Skip to content

Como montar uma adega? Confira o passo a passo completo

O que você verá neste artigo:

Você já pensou em montar uma adega? Saiba que esse é uma ótima oportunidade de negócio. Confira, neste artigo, tudo o que é necessário para abrir uma distribuidora de bebidas.

Montar uma adega se tornou uma ótima oportunidade de negócio nos últimos anos. Principalmente após o início da pandemia, quando as pessoas passaram a ficar mais tempo em casa. Assim, as pessoas adeptas ao vinho começaram a recorrer às adegas para conseguirem consumi-los em segurança no período de isolamento social.

A palavra adega (ou wine bar) nos remete a um compartimento da casa, geralmente subterrâneo e com temperatura apropriada, onde são armazenados vinhos e azeites, né? Porém, com a explosão de consumo de vinho no Brasil, esses estabelecimentos se popularizaram e, agora, também são locais que servem bebidas alcóolicas e iguarias em geral.

A demanda para este tipo de comércio tem crescido cada vez mais e, em vista disso, essa é uma oportunidade de negócio muito interessante para quem deseja empreender. Quer iniciar na área? Então, continue a leitura e confira o passo a passo para montar uma adega.

O que é uma adega?

A adega nada mais é do que uma distribuidora de bebidas, um tipo de comércio que atua predominantemente na venda de bebidas, alcóolicas ou não, para o consumidor direto ou outro estabelecimento como bares ou restaurantes, por exemplo.

As adegas contam com um estoque em maior volume e, por isso, comercializam os seus produtos com valor mais abaixo do que outros estabelecimentos.

montar uma adega

Sobre o mercado de adegas

No Brasil, cerca de 80% dos vinhos produzidos são considerados vinhos de mesa. Eles são elaborados a partir de uvas americanas e híbridas, de sabor intenso e frutado. Só o estado do Rio Grande do Sul responde por 95% da produção nacional de vinhos, onde 35% são vendidos e engarrafados em São Paulo.

O Brasil se consolidou como o quinto maior produto da bebida no Hemisfério Sul e certamente é um dos mercados que mais cresce no mundo. Apesar do país ainda ser considerado um mercado importador, as vendas de vinhos e espumantes brasileiros cresceram em 2020, em comparação aos anos anteriores.

Em contrapartida, apesar de muito consumido, o vinho é amplamente superado pelo consumo de outras bebidas alcóolicas. O consumo de cerveja, por exemplo, que é considerada a bebida preferida no território nacional, atinge 62,6 litros por habitante. Isso significa 13,3 bilhões de litros por ano. Já a cachaça alcança 398,8 milhões de litros, seguida pelo vinho, com cerca de 380 milhões de litros.

A junção desses números fez com que as adegas passassem a vender não apenas vinhos, mas todos os outros tipos de bebidas, alcançando, assim, um público cada vez maior. Montar uma adega pequena, então, se tornou uma tendência para os próximos anos, já que esse número tende a crescer ainda mais.

ABS News

Adega de bairro

Você, provavelmente já deve ter visto alguma adega em seu bairro. Isso porque, a adega de bairro é um modelo de negócio que se popularizou muito a partir de 2020.

Seguindo a mesma dinâmica de uma adega comum, este tipo de estabelecimento consiste em uma distribuidora de bebidas, com marcas mais populares, mais opções de produtos, sobretudo de cerveja, e de marcas e com um preço também abaixo do mercado. Estes são os grandes diferenciais de uma adega de bairro, quando comparada a uma adega maior, com foco em vinhos.

Se interessou pelo mercado? Então, continue a leitura para conferir o passo a passo de como abrir uma adega.

O que é necessário para montar uma adega?

Independentemente de seu segmento, montar uma adega é a nova tendência do momento. Mas, é claro que para que sua adega faça sucesso, é necessário tomar um conjunto de ações, traçar estratégias e seguir um rigoroso planejamento. Afinal, este é um negócio tão sério quanto qualquer outro.

Confira a seguir uma lista de tudo o que é necessário para montar uma adega de sucesso.

1 – Elabore um plano de negócios

O plano de negócios é um documento indispensável para qualquer tipo de empresa, principalmente para quem deseja abrir uma adega de sucesso. É por meio dele que o empreendedor deverá traçar suas metas a serem alcançadas, bem como o caminho que deverá ser percorrido para alcançá-las.

É no plano de negócios que, também, deverão ser descritos os produtos que serão vendidos na adega, os serviços adicionais oferecidos e o formato de atendimento. Afinal, esta pode ter atendimento presencial ou ser uma adega delivery, levando os produtos até seus clientes.

