setembro 2018 | Abertura Simples

Tudo o que você precisa saber para montar um serviço de cerimonial de sucesso!

Está pensando em montar um serviço de cerimonial? Este é um negócio que organiza e coordena todas as ações que irão ocorrer no dia de um evento. Essa empresa tem a missão de cuidar da harmonia de todos os itens do casamento, supervisionando também os fornecedores contratados para que tudo o que foi planejado saia tudo dentro do desejado. Quer iniciar na área? Continue lendo:

QUER SABER COMO MONTAR UM SERVIÇO DE CERIMONIAL? ENTÃO CONTINUE LENDO PARA SABER MAIS:

SOBRE O MERCADO

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Data Popular e a Associação Brasileira de Eventos Sociais (Abrafesta) mostrou que os gastos com festas e cerimônias de casamento apresentam um crescimento anual médio de 10,4%. Entre 2013 e 2016, o crescimento foi de 25% em todo o Brasil.

O mercado de eventos sociais no Brasil é altamente maduro e registra uma demanda crescente em todas as regiões do país. As empresas prestadoras de serviços estão cada vez mais atentas as necessidades dos clientes e buscam novas tendências, espaços especializados e produtos diferenciados.

PLANO DE NEGÓCIOS

O plano de negócios serve para que o empreendedor tenha uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida. No plano de negócios você irá definir assuntos como por exemplo, os serviços e produtos que irá oferecer. Além disso, o plano de negócios também detalha a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.

Para desenvolver o planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento, pagamentos de funcionários e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também o público que irá contratar o seu serviço, quem serão seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

RESUMO DOS PRINCIPAIS PONTOS DO PLANO DE NEGÓCIO:

  • O que é o negócio;
  • Quais os principais produtos e/ou serviços;
  • Quem serão os seus principais clientes;
  • Onde será localizada a empresa;
  • O montante de capital a ser investido;
  • Qual será o faturamento mensal;
  • Em quanto tempo espera que o capital investido retorne;

Saiba a importância de ter um plano de negócios em sua empresa

ESCOLHA O LOCAL

A localização é um dos principais fatores de sucesso de um empreendimento. Embora o serviço prestado seja realizado fora do estabelecimento, o empreendedor que deseja montar um serviço de cerimonial precisa pensar nas questões de localização do seu escritório físico.

Questões como visibilidade, vias com alto número de fluxo de pessoas, locais próximos a metrôs, pontos de ônibus, estacionamento, segurança da região, concorrência e preço de aluguel precisam ser pensados antes de fechar o negócio.

COLABORADORES

A contratação de colaboradores para montar um serviço de cerimonial pode funcionar da seguinte forma: o empreendedor, primeiramente, pode contratar apenas um cerimonialista e alguns assistentes. Conforme o empreendimento for se desenvolvendo, o quadro de funcionários pode aumentar, além do fato de que o restante da equipe pode ser contratado por evento, conforme as características do serviço a ser prestado.

Imagem de um espaço decorado para uma festa de casamento para remeter ao empreendedor que deseja montar um serviço de cerimonial

ESTRUTURA E EQUIPAMENTOS

A estrutura mínima recomendável para montar um serviço de cerimonial é de 50m² e neste espaço é preciso acomodar as áreas de recepção, atendimento ao cliente, sala de reunião, pequeno escritório, sanitários e copa.

Alguns dos equipamentos necessários são:

  • Computadores, impressoras, telefones;
  • Impressora fiscal;
  • Máquinas de cartões de débito e crédito;
  • Mesas e cadeiras;
  • Armários;
  • Uniformes;
  • Equipamentos de comunicação interna;
  • Veículo utilitário;
  • Entre outros.

DIVULGAÇÃO E DICAS

A divulgação é um importante instrumento para tornar a empresa e seus serviços conhecidos pelos clientes potenciais. Para o empreendedor que deseja montar um serviço de cerimonial, o uso de estratégias de marketing de qualidade pode funcionar como fatores determinantes para o sucesso de um negócio. A primeira regra antes de divulgar uma empresa de serviços é fazer a definição do seu público alvo, conforme o serviço prestado. Depois dessa definição, o próximo passo é partir para os investimentos mais adequados para este fim.

O empreendedor poderá utilizar das mais variadas ações de comunicação para tornar o seu serviço conhecido. Ele poderá utilizar os materiais impressos, como por exemplo cartões de visita, flyers e folders e também, os meios digitais, com a criação de um site onde constarão as principais informações sobre os seus serviços e claro, as redes sociais.

Como dica de negócio, é recomendável que o empreendedor faça muita pesquisa de mercado, concorrência, fornecedores e principalmente, sobre o público-alvo. Entender quais são os problemas desses consumidores e entregar exatamente o que eles precisam ajudará muito no sucesso do seu empreendimento. Além disso, investir em boas parcerias com fornecedores, casa de eventos, buffets e outros profissionais do ramo pode render indicações e alavancar os seus negócios. E lembre-se: estar atentado com as principais novidades do segmento também é essencial.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

Os documentos necessários para montar um serviço de cerimonial são simples:

  • Documentação na Junta Comercial;
  • CNPJ;
  • Cópia autenticada do RG e CPF;
  • Secretaria Estadual da Fazenda;
  • IPTU do imóvel;
  • Cópia do Contrato de Locação ou Compra e Venda;
  • Alvará de funcionamento;
  • Entre outros documentos específicos.

Clique aqui e saiba o que você precisa para obter um CNPJ para sua empresa

Banner do e-book Guia de Abertura de Empresas

ABERTURA SIMPLES

Nós, da Abertura Simples, realizamos todo o processo para que o empreendedor que deseja montar um serviço de cerimonial realize de forma rápida, simples e segura, sem dores de cabeça. Além disso, oferecemos diversos serviços adicionais aos parceiros que decidem abrir qualquer empresa conosco.

Entre as diversas vantagens da Abertura Simples estão o atendimento humanizado, serviço de entrega e recolhimento de documentos e o preço justo. Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.

Entre em contato com nossos representantes e inicie seu projeto com a Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo:

[mk_button dimension=”three” size=”medium” outline_skin=”dark” bg_color=”#54963D” text_color=”light” icon=”mk-li-portfolio” url=”https://aberturasimples.com.br/abra-sua-empresa/” target=”_blank” align=”center” id=”Buton ID” margin_top=”15″ margin_bottom=”15″]MONTAR UM SERVIÇO DE CERIMONIAL[/mk_button]

Sua estratégia de diferencial funciona? Saiba como se destacar no mercado contábil com essas dicas para o seu escritório

Saiba como trazer diferencial para escritório contábil

Quer saber como trazer um diferencial para escritório contábil? Continue lendo:

Atualmente, saber como se destacar no mercado é um desafio para muitos profissionais. A maioria dos contadores não sabem como se posicionar de maneira diferenciada no mercado.

Existem diversas maneiras de trazer um diferencial para escritório contábil que pode ajudar a melhorar a visão que o cliente tem sobre o seu negócio e ainda ajuda a estabelecer um diferencial competitivo.

Pensando nisso, separamos aqui algumas dicas que podem ajudar a diferenciar os seus escritórios dos demais.

Diferencial para escritório contábil

O mercado de hoje está cada vez mais competitivo e inovador. Geralmente quem consegue se estabelecer atualmente são os escritórios que apresentam isso para seus clientes e que mostram que estão dispostos a melhorar cada vez mais.

