de agir. As marcas registradas incluem confiabilidade e integridade; conforto com ambiguidade; e abertura para mudar”, explica Daniel.

Motivação interna

Esta certamente é uma habilidade que será fundamental para os empreendedores. A motivação interna, segundo o especialista, é “uma paixão por trabalhar por razões internas que vão além do dinheiro e do status – que são recompensas externas – como uma visão interior do que é importante na vida, uma alegria em fazer algo, curiosidade em aprender, um fluxo que vem com a imersão em uma atividade”, ensina.

Ele ainda enfatiza que “a propensão para perseguir objetivos com energia e persistência. As marcas registradas incluem um forte impulso para realizar, otimismo mesmo diante do fracasso e comprometimento organizacional”.

Empatia

Habilidade essencial para empreendedores que querem ser bons líderes. A empatia, para Daniel, é a “capacidade de compreender a composição emocional de outras pessoas. Habilidade em tratar as pessoas de acordo com suas reações emocionais. As marcas registradas incluem experiência em construir e reter talentos, sensibilidade intercultural e serviço a clientes e consumidores”.

Ele ainda comenta que em um contexto educacional, muitas vezes acredita-se que a empatia inclui, ou leva a, simpatia, “o que implica preocupação ou cuidado ou um desejo de suavizar emoções ou experiências negativas em outras pessoas”.

Contudo, o especialista comenta que empatia não significa necessariamente compaixão. “A empatia pode ser ‘usada’ para comportamento compassivo ou cruel. Assassinos em série que se casam e matam muitos parceiros em sequência tendem a ter grandes habilidades enfáticas!”.

Habilidades sociais

Por fim, na inteligência emocional para empreendedores, temos a proficiência em gerenciamento de relacionamentos “e construção de redes, e capacidade de encontrar um terreno comum e construir relacionamento. As marcas das habilidades sociais incluem eficácia na liderança de mudanças, persuasão e construção de experiência e liderança de equipes”.

Você já percebeu a importância da inteligência emocional na rotina corporativa, certo? Para aplicá-la na rotina do seu negócio é preciso começar por um planejamento bem estruturado. Dito isso, é necessário colocar como prioridade que os objetivos e metas estejam estruturados de maneira clara, constando datas e horários que devem ser cumpridos. 

Agora que você sabe a importância da inteligência emocional no dia a dia da sua empresa, nós separamos para você um artigo sobre a figura que será capaz de te auxiliar na tarefa de estruturar uma equipe com inteligência emocional: O líder! saiba o que é preciso para ser um bom líder.

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on twitter
Share on whatsapp
Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

No comment yet, add your voice below!


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!

Faça parte da maior comunidade de empreendedores do Brasil, sempre munidos com as últimas e mais relevantes notícias e artigos do mundo do empreendedorismo.