Em outras palavras, é no plano de negócios que deverão ser definidos os tópicos mais importantes da sua empresa, aqueles que nortearão o caminho pelo qual ela percorrerá. Alguns itens são indispensáveis para um bom plano de negócios, são eles:

2 – Encontre o local certo

Assim como em qualquer outro tipo de comércio, escolher a localização de um negócio para uma adega é determinante para o seu sucesso a curto e a longo prazo.

Nessa etapa, será preciso definir o melhor local para abrir a adega e, também, se a melhor opção é alugar ou comprar um ponto comercial para o seu novo negócio. Para abrir uma adega pequena, recomenda-se uma área de 100m², com flexibilidade para ampliar conforme o desenvolvimento do negócio.

Abrir a adega em uma boa localização fará toda a diferença. Por isso, é necessário que se identifique, primeiro, qual o público-alvo que se deseja atingir. Dê preferência a locais que recebem um alto número desses consumidores todos os dias. Além disso, também é importante considerar a concorrência do local e, claro, avaliar se o estabelecimento atende as suas necessidades.

Para garantir uma boa escolha de localização, procure locais que sejam próximos de estacionamentos, pontos de ônibus e metrô. Isso facilitará o acesso dos clientes. Outra preocupação na hora de escolher o imóvel é verificar se o local não é sujeito a inundações e se o entorno possui a segurança necessária para a instalação do negócio. Uma boa dica é perguntar aos comerciantes da região sobre as ameaças ao funcionamento do seu empreendimento.

Para a instalação desse tipo de negócio, é necessário realizar uma prévia consulta de endereço junto à Prefeitura Municipal e a Administração Regional, para verificar se as condições do local atendem às exigências da Lei de Zoneamento.

3 – Escolha o nome da empresa

Escolher um nome comercial para a sua adega é uma importante parte da identidade da sua marca.

É importante que este seja um nome memorável e que represente a sua empresa de alguma forma. Porém, o ponto mais importante de todos é que este seja um nome único, que não seja utilizado por nenhum concorrente.

4 – Contrate os colaboradores

A contratação de colaboradores para uma adega dependerá da sua necessidade e do tamanho do empreendimento. Para montar uma adega, inicialmente, será necessário contratar: gerentes, sommelier, vendedor e auxiliar administrativo.

Normalmente, o horário de funcionamento desses estabelecimentos é entre as 10h às 22h. Porém, com a popularização do negócio, alguns empreendimentos estendem seu funcionamento durante toda a madrugada. Na hora de contratar os colaboradores, será necessário pensar, também, no seu horário de funcionamento e na qualificação de cada um dos profissionais para que eles possam tomar a frente de cada setor.

5 – Compre os equipamentos necessários para montar uma adega

Com uma área de 100m², os ambientes da adega podem ser divididos em:

  • Área para exposição dos produtos;
  • Área de vendas com balcões de atendimento, caixa e entrega de produtos);
  • Escritório;
  • Depósito para estoque.

A área do estoque de uma adega deve ter a temperatura adequada para a preservação dos produtos.

É indicado que o espaço de vendas possibilite o autoatendimento do cliente. O ambiente deve ser planejado de forma a expor o mostruário de produtos no começo da adega, com gôndolas e prateleiras. O ambiente deve ser arejado, claro, limpo e dentro das normas de segurança pré-estabelecidas pelo Corpo de Bombeiros Militar.

Ainda, para uma adega focada em vinhos, os equipamentos mais importantes são os responsáveis pela climatização do estoque de vinhos. E devido a tal importância, é necessário que o empreendedor faça um planejamento e um estudo detalhado, calculando quantas pessoas devem circular na adega e com qual frequência, qual o isolamento das paredes, quantas garrafas a adega irá comportar e se haverá alguma fonte de calor (como computadores e miniadegas, por exemplo). Posteriormente, é possível saber qual a potência necessária para o condensador e evaporador garantirem a temperatura e a umidade ideais para a conservação das garrafas.

Ao definir os equipamentos de uma adega, o empreendedor deve levar em consideração, os seguintes cuidados com as garrafas de vinho:

  • Posição: As garrafas devem estar sempre na posição horizontal ou levemente inclinadas para baixo, para que a rolha esteja sempre irrigada pelo vinho mantendo – se dilatada e ajudando em sua conservação;
  • Disposição: Vinhos brancos e jovens são guardados em baixo, à uma temperatura inferior. Já os vinhos tintos são armazenados em cima. Vinhos generosos e licorosos devem ser guardados em pé.

Equipamentos como mesas e cadeiras, taças, saca-rolhas, decanter, entre outros também são necessários para montar uma adega.

Dúvidas na hora de abrir sua empresa? consultoria gratuita. saiba mais!