Por isso, aqui vão algumas dicas que podem ajudar você a se diferenciar no competitivo mercado contábil:

Aposte em estratégias de marketing digital

Escritórios que se preocupam em investir em estratégias de marketing digital, geralmente saem na frente. Essas técnicas ajudam muito o profissional contábil a se posicionar de uma maneira diferenciada para seus clientes e assim, conseguem ainda mais relevância.

Esteja sempre por dentro das normas contábeis e tecnologias

Estar sempre atualizado nas mudanças das normas contábeis e nas atualizações nas tecnologias que podem ajudar o contador no dia a dia é essencial para que o escritório esteja o mais inteirado possível em soluções que podem ajudar o cliente a resolver os problemas e manter tudo sempre em dia.

Tenha um canal de comunicação efetivo

Por mais que pareça óbvio, muitos escritórios não investem em canais de comunicação onde o cliente, quando tem uma dúvida, possa entrar em contato e receber uma solução imediata. Isso desmotiva ele a prosseguir com seus serviços e não deixa o cliente nada satisfeito. Por isso, invista em canais efetivos e imediatos.

Saiba como trazer diferencial para escritório contábil

Invista em Contabilidade Ambiental

Já falamos sobre contabilidade ambiental por aqui, e como essa prática pode ajudar a diferenciar serviços e empresas por estarem sempre atentos aos impactos que seus serviços estão causando ao meio ambiente. A contabilidade ambiental pode ser um diferencial importantíssimo para empresas que buscam por um serviço contábil que tenha a mesma política que eles.

Contrate profissionais qualificados

Na hora de fazer seu escritório decolar, é importante ter um time que esteja alinhado com suas expectativas para que assim, o crescimento da empresa seja igualado. Tenha bons profissionais ao seu lado e garanta que todos tenham um bom nível de conhecimento.

Registre seu escritório em um órgão competente

O CFC é o órgão que ajuda a orientar, normatizar e fiscalizar o exercício da profissão contábil. Também é importante frisar que cada estado tem um CRC e que o contador deve procurar o seu respectivo para ser registrado oficialmente como profissional contábil. Temos uma matéria que explica a importância de cada um desses órgãos para o registro do serviço contábil.

Nichar o seu escritório

Para ter um atendimento ainda mais personalizado, o nicho de escritórios pode ser opção para diferenciar o seu serviço. Quando você mostra para seu cliente que você entende sobre o tema dele especificamente, isso segmenta o seu público e ajuda com que ele tenha uma atenção especial.

Como começar a trazer diferencial para escritório contábil

Mesmo com todas essas dicas, a mais importante delas é lembrar que seu escritório contábil deve sempre oferecer um serviço de qualidade e tentar sempre agregar valor ao seu trabalho.

Essas mudanças não podem ser implantadas todas de uma hora para outra, mas sim de acordo com o seu crescimento, pouco a pouco, garantindo que você esteja sempre em desenvolvimento com o seu serviço contábil.

Invista em redes sociais, faça com que sua empresa se fortaleça no mercado, direcione seus conteúdos para o tipo correto de públicos e veja seu escritório decolar.

Caso você tenha interesse em saber como melhorar ainda mais as vendas na contabilidade, temos um Ebook completo para ajudar você!

Banner do ebook vendas na contabilidade


Conseguiu entender tudo sobre como ajudar a trazer diferencial para escritório contábil e como isso pode ajudar no seu posicionamento de mercado? Sabe de mais alguma dica que pode ajudar os profissionais dessa área a melhorar cada vez mais? Comente e continue sempre atento aos novos conteúdos do Abertura Simples.

Infográfico: Funil de Vendas Contábil

Infográfico que mostra sobre o funil de vendas contábil

Entenda como utilizar o Funil de Vendas Contábil

O funil de vendas é uma estratégia de marketing digital que ajuda a qualificar leads que de fato tenham interesse no conteúdo que você está oferecendo.

Essa técnica mostra a jornada de seus cliente desde o momento que ele mostra interesse pelo seu serviço até o momento que enfim, decide contratá-lo. Isso acontece a partir do momento que ele identifica que tem um problema e decide procurar por uma solução.

Essa estratégia guia o consumidor a chegar até alguém que pode ajudá-lo a resolver seu problema e assim contratar o serviço.

O funil de vendas contábil é dividido em três partes: O topo, o meio e o fundo de funil, que representa qual o nível e maturidade das pessoas que estão acessando seu conteúdo e assim, é possível qualificar.

Importância do Funil de Vendas Contábil

Essa técnica ajuda o profissional contábil a identificar quem está somente procurando por um conteúdo ou quem está de fato interessado em contratar um serviço que ajude na resolução de problemas eventuais que surgiram e você pode ser exatamente o que eles está buscando.

O funil de vendas contábil ajuda também na otimização de sua gestão tendo em vista que você poderá enxergar com clareza quem tem potencial para se tornar um cliente pois com ele, você estará guiando seu futuro consumidor através de seu conteúdo para que ele seja qualificado.

Infográfico: Funil de Vendas

Nesse infográfico, explicamos melhor como essa técnica funciona e explicamos ainda mais a fundo como funciona cada uma das etapas do funil e como isso pode ajudar no dia a dia do seu escritório contábil:

Infográfico mostrando sobre a importância do Funil de Vendas contábil


Entendeu tudo sobre como o funil de vendas contábil é importante? Sabe de alguma outra técnica que pode ajudar a potencializar o serviço contábil? Comente e continue sempre atento aos novos conteúdos do Abertura Simples.

BNDES anuncia programas de financiamento mais ágil para pequenas empresas, confira!

Imagem da entrada do Banco para remeter a matéria que o BNDES anuncia programas de financiamento

Pequenas empresas, atenção: BNDES anuncia programas de financiamento mais ágil. Continue lendo para saber mais:

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES anuncia programas de financiamento mais ágil para pequenas empresas focados em inovação e produtividade para pequenas empresas. Confira:

BNDES ANUNCIA PROGRAMAS DE FINANCIAMENTO MAIS ÁGIL PARA PEQUENAS EMPRESAS.

Batizados de BNDES 10 e BNDES Produtividade, os programas ainda estão em fase final de formatação e devem ser lançados em breve. Então atenção: O BNDES anuncia programas de financiamento mais ágil para pequenas empresas denominado BNDES 10. Este programa promete mais rapidez na concessão dos empréstimos aos pequenos empreendedores, com aprovação em até 30 dias, segundo Dyogo Oliveira, presidente do banco. As operações serão diretas entre o BNDES e os tomadores, sem passar pela rede bancária que atua, muitas vezes, como agente repassador de verbas do banco de fomento.

Segundo as informações do presidente, nos 12 meses até julho, os desembolsos do BNDES para inovação foram de R$3 bilhões, e antes eram R$2,2 bilhões em todo o ano de 2017. Ele diz ainda que o governo deve lançar por esses dias outros programas para estimular a geração solar no país, e o BNDES vai ser um dos agentes financiadores do programa, juntamente com outros bancos públicos. A participação do banco de fomento no programa, que também dará apoio a consumidores residenciais deve ser relevante.

O que é o BNDES?

Fundado em 1952, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é um dos maiores bancos de desenvolvimento do mundo e, hoje, o principal instrumento do Governo Federal para o financiamento de longo prazo e investimento em todos os segmentos de economia brasileira. Para isso, apoia empreendedores de todos os portes, inclusive pessoas físicas, na realização de seus planos de modernização, de expansão e na concretização de novos negócios, tendo sempre em vista o potencial de geração de empregos, renda e de inclusão social para o país.

O apoio do BNDES ocorre por meio de financiamento a investimento, subscrição de valores mobiliários, prestação de garantia e concessão de recursos não reembolsáveis a projetos de caráter social, cultural e tecnológico. O Banco atua por meio de produtos, programas e fundos, conforme a modalidade e a característica das operações.

Por ser uma empresa pública e não um banco comercial, o BNDES avalia a concessão de apoio com foco no impacto socioambiental e econômico no Brasil. Incentivar a inovação, o desenvolvimento regional e o desenvolvimento socioambiental são prioridades para a instituição.

O BNDES oferece condições especiais para micro, pequenas e médias empresas, aquelas que faturam anualmente até R$ 300 milhões, assim como linhas de investimentos sociais, direcionadas para educação e saúde, agricultura familiar, saneamento básico e transporte urbano.


E aí, você sabia dessa novidade? Esse financiamento mais ágil ajudará para a sua empresa? Comente e participe para que possamos melhorar, cada vez mais, os conteúdos do Abertura Simples.

Fonte: Folha de S.Paulo

Chegou a hora de abrir empresa em Santo André! Saiba como aqui

Foto do centro de Santo André, representando abrir empresa em Santo André

Alguma vez você já pensou em abrir empresa em Santo André? O sonho de muitos brasileiros é abrir o próprio negócio, adquirir a independência financeira e se tornar o próprio chefe. E, realmente, quando se tem uma boa ideia de negócio, o primeiro passo a se fazer é tirá-la do papel! Porém, um passo importante também é regularizar a empresa e obter todos os registros.

Com medo da burocracia que esse processo envolve, muitas pessoas acabam atuando na ilegalidade. Porém, isso apresenta diversos riscos para o empreendedor. Por isso, demonstraremos a seguir que abrir e regularizar a sua empresa não é algo tão difícil assim. Nós, do Abertura Simples, podemos te ajudar com todo os procedimentos e documentos necessários! Continue lendo:

Sobre Santo André

Santo André faz parte da Região do Grupo ABC e conta com uma população estimada em 712.749 habitantes. Em abril de 2016, a Prefeitura de Santo André lançou o projeto Cidade Inovadora que tem o objetivo de formar no município um ambiente favorável para a instalação de empreendimentos considerados inovadores. Além disso, incentiva o fortalecimento e o crescimento das empresas já consolidadas na cidade.

QUAIS SÃO OS PASSOS PARA EU TIRAR MINHAS IDEAIS DO PAPEL E ABRIR EMPRESA EM SANTO ANDRÉ? 

PASSO 1: PLANEJAMENTO

O primeiro passo, e talvez o mais importante para abrir uma empresa de sucesso, é planejar. Muitas vezes, o empreendedor se precipita pensando em abrir uma empresa, conseguir um CNPJ, tirar as licenças, e acaba esquecendo dessa etapa.

Para fugir das estatísticas (de acordo com o IBGE, seis de cada dez empresas não sobrevivem aos primeiros cinco anos de atividade), é necessário fazer um bom planejamento. Esse é o ponto de partida para determinar o público alvo do seu negócio, estudar a concorrência, o mercado, etc.

A depender desses fatores, pode interferir diretamente na estrutura da sua empresa, na forma de atender os clientes, no seu produto ou serviço.

PASSO 2: TIPOS DE ATIVIDADE

Em seguida, é necessário identificar qual o segmento de atividade que deseja. Existem três distinções:

  • Prestação de Serviços: trabalho realizado a título de mão de obra física ou intelectual;
  • Industria: atividade econômica que visa transformar matéria-prima em materiais comercializáveis;
  • Comércio atacadista: direcionado para lojistas e Comercio Varejista, direcionado ao consumidor final.

PASSO 3: TIPOS DE NATUREZA JURÍDICA

Em seguida, é preciso verificar qual o tipo de natureza jurídica de sua empresa. Este, representa o regime jurídico no qual ela se enquadra, isso é, a relação da pessoa jurídica pública ou privada com a fiscalização no determinado empreendimento, junto aos dados cadastrados na administração pública.

Informar a natureza jurídica no momento de formalizar a empresa é uma questão indispensável, logo que cada uma possui formas diferentes de aplicação das normas. Existem diversas espécies de natureza jurídica, mas às entidades empresariais, são atribuídas:

  • Empresário Individual, ou MEI: Uma única pessoa constitui a empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. É a pessoa física titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada: É aquela que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços. Inclui-se toda empresa que contribui com moeda para formação de capital social e realização da constituição empresarial;
  • Sociedade Simples, ou SS: Exploram atividades de prestação de serviços decorrentes de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comercio, e sim desempenhar suas profissões. Exemplo: contadores, advogados, cooperativas e representações comerciais;
  • Sociedade Anônima: Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim divide em ações. Essas ações podem ser transacionadas livremente. Neste caso não é necessário nenhum contrato social ou outro ato oficial como nas sociedades limitadas;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, ou EIRELI: Empresa formada por somente uma pessoa, onde o capital pertence unicamente ao titular. Esse capital deve ser obrigatoriamente integralizado, e não pode ser inferior a 100 vezes o salário mínimo vigente.

cidade de santo andré - saiba como abrir empresa em santo andré

Fonte: Wikipédia

PASSO 4: DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

Os documentos necessários para dar início ao processo de abrir empresa em Santo André são simples. Para os sócios, basta apresentar 1 cópia simples do comprovante de residência de cada um, 2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada, e 1 cópia da folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.

Já para a empresa em si, é preciso apresentar apenas 2 cópias simples do IPTU do Imóvel, e 2 cópias do Contrato de Locação ou Compra e Venda.

PASSO 5: PROCEDIMENTO PARA ABRIR EMPRESA EM SANTO ANDRÉ

Assim que toda a documentação for acertada, as informações são enviadas para a Receita Federal e a Junta Comercial e é iniciado o processo de abertura. A aprovação leva de 3 a 5 dias úteis após o envio, significando que você já terá o número do CNPJ. Porém, para emitir notas, é necessário estar cadastrado também na Prefeitura. No total, a média para completar esse processo é de 7 a 10 dias.

Porém, para abrir empresa em Santo André, é necessário também realizar a Análise Prévia da Viabilidade de Localização. Essa análise é feita pela Prefeitura para determinar se a empresa pode ou não utilizar determinado imóvel para determinado comércio.

Algumas pessoas escolhem um local que desejam se instalar, investem nesse imóvel, e só depois descobrem que não podem atuar ali. É muito tempo e dinheiro perdido, sendo que se contassem com o apoio de um profissional ligado nessa área, evitariam esse transtorno. Por isso, não se esqueça de fazer o pedido de Análise Prévia de Viabilidade do local.

Se você quiser saber mais a fundo sobre os passos e procedimentos necessários para abrir empresa, confira também o guia completo que preparamos clicando aqui. Com ele, você poderá conferir também todos os documentos necessários e tirar suas dúvidas sobre o início do seu negócio.

Banner do e-book Guia de Abertura de Empresas

ABERTURA SIMPLES

Nós, da Abertura Simples, realizamos todo esse processo por você, para que sua empresa seja aberta de forma rápida, simples e segura, sem dores de cabeça.