6 – Encontre fornecedores para a adega

Encontrar bons fornecedores para uma adega é determinante para seu sucesso. Isso significa que, antes de escolher seus fornecedores, é necessário realizar muitas pesquisas e buscar diversas referências.

Mas, antes disso, é importante elaborar uma lista com todos os produtos que você deseja, para que possa fazer cotações. Assim, será possível encontrar o fornecedor que oferece os melhores preços e condições de pagamento.

Confira a seguir algumas questões que você deve saber a respeito do fornecedor antes de fechar um bom negócio com ele:

  • Há quanto tempo eles estão no mercado;
  • Procurar por boas referências;
  • Quantidade mínima de pedido;
  • Formas de pagamento;
  • Processo de garantia e qualidade.

Um bom fornecedor é aquele que está disposto a trabalhar com você e que entende exatamente o que a sua adega precisa.

Como abrir uma adega?

Agora que você já sabe o que é necessário para abrir uma adega, também é importante se atentar às exigências legais que envolvem a abertura de um negócio. É indispensável que o empreendedor saiba que não poderá abrir uma empresa sem realizar seu registro nos órgãos competentes.

Antes de montar uma adega, você deve se atentar e ter ciências quanto as leis estaduais e municipais que limitam o horário de venda de bebidas alcóolicas e proíbem a venda para menores de idade.

Dito isso, confira a seguir o passo a passo de como abrir uma adega. Continue a leitura!

 1 – Identifique o tipo de atividade

Antes de decidir qualquer questão fiscal ou tributária, é preciso identificar o segmento de atividade que a sua adega atuará. Existem três diferentes designações. Porém, a que melhor se encaixa para o setor é o comércio, uma vez que é responsável pela venda dos produtos.

2 – Escolha a natureza jurídica

A natureza jurídica da sua adega te ajudará a definir o regime jurídico que o seu serviço se enquadra.

Informar a natureza jurídica no ato de formalização do seu negócio é indispensável, já que cada uma delas possui diferentes formas de aplicação das normas. Confira alguns tipos de naturezas jurídicas para empresas:

  • Empresário Individual (EI): Uma única pessoa constitui a empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. A pessoa física é titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada (LTDA): Modelo que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços;
  • Sociedade Simples (SS): Exploram atividades de prestação de serviços decorrentes de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comércio, e sim desempenhar suas profissões;
  • Sociedade Anônima (SA): Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim se dividem em ações. Essas ações podem ser transacionadas livremente;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI): Empresa formada por somente uma pessoa, onde o capital pertence unicamente ao titular.

3 – Defina o porte da adega

O porte de uma empresa é definido a partir do faturamento dela. As opções e exigências são:

  • Microempreendedor Individual (MEI): Modalidade em que o faturamento máximo deve ser de R$ 81 mil por ano e não permite com que o empresário participe como sócio ou titular de outra empresa;
  • Microempresa (ME): É permitido empresários individuais e sócios. O teto de faturamento anual é de R$ 360 mil.
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): Modalidade em que a faixa de faturamento anual começa em R$ 360 mil e vai até R$ 4,8 milhões.
montar uma adega

4 – Separe os documentos necessários para abrir uma adega

Para abrir uma adega é obrigatório a apresentação de documentos importantes. Alguns desses documentos possuem data de validade e, por isso, contam com prazos determinados para serem entregues. Por isso, é importante contar a ajuda de um contador especializado no ramo.

Os documentos necessários para abrir uma empresa são:

  • CNPJ;
  • Cópia autenticada do RG e CPF;
  • Folha espelho do IRPF;
  • IPTU do imóvel;
  • Contrato Social;
  • Cópia do Contrato de Locação ou Compra e Venda;
  • Alvará de funcionamento;
  • Entre outros documentos específicos da cidade ou da área de atuação.

Após reuni-los, deve-se levar os documentos até a Junta Comercial do Estado para que eles possam ser protocolados. Assim, sua empresa será registrada perante os órgãos oficiais.

Também é importante ressaltar que para solicitar o Alvará de Funcionamento será preciso apresentar alguns outros documentos, que são:

  • Planta do imóvel onde você pretende abrir seu negócio;
  • Cópia do recibo do IPTU pago;
  • CPF e RG, originais ou cópias, da pessoa responsável pelo negócio;
  • Cadastro do Contribuinte Mobiliário, ou CCM, obtido na Secretaria das Finanças;
  • O Setor, Quadra e Lote – também chamado de SQL – do imóvel;
  • Declaração de atividade: para que você usará o imóvel e qual área será destinada aos consumidores;
  • Certificado de conclusão de imóvel recém-construído.

O alvará de funcionamento pode ser solicitado gratuitamente pela internet e este documento será emitido pela Prefeitura Municipal ou Órgão Governamental Municipal.