Nossa equipe está à disposição para atender você em todas as etapas da abertura de sua empresa. Além disso, oferecemos diversos serviços adicionais aos parceiros que decidem abrir uma empresa conosco.

Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.

Entre em contato com nossos representantes e inicie sua empresa com a Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo:

[mk_button dimension=”three” size=”medium” outline_skin=”dark” bg_color=”#54963D” text_color=”light” icon=”mk-li-portfolio” url=”https://aberturasimples.com.br/abrir-empresa-santo-andre/” target=”_blank” align=”center” id=”Buton ID” margin_top=”15″ margin_bottom=”15″]ABRIR EMPRESA EM SANTO ANDRÉ[/mk_button]

 

Descubra como você pode abrir empresa em Juiz de Fora

abrir empresa em juiz de fora

Alguma vez você já pensou em abrir empresa em Juiz de Fora? O sonho de muitos brasileiros é abrir o próprio negócio, adquirir a independência financeira e se tornar o próprio chefe. E, realmente, quando se tem uma boa ideia de negócio, o primeiro passo a se fazer é tirá-la do papel! Porém, um passo importante também é regularizar a empresa e obter todos os registros.

Com medo da burocracia que esse processo envolve, muitas pessoas acabam atuando na ilegalidade. Porém, isso apresenta diversos riscos para o empreendedor. Por isso, demonstraremos a seguir que abrir e regularizar a sua empresa não é algo tão difícil assim. Nós, do Abertura Simples, podemos te ajudar com todo os procedimentos e documentos necessários! Continue lendo:

Sobre Juiz de Fora

O município está localizado no interior do estado de Minas Gerais, e possui uma população estimada em aproximadamente 564 mil habitantes. É considerado assim o quarto município mais populoso de Minas Gerais e o 36º do Brasil.

Os principais setores da economia da cidade são os serviços (73 mil empregos), o comércio (32 mil empregos) e a indústria de transformação (19 mil empregos).

Juiz de Fora se manteve na primeira colocação no ranking de atividade econômica entre os municípios da Zona da Mata e na sétima colocação no estado de Minas Gerais, segundo pesquisa publicada pela Conjuntura e Mercados Consultoria (CMC).

Quais os passos para abrir empresa em Juiz de Fora?

Passo 1: Planejamento

O primeiro passo, e talvez o mais importante para abrir uma empresa de sucesso, é planejar. Muitas vezes, o empreendedor se precipita pensando em abrir uma empresa, conseguir um CNPJ, tirar as licenças, e acaba esquecendo dessa etapa.

Para fugir das estatísticas (de acordo com o IBGE, seis de cada dez empresas não sobrevivem aos primeiros cinco anos de atividade), é necessário fazer um bom planejamento. Esse é o ponto de partida para determinar o público alvo do seu negócio, estudar a concorrência, o mercado, etc.

A depender desses fatores, pode interferir diretamente na estrutura da sua empresa, na forma de atender os clientes, no seu produto ou serviço.

Passo 2: Tipos de atividade

Em seguida, é necessário identificar qual o segmento de atividade que deseja. Existem três distinções:

  • Prestação de Serviços: trabalho realizado a título de mão de obra física ou intelectual;
  • Industria: atividade econômica que visa transformar matéria-prima em materiais comercializáveis;
  • Comércio atacadista: direcionado para lojistas e Comercio Varejista, direcionado ao consumidor final.

Passo 3: Tipos de Natureza Jurídica

Em seguida, é preciso verificar qual o tipo de natureza jurídica de sua empresa. Este, representa o regime jurídico no qual ela se enquadra, isso é, a relação da pessoa jurídica pública ou privada com a fiscalização no determinado empreendimento, junto aos dados cadastrados na administração pública.

Informar a natureza jurídica no momento de formalizar a empresa é uma questão indispensável, logo que cada uma possui formas diferentes de aplicação das normas. Existem diversas espécies de natureza jurídica, mas às entidades empresariais, são atribuídas:

  • Empresário Individual, ou MEI: Uma única pessoa constitui a empresa, cujo nome empresarial deve ser composto por seu nome civil, completo ou abreviado. É a pessoa física titular da empresa, podendo constituir apenas uma em seu nome;
  • Sociedade Limitada: É aquela que reúne dois ou mais sócios a fim de explorar atividades de produção ou circulação de bens e serviços. Inclui-se toda empresa que contribui com moeda para formação de capital social e realização da constituição empresarial;
  • Sociedade Simples, ou SS: Exploram atividades de prestação de serviços decorrentes de atividades intelectuais e de cooperativa. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade voltada ao comercio, e sim desempenhar suas profissões. Exemplo: contadores, advogados, cooperativas e representações comerciais;
  • Sociedade Anônima: Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas sim divide em ações. Essas ações podem ser transacionadas livremente. Neste caso não é necessário nenhum contrato social ou outro ato oficial como nas sociedades limitadas;
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, ou EIRELI: Empresa formada por somente uma pessoa, onde o capital pertence unicamente ao titular. Esse capital deve ser obrigatoriamente integralizado, e não pode ser inferior a 100 vezes o salário mínimo vigente.

abrir empresa em juiz de fora
Fonte: Cidades em Fotos

Passo 4: Documentos necessários

Os documentos necessários para dar início ao processo de abrir empresa em Juiz de Fora são simples. Para os sócios, basta apresentar 1 cópia simples do comprovante de residência de cada um, 2 cópias autenticadas do RG e CPF de cada, e 1 cópia da folha espelho do IRPF, caso tenha comprovado no ano vigente.

Já para a empresa em si, é preciso apresentar apenas 2 cópias simples do IPTU do Imóvel, e 2 cópias do Contrato de Locação ou Compra e Venda.

Passo 5: Procedimento para abrir empresa em Juiz de Fora

Assim que toda a documentação for acertada, as informações são enviadas para a Receita Federal e a Junta Comercial e é iniciado o processo de abertura. A aprovação leva de 3 a 5 dias úteis após o envio, significando que você já terá o número do CNPJ. Porém, para emitir notas, é necessário estar cadastrado também na Prefeitura. No total, a média para completar esse processo é de 7 a 10 dias.

Porém, para abrir empresa em Juiz de Fora, é necessário também realizar a Análise Prévia da Viabilidade de Localização. Essa análise é feita pela Prefeitura para determinar se a empresa pode ou não utilizar determinado imóvel para determinado comércio.

Algumas pessoas escolhem um local que desejam se instalar, investem nesse imóvel, e só depois descobrem que não podem atuar ali. É muito tempo e dinheiro perdido, sendo que se contassem com o apoio de um profissional ligado nessa área, evitariam esse transtorno. Por isso, não se esqueça de fazer o pedido de Análise Prévia de Viabilidade do local.

Se você quiser saber mais a fundo sobre os passos e procedimentos necessários para abrir empresa, confira também o guia completo que preparamos clicando aqui. Com ele, você poderá conferir também todos os documentos necessários e tirar suas dúvidas sobre o início do seu negócio.

Banner do e-book Guia de Abertura de Empresas

Abertura Simples

Nós, da Abertura Simples, realizamos todo esse processo por você, para que sua empresa seja aberta de forma rápida, simples e segura, sem dores de cabeça.

Nossa equipe está à disposição para atender você em todas as etapas da abertura de sua empresa. Além disso, oferecemos diversos serviços adicionais aos parceiros que decidem abrir empresa em Juiz de Fora conosco.

Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.

Entre em contato com nossos representantes e inicie sua empresa com a Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo:

[mk_button dimension=”three” size=”medium” outline_skin=”dark” bg_color=”#54963D” text_color=”light” icon=”mk-li-portfolio” url=”https://aberturasimples.com.br/abrir-empresa-juiz-de-fora/” target=”_blank” align=”center” id=”Buton ID” margin_top=”15″ margin_bottom=”15″]ABRIR EMPRESA EM JUIZ DE FORA[/mk_button]

Tire suas ideias do papel! Saiba como abrir uma loja de conserto de roupas.

Está pensando em abrir uma loja de conserto de roupas? No mercado da moda e da confecção as empresas podem desempenhar diferentes atividades relacionadas a essa cadeia produtiva. Dentre as inúmeras etapas realizadas nesse setor, podemos citar a de conserto e reparação de roupas. Quer iniciar na área? Continue lendo:

SAIBA COMO ABRIR UMA LOJA DE CONSERTO DE ROUPAS E TIRE SUAS IDEIAS DO PAPEL!

SOBRE O MERCADO

Hoje, a moda brasileira consagra-se como um grande negócio, reconhecido internacionalmente. No Brasil, o setor é considerado pelo Ministério da Cultura como uma expressão da diversidade cultural do país e detentora de grande potencial econômico. De acordo com o Ministério da Cultura e a ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de confecção), o Brasil é o 6º maior parque têxtil do mundo, sendo o terceiro maior produtor de malhas e o segundo maior na produção de denim. Além disso, o país é autossuficiente na produção de algodão. Referência nos segmentos jeanswear, homewear e beachwear, o país produz anualmente 9,8 bilhões de peças de vestuário. O setor têxtil é responsável por 17,5% do PIB da indústria de transformação nacional e por cerca de 3,5% de todo o PIB do Brasil.

Toda a cadeia produtiva soma um total de aproximadamente 30 mil empresas, movimentando US$ 46 bilhões/ano e empregando 1,65 milhão de trabalhadores. As empresas de pequeno e médio porte representam quase 70% da produção, no entanto, a maior parte dos empregos do setor é gerada nas empresas de pequeno porte. É importante lembrar que a moda não se restringe apenas a concepção e confecção de roupas. A cadeia produtiva desse segmento é bem maior do que podemos imaginar. Os serviços de pós-venda e manutenção (conserto, reparação e customização de roupas) também constituem uma importante etapa dessa atividade econômica.

PLANO DE NEGÓCIOS

O plano de negócios serve para que o empreendedor tenha uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida. No plano de negócios você irá definir assuntos como por exemplo, os serviços e produtos que irá oferecer. Além disso, o plano de negócios também detalha a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.

Para desenvolver o planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento, pagamentos de funcionários e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também o público que irá contratar o seu serviço, quem serão seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

RESUMO DOS PRINCIPAIS PONTOS DO PLANO DE NEGÓCIO:

  • O que é o negócio;
  • Quais os principais produtos e/ou serviços;
  • Quem serão os seus principais clientes;
  • Onde será localizada a empresa;
  • O montante de capital a ser investido;
  • Qual será o faturamento mensal;
  • Em quanto tempo espera que o capital investido retorne;

Saiba a importância de ter um plano de negócios em sua empresa

ESCOLHA O LOCAL

A localização é um dos principais fatores para o sucesso de um empreendimento. Para o empreendedor que deseja abrir uma loja de conserto de roupas, ele precisará considerar a elaboração de uma pesquisa detalhada do mercado e dos consumidores. Outras questões que precisam ser consideradas, além do estudo do público alvo, são as questões de acessibilidade, ou seja, estacionamento, metrô e pontos de ônibus próximos e visibilidade, como por exemplo, escolher regiões de centros comerciais ou Shoppings, que além de possuírem um alto fluxo de pessoas, possuem também lojas ao seu redor, favorecendo o seu negócio.

COLABORADORES

A contratação dos colaboradores para abrir uma loja de conserto de roupas dependerá da necessidade e do tamanho do empreendimento. Para iniciar, o empreendedor deverá contratar: atendentes e costureiras.

Neste tipo de negócio é muito importante lembrar que o setor de vestuário é muito sazonal, atingindo seu pico nos últimos meses de cada ano. Assim, é fundamental que o empresário realize um dimensionamento de seu pessoal para os períodos de menos demanda e elabore um planejamento de contratação de mão-de-obra temporária.

Imagem de uma pessoa com a blusa rasgada para remeter ao texto para abrir uma loja de conserto de roupas

ESTRUTURA E EQUIPAMENTOS

A estrutura mínima necessária para abrir uma loja de conserto de roupas dependerá muito da ideia inicial do empreendedor. Ele precisará encontrar um estabelecimento que comporte as áreas de atendimento e conserto das roupas.

Alguns dos equipamentos necessários são:

  • Máquinas de costura;
  • Utensílios em geral;
  • Mesa e cadeira;
  • Ferro de passar roupa;
  • Tábua de passar roupas;
  • Computador, impressora, telefone, software;
  • Mesas para medir e cortar tecidos;

DIVULGAÇÃO E DICAS

A divulgação é um importante instrumento para tornar a empresa e seus serviços conhecidos pelos clientes potenciais. Para o empreendedor que deseja abrir uma loja de conserto de roupas, as ações de marketing devem estar concentradas de acordo com o porte e o público alvo escolhido.

O empreendedor pode investir nos mais variados meios, apostando tanto nos materiais impressos como também, os meios digitais. Ele pode utilizar mala direta e e-mail informando sobre novidades e promoções; mídia especializada como por exemplo revistas específicas da área; materiais impressos como por exemplo cartões de visita, flyer e folders e, finalmente, investir em um bom site onde constarão as principais informações sobre a loja e seus produtos. Por último, mas não menos importante, é fundamental que a sua marca esteja presente nas redes socais, afinal, elas são os maiores motores de buscas por avaliações e referências sobre determinado assunto.

Como dica de negócio, recomendamos que o empreendedor faça pesquisas e estudo de mercado, concorrência e principalmente, do público-alvo. Entender quais são os seus problemas e entregar a solução pode fazer com que a sua loja se destaque das demais e faça com que o seu empreendimento tenha muito sucesso.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

Os documentos necessários para abrir uma loja de conserto de roupas são simples:

  • Documentação na Junta Comercial;
  • CNPJ;
  • Cópia autenticada do RG e CPF;
  • Secretaria Estadual da Fazenda;
  • IPTU do imóvel;
  • Cópia do Contrato de Locação ou Compra e Venda;
  • Alvará de funcionamento;
  • Entre outros documentos específicos da cidade.

Clique aqui e saiba o que você precisa para obter um CNPJ para sua empresa

Banner do e-book Guia de Abertura de Empresas

ABERTURA SIMPLES

Nós, da Abertura Simples, realizamos todo o processo para que o empreendedor que deseja abrir uma loja de conserto de roupas realize de forma rápida, simples e segura, sem dores de cabeça. Além disso, oferecemos diversos serviços adicionais aos parceiros que decidem abrir qualquer empresa conosco.

Entre as diversas vantagens da Abertura Simples estão o atendimento humanizado, serviço de entrega e recolhimento de documentos e o preço justo. Disponibilizamos também as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.