5 – Abra um CNPJ para a adega

Abrir um CNPJ para adega é muito simples. Ao registrar a empresa na Junta Comercial, o empreendedor receberá o Número de Identificação do Registro de Empresa (NIRE). Ele será solicitado ao entrar no site da Receita Federal no ato de abertura do CNPJ.

Dentro do site, faça o download do Programa Básico de Entrada, imprima, preencha o documento e o envio pelos Correios para a Receita Federal. O empreendedor também pode levar o documento pessoalmente.

Como montar uma adega com sócios?

Caso você queira abrir uma adega com sócios, além dos documentos já citados, será necessário apresentar alguns outros de cada sócio. São eles:

  • 1 cópia simples do comprovante de residência;
  • Certidão de casamento (se casado);
  • 2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada (Carteira Nacional de Habilitação também é válida);
  • 1 cópia de folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.

Há diversos tipos societários que o empreendedor pode escolher. O ideal é avaliar o momento e as condições da empresa antes de realizar essa importante escolha.

Como divulgar uma adega?

divulgação é um importante instrumento para tornar a empresa e seus serviços conhecidos pelos clientes potenciais. Para o empreendedor que deseja montar uma adega, as ações de marketing devem estar concentradas de acordo com o porte e o público alvo escolhido.

O empreendedor pode investir nos mais variados meios, apostando tanto nos materiais impressos como também, nos meios digitais. Ele pode utilizar mala direta e e-mail informando sobre novidades; mídia especializada como, por exemplo, TV, jornais e revistas específicos da área; materiais impressos como cartões de visita; flyer e folders. Também é necessário investir em um bom site, onde constarão as principais informações sobre a adega e seu portfólio de produtos. E, por último, mas não menos importante, as redes socais que atualmente são os maiores motores de buscas por avaliações e referências sobre determinado assunto.

Como dica de negócio, o empreendedor que deseja montar uma adega precisa saber que o consumo de vinhos no Brasil é influenciado por fatores sazonais e pela região geográfica. Enquanto as cidades mais frias no inverno apresentam padrões europeus de consumo, as cidades mais quentes, no verão, reduzem drasticamente a média do consumo nacional.

Portanto, o sucesso do seu empreendimento depende do volume constante da venda de vinhos ao longo de todo o ano. Por isso, é fundamental estimular o consumo da bebida por meio de cursos de vinhos, degustações patrocinadas, serviço de aperitivos e iguarias para o consumo de vinhos no local, promoções de vinícolas, ações conjuntas com bares e restaurantes. Além disso, como forma de diferenciação, invista na criação de um blog onde você poderá educar, por meio de conteúdos relevantes e pertinentes ao seu serviço, os seus clientes e possíveis consumidores.

Quanto custa para abrir uma adega?

O investimento inicial para abrir uma adega é de, aproximadamente, R$35 mil. Nesse valor, estão inclusos os valores investidos em: máquinas e equipamentos; móveis e utensílios; equipamentos de informática e; estoque inicial.

Pensando em montar uma adega?

O Abertura Simples simplifica esse processo para você. Entre em contato e comece seu negócio hoje mesmo!

Você não estará assumindo nenhum compromisso. 

Não fazemos spam.

Baixe o e-book “Como abrir uma empresa”

Ficou interessado em abrir uma adega? Como você pôde perceber, este é um processo que demanda muitas exigências especificas. São essas exigências que garantirão que a sua adega funcione 100% regularizada. Faça o download do e-book gratuito “Como abrir uma empresa? Manual Completo” e descubra o passo a passo para abrir o seu próprio negócio. Baixe agora mesmo, é grátis!

baixe nosso ebook: como abrir uma empresa? ebook completo. clique aqui!

Abertura simples

Nós, do Abertura Simples, realizamos todo o processo para que o empreendedor que deseja montar uma adega realize de forma rápida, simples e segura, sem dores de cabeça. Além disso, oferecemos diversos serviços adicionais aos parceiros que decidem abrir qualquer empresa conosco.

Entre as diversas vantagens do Abertura Simples estão o atendimento humanizado, serviço de entrega e recolhimento de documentos e o preço justo. Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.

Entre em contato com nossos representantes e inicie seu projeto com o Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo:

Escrito por

Gostou? Compartilhe!

Como abrir uma empresa. Ebook Completo.

Manual para Abrir Empresa

Faça como mais de 100 mil empreendedores! Baixe agora mesmo o Manual Completo para Começar seu Próprio Negócio.

Você também pode gostar desses Conteúdos

2 Comments

  1. Excelente texto


Faça um Comentário

Tudo certo!

Basta baixar seu e-book pelo botão abaixo! 

Espero que goste!