Entre em contato com nossos representantes e inicie seu projeto com a Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo:

[mk_button dimension=”three” size=”medium” outline_skin=”dark” bg_color=”#54963D” text_color=”light” icon=”mk-li-portfolio” url=”https://aberturasimples.com.br/abra-sua-empresa/” target=”_blank” align=”center” id=”Buton ID” margin_top=”15″ margin_bottom=”15″]ABRIR UMA LOJA DE CONSERTO DE ROUPAS[/mk_button]

Fechamento de Caixa: Entenda como isso é importante para a saúde financeira da sua empresa

Vetor que mostrar um notebook representando o fechamento de caixa

Entenda como o fechamento de caixa é relevante para a saúde da sua empresa:

Fechamento de caixa é um termo que refere-se ao término de uma movimentação financeira ou atividades referentes aos tributos de uma empresa em um determinado período de tempo.

Essa ação permite a saúde financeira da empresa esteja sempre em dia, pois permite que a empresa tenha uma organização financeira mais eficaz.

Para evitar erros, é importante ter alguém de confiança para que essa ação seja feita com êxito e saber seguir os passos para garantir que o fechamento seja feito de maneira efetiva.

Passos para um fechamento de caixa

Para que não ocorra erros e seja mais fácil para identificar se está ocorrendo alguma falha no controle financeiro, seguir esses passos é essencial:

Determine um profissional adequado á função

Ter um profissional capacitado para realizar essa atividade administrativa é muito importante. Procure por um profissional que seja atento aos detalhes, minucioso e experiente.

Abra o caixa no início do expediente

Saber qual a situação do caixa no momento da abertura é essencial para que o fechamento esteja com os valores corretos.

Tenha controle absoluto sobre todas a movimentações financeiras

É muito importante que todas as transações sejam registradas. Mesmo que a empresa tenha um sistema de controle financeiro que ajude no registro, é essencial prestar atenção em cada um dos dados que entram e saem.

Registre quantias usadas no momento da abertura do caixa, recebimentos em espécie, cheques, toda e qualquer despesa eventual, entre outros.

Conferência de valores e atividades

Com o passo anterior seguido à risca, é importante lembrar de realizar sangrias pelo dia, para conferir se não ocorreu falhas como divergências no registro ou troco errado. Lembre-se de que o fechamento de caixa pode ser realizado de acordo com o fluxo de dinheiro que a empresa está movimentando para que não ocorram eventuais falhas.

Você pode fazer um fechamento parcial, no momento de troca de turnos ou um fechamento total, quando o expediente se encerra.

Fechamento de caixa mensal

O contador deve receber todos os documentos de fechamento mensalmente para garantir que toda a parte financeira, tributária e fiscal da empresa esteja em perfeitas condições para que continue sempre em desenvolvimento.

Por isso, ele deve receber documentos que tiveram ou não algum impacto financeiro ou patrimonial tais como:

  • Movimentação Trabalhista: Guia de impostos ou contribuições, movimentos e recibos, recibos de pagamento.
  • Movimentação Fiscal: Notas Fiscais, arquivos eletrônicos, comprovante de pagamentos dos impostos.
  • Movimentação Contábil: Extratos, arquivos eletrônicos, recibos, contratos e comprovantes diversos.

Lembre-se sempre que o fechamento de caixa está diretamente ligado a intensidade da movimentação financeira da sua empresa. Quanto mais intensa, maior a frequência do fechamento.


E aí, conseguiu entender como realizar o fechamento de caixa e como isso é importante para manter a saúde financeira da sua empresa? Comente e continue sempre atento aos novos conteúdos do Abertura Simples.

Confira tudo o que é preciso para empreender em Santo André!

Homem com um notebook, representando como empreender em Santo André - Abertura Simples

Para empreender em Santo André, não basta apenas ter força de vontade e uma boa ideia. Essa é uma atividade que demanda muito planejamento, visão e foco. É necessário ter conhecimento sobre as burocracias da cidade e saber sobre a área na qual você vai empreender. Ter um panorama das habilidades administrativas e financeiras do negócio também é essencial.
Com disposição para a aprender os itens essenciais, você vai conseguir transformar os seus projetos em realidade. Por isso o Abertura Simples preparou um artigo com tudo o que você precisa saber para empreender em Santo André e ter sucesso no seu negócio. Confira:

Tudo o que você precisa saber para empreender em Santo André:

Sobre Santo André

Primeiramente é preciso conhecer sobre a cidade na qual você irá montar o seu empreendimento. Santo André faz parte da Região do Grupo ABC e conta com uma população estimada em 712.749 habitantes. Em abril deste ano, a Prefeitura de Santo André lançou um projeto chamado Cidade Inovadora. O projeto tem o objetivo de formar no município um ambiente favorável para a instalação de empreendimentos considerados inovadores. Além disso, incentiva o fortalecimento e o crescimento das empresas já consolidadas na cidade.

Você tem o perfil para empreender em Santo André?

Você quer trabalhar apenas por obrigação e ter uma renda fixa no final do mês? Ou quer usar suas habilidades para atingir uma realização pessoal e profissional?
Se você se encaixa mais no segundo perfil, deve ser uma pessoa que faz planejamentos a longo prazo, e que quer ter sucesso com eles. E quando falamos em sucesso, não queremos dizer necessariamente o êxito financeiro. Para muitas pessoas, sucesso é atingir alguma realização pessoal, ter mais tempo para passar com os familiares.
Se você bate de frente com os problemas e não fica quieto até conseguir resolvê-los, quer que seus projetos sejam seu maior orgulho, está sempre em busca de novas tarefas, soluções, fontes de renda, e não se preocupa com a rotina do dia a dia, você já tem a alma de um empreendedor.
Ser um empreendedor vai muito além de ser seu próprio chefe. Para empreender é preciso imaginação, não só apenas para a ideia do negócio, mas para saber lidar com ele. É necessário ser organizado e planejado, para evitar riscos e gastos desnecessários.
Um bom empreendedor tem que lidar bem com as pessoas, para ter um bom relacionamento com seus funcionários, colaboradores e clientes.
O mais importante é acreditar em si mesmo, e ter coragem para correr riscos. Dessa forma você alcançará os melhores resultados e terá sucesso no seu negócio.

Tenha uma ideia inovadora

Agora que você tem certeza de que será um bom empreendedor, saiba que para empreender em Santo André é necessário ter uma ideia inovadora.
Se você tem alguma coisa específica que goste de fazer e acha que pode se tornar um negócio, você pode investir nisso. Trabalhar com o que ama pode ser uma opção viável para o sucesso. Busque por um diferencial, para se destacar no ramo.
Se não tiver uma ideia de negócio, faça uma lista de coisas que você acha que poderiam ser solucionadas pela sua empresa. No geral, uma empresa atua para resolver algum problema. Pense em como sua empresa poderá solucionar o problema do seu cliente. Alguns problemas podem ser identificados com uma conversa com os potenciais clientes. Outras vezes, o cliente nem sabe que tem um problema até uma solução aparecer.
Porque o cliente escolherá você ao invés do seu concorrente? O importante é ter algo específico. Você pode tentar trabalhar com uma proposta pouco explorada e inovadora.

Plano de negócios

Com uma boa ideia para empreender em Santo André, está na hora de montar o seu plano de negócios. Através dele, você conseguirá ter uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida. Além do planejamento, o plano de negócios também detalha a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.
Para desenvolver esse planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento, pagamentos de funcionários e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também sobre o público que você deseja atingir, quem serão seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

Resumo dos principais pontos do plano de negócio

O que é o seu negócio? É Preciso que você saiba qual a missão da empresa, o porquê ela existe e quais são os seus valores. Quais serão os principais serviços e/ou produtos oferecidos? Defina qual será a área de atuação da sua empresa, as obrigações fiscais e o setor de atividade.
É necessário deixar estabelecido quem serão seus principais clientes, quem é o público alvo. Faça uma análise de mercado sobre o que os clientes procuram no seu ramo de negócios. Analise também seus concorrentes, descubra a maneira como eles trabalham, quais são pontos negativos e positivos do seu método de funcionamento.
Qual será a estrutura operacional da empresa? Defina quantas pessoas serão necessárias na sua empresa e como acontecerá todo o funcionamento dela. Você sabe quem será o seu fornecedor? Faça pesquisas de preços, compare e encontre o que mais combina com a sua empresa.
Você não pode esquecer de construir cenários e desenvolver planejamentos estratégicos e de marketing. Monte um detalhado planejamento financeiro. Coloque informações sobre de onde virá os recursos e o que será feito com eles. Qual será o faturamento mensal, em quanto tempo espera que o capital investido retorne e como você irá lidar a longo prazo com as suas finanças.

Você precisa de uma linha de crédito ou um investidor?

Se já teve a ideia, montou o plano de negócios, mas não tem capacidade financeira para começar, saiba que você pode conseguir uma linha de crédito. Os bancos comerciais públicos com carteira comercial, como Caixa Econômica Federal e o BNDES, tem uma linha exclusiva de créditos para ME e EPP.
Entretanto, as vezes os juros cobrados nessas linhas de créditos são muito altos e o seu negócio pode não conseguir suportar. Nesse caso, você pode optar por encontrar um Investidor para sua empresa.
Além de ajudar na parte financeira, os investidores podem auxiliar na gestão do seu empreendimento. Por isso é preciso estar disposto a dividir informações, planos e até tarefas com quem investe na empresa.
Classificamos os investidores por estágios de capital de risco. Mas, para negócios que estão em fase inicial temos o Investidor Anjo e o Investidor Capital Semente.
Os investidores anjos são pessoas físicas, em geral empresários de sucesso, que estão dispostos a investir em negócios que estão em fase inicial mas que tenham potencial de crescimento. Esse tipo de investidor não vai necessariamente fazer parte da empresa. Costumam investir na média dos R$ 50 mil a R$ 500 mil.
Já o investidor Capital Semente, costuma investir valores próximos de R$ 500 mil. Porém em empresas com uma ação de mercado mais definida, que já possuam clientes e tenha uma melhor definição sobre o modelo de negócios.

Saiba como precificar

Você sabe como precificar os serviços que sua empresa vai oferecer? Ele deve cobrir todos os custos de produção e distribuição, os encargos e ainda te proporcionar algum lucro. Para isso, é preciso ter um método de precificação, para te ajudar a ter praticidade no cálculo na hora da venda, e ter uma margem de um possível valor de desconto que pode ser viável oferecer.

Mantenha-se atualizado

Um empreendedor deve entender tudo sobre o mercado em que seu negócio está inserido. Para isso é preciso aprender e estar sempre atualizado sobre esse ramo. Faça cursos especializados, participe de eventos sobre empreendedorismo, converse com outros empreendedores. O mundo dos negócios está sempre em constante mudanças. Por isso é importante nunca deixar de adquirir conhecimento, dessa forma sua empresa nunca ficará para trás.

Primeiro passo para empreender: abrir a sua empresa

Sabemos que empreender em Santo André envolve muitos riscos. Entretanto, com um planejamento detalhado, estratégia de negócios, dedicação e apoio de uma acessória contábil, pode apostar que o seu negócio terá sucesso. Agora que você já sabe como empreender, chegou a hora de abrir sua empresa.
Clique aqui para mais detalhes sobre como abrir empresa em Santo André.

Abertura Simples

Saiba que nós da Abertura Simples, podemos te ajudar a empreender.
Disponibilizamos as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.
Entre em contato com nossos representantes e comece a empreender com o Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo.
[mk_button dimension=”three” size=”medium” outline_skin=”dark” bg_color=”#54963D” text_color=”light” icon=”mk-li-portfolio” url=”https://aberturasimples.com.br/abrir-empresa” target=”_blank” align=”left” id=”Buton ID” margin_top=”15″ margin_bottom=”15″]ABRIR EMPRESA[/mk_button]

Confira dicas para empreender em Juiz de Fora

Quer empreender em Juiz de Fora? Essa é uma atividade que demanda muito planejamento, visão e foco. É necessário ter conhecimento sobre as burocracias da cidade e saber sobre a área na qual você vai empreender. Ter um panorama das habilidades administrativas e financeiras do negócio também é essencial.

Com disposição para a aprender os itens essenciais, você vai conseguir transformar os seus projetos em realidade. Por isso o Abertura Simples preparou um artigo com tudo o que você precisa saber para empreender em Juiz de Fora e ter sucesso no seu negócio. Confira:

ABRA SEU PRÓPRIO NEGÓCIO – VEJA COMO EMPREENDER EM JUIZ DE FORA:

SOBRE JUIZ DE FORA:

O município está localizado no interior do estado de Minas Gerais, e possui uma população estimada em aproximadamente 564 mil habitantes. É considerado assim o quarto município mais populoso de Minas Gerais e o 36º do Brasil.

Os principais setores da economia da cidade são os serviços (73 mil empregos), o comércio (32 mil empregos) e a indústria de transformação (19 mil empregos).

Juiz de Fora se manteve na primeira colocação no ranking de atividade econômica entre os municípios da Zona da Mata e na sétima colocação no estado de Minas Gerais, segundo pesquisa publicada pela Conjuntura e Mercados Consultoria (CMC).

VOCÊ TEM O PERFIL PARA EMPREENDER EM JUIZ DE FORA?

Você quer trabalhar apenas por obrigação e ter uma renda fixa no final do mês? Ou quer usar suas habilidades para atingir uma realização pessoal e profissional?

Se você se encaixa mais no segundo perfil, deve ser uma pessoa que faz planejamentos a longo prazo, e que quer ter sucesso com eles. E quando falamos em sucesso, não queremos dizer necessariamente o êxito financeiro. Para muitas pessoas, sucesso é atingir alguma realização pessoal, ter mais tempo para passar com os familiares.

Se você bate de frente com os problemas e não fica quieto até conseguir resolvê-los, quer que seus projetos sejam seu maior orgulho, está sempre em busca de novas tarefas, soluções, fontes de renda, e não se preocupa com a rotina do dia a dia, você já tem a alma de um empreendedor.

Ser um empreendedor vai muito além de ser seu próprio chefe. Para empreender é preciso imaginação, não só apenas para a ideia do negócio, mas para saber lidar com ele. É necessário ser organizado e planejado, para evitar riscos e gastos desnecessários.

Um bom empreendedor tem que lidar bem com as pessoas, para ter um bom relacionamento com seus funcionários, colaboradores e clientes.

O mais importante é acreditar em si mesmo, e ter coragem para correr riscos. Dessa forma você alcançará os melhores resultados e terá sucesso no seu negócio.

TENHA UMA IDEIA INOVADORA

Agora que você tem certeza de que será um bom empreendedor, saiba que para empreender em Juiz de Fora é necessário ter uma ideia inovadora.

Se você tem alguma coisa específica que goste de fazer e acha que pode se tornar um negócio, você pode investir nisso. Trabalhar com o que ama pode ser uma opção viável para o sucesso. Busque por um diferencial, uma exclusividade, para se destacar no ramo.

Se não tiver uma ideia de negócio, faça uma lista de coisas que você acha que poderiam ser solucionadas pela sua empresa. No geral, uma empresa atua para resolver algum problema. Pense em como sua empresa poderá solucionar o problema do seu cliente. Alguns problemas podem ser identificados com uma conversa com os potenciais clientes. Outras vezes, o cliente nem sabe que tem um problema até uma solução aparecer.

Porque o cliente escolherá você ao invés do seu concorrente? O importante é ter algo específico. Você pode tentar trabalhar com uma proposta pouco explorada e inovadora.

PLANO DE NEGÓCIOS

Com uma boa ideia para empreender em Juiz de Fora, está na hora de montar o seu plano de negócios. Através dele, você conseguirá ter uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida. Além do planejamento, o plano de negócios também detalha a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.

Para desenvolver esse planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento, pagamentos de funcionários e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também sobre o público que você deseja atingir, quem serão seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

Saiba como montar um plano de negócios ideal para seu negócio com nosso guia completo

empreender em juiz de fora

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PONTOS DO PLANO DE NEGÓCIO?

O que é o seu negócio? É Preciso que você saiba qual a missão da empresa, o porquê ela existe e quais são os seus valores. Quais serão os principais serviços e/ou produtos oferecidos? Defina qual será a área de atuação da sua empresa, as obrigações fiscais e o setor de atividade.

É necessário deixar estabelecido quem serão seus principais clientes, quem é o público alvo. Faça uma análise de mercado sobre o que os clientes procuram no seu ramo de negócios. Analise também seus concorrentes, descubra a maneira como eles trabalham, quais são pontos negativos e positivos do seu método de funcionamento.

Qual será a estrutura operacional da empresa? Defina quantas pessoas serão necessárias na sua empresa e como acontecerá todo o funcionamento dela. Você sabe quem será o seu fornecedor? Faça pesquisas de preços, compare e encontre o que mais combina com a sua empresa.

Você não pode esquecer de construir cenários e desenvolver planejamentos estratégicos e de marketing. Monte um detalhado planejamento financeiro. Coloque informações sobre de onde virá os recursos e o que será feito com eles. Qual será o faturamento mensal, em quanto tempo espera que o capital investido retorne e como você irá lidar a longo prazo com as suas finanças.

VOCÊ PRECISA DE UMA LINHA DE CRÉDITO OU UM INVESTIDOR?

Se já teve a ideia, montou o plano de negócios, mas não tem capacidade financeira para começar, saiba que você pode conseguir uma linha de crédito. Os bancos comerciais públicos com carteira comercial, como Caixa Econômica Federal e o BNDES, tem uma linha exclusiva de créditos para ME e EPP.

Entretanto, as vezes os juros cobrados nessas linhas de créditos são muito altos e o seu negócio pode não conseguir suportar. Nesse caso, você pode optar por encontrar um Investidor para sua empresa.

Além de ajudar na parte financeira, os investidores podem auxiliar na gestão do seu empreendimento. Por isso é preciso estar disposto a dividir informações, planos e até tarefas com quem investe na empresa.

Você precisa de um investidor mas não sabe por onde começar? Veja este artigo que preparamos para sanar as suas dúvidas.

Classificamos os investidores por estágios de capital de risco. Mas, para negócios que estão em fase inicial temos o Investidor Anjo e o Investidor Capital Semente.

Os investidores anjos são pessoas físicas, em geral empresários de sucesso, que estão dispostos a investir em negócios que estão em fase inicial mas que tenham potencial de crescimento. Esse tipo de investidor não vai necessariamente fazer parte da empresa. Costumam investir na média dos R$ 50 mil a R$ 500 mil.

Caso você ainda tenha dúvida sobre os Investidores Anjos, confira este vídeo que fizemos para explicar melhor como ele funciona.

Já o investidor Capital Semente, costuma investir valores próximos de R$ 500 mil. Porém em empresas com uma ação de mercado mais definida, que já possuam clientes e tenha uma melhor definição sobre o modelo de negócios.

SAIBA COMO PRECIFICAR

Você sabe como precificar os serviços que sua empresa vai oferecer? Ele deve cobrir todos os custos de produção e distribuição, os encargos e ainda te proporcionar algum lucro. Para isso, é preciso ter um método de precificação, para te ajudar a ter praticidade no cálculo na hora da venda, e ter uma margem de um possível valor de desconto que pode ser viável oferecer.

MANTENHA-SE ATUALIZADO

Um empreendedor deve entender tudo sobre o mercado em que seu negócio está inserido. Para isso é preciso aprender e estar sempre atualizado sobre esse ramo. Faça cursos especializados, participe de eventos sobre empreendedorismo, converse com outros empreendedores. O mundo dos negócios está sempre em constante mudanças. Por isso é importante nunca deixar de adquirir conhecimento, dessa forma sua empresa nunca ficará para trás.

Se você quiser saber mais a fundo sobre os passos e procedimentos necessários para abrir empresa, confira também o guia completo que preparamos clicando aqui. Com ele, você poderá conferir também todos os documentos necessários e tirar suas dúvidas sobre o início do seu negócio.

PRIMEIRO PASSO PARA EMPREENDER: ABRA A SUA EMPRESA

Sabemos que empreender em Juiz de Fora envolve muitos riscos. Entretanto, com um planejamento detalhado, estratégia de negócios, dedicação e apoio de uma acessória contábil, pode apostar que o seu negócio terá sucesso. Agora que você já sabe como empreender, chegou a hora de abrir sua empresa.

Clique aqui para mais detalhes sobre como abrir empresa em Juiz de Fora

Se você quiser saber mais a fundo sobre os passos e procedimentos necessários para abrir empresa, confira também o guia completo que preparamos clicando aqui. Com ele, você poderá conferir também todos os documentos necessários e tirar suas dúvidas sobre o início do seu negócio.

Banner do e-book Guia de Abertura de Empresas

ESTÁ SEM IDEIA DE NEGÓCIO?

Nós do Abertura Simples preparamos post novos todos os dias as 19h com ideias de Novos Negócios para que vocês se inspirem e empreendam em suas cidades. Clique aqui e escolha a que mais combina com você!

ABERTURA SIMPLES

Saiba que nós da Abertura Simples, podemos te ajudar a empreender em Juiz de Fora. Disponibilizamos as funções de Contabilidade, Fiscal, Recursos Humanos e Legalização, como alvará de funcionamento, CADAN, Anvisa, e muito mais.

Entre em contato com nossos representantes e comece a empreender com o Abertura Simples de forma fácil clicando abaixo:

[mk_button dimension=”three” size=”medium” outline_skin=”dark” bg_color=”#54963D” text_color=”light” icon=”mk-li-portfolio” url=”https://aberturasimples.com.br/abrir-empresa-juiz-de-fora/” target=”_blank” align=”center” id=”Buton ID” margin_top=”15″ margin_bottom=”15″]EMPREENDER EM JUIZ DE FORA[/mk_